Vega9000 has left the building

O Vega9000 fez há uns dias a sua despedida formal, embora já tivesse partido muito antes, como assinala. O seu primeiro comentário por cá, pelo menos com esta identidade, foi em finais de 2009. Nos dois anos seguintes, encheu de forma assídua as caixas de comentários com a sua brilhante inteligência e paixão política. Os contributos eram sempre construtivos, informativos e desafiantes, servidos num português apurado. Em 2011 convidei-o para abandonar as catacumbas e subir à arena. Como autor, pôde mostrar todos os seus vastos recursos criativos no uso da imagem e da composição do texto. Já fora daqui, este artigo Desempregado usa humor para imitar Passos Coelho no Twitter e este texto Publicidade da casa dão conta do seu potencial admirável.

Nenhuma dessas características, nada desse talento, se deve ao Aspirina B. O Vega9000 já era um cidadão politicamente maturo e um blogger antes de aqui chegar. Tivemos foi a grande sorte de ele ter tropeçado neste pardieiro e por cá se ter demorado uns tempos. Na sua despedida, podemos também celebrar a memória de uma bela e estranha experiência nestes anos de partilha proporcionada pelo Al Gore, o inventor da Internet, onde conseguimos formar verdadeiras comunidades de socialização e pensamento sem levantarmos o cu da cadeira nem nunca chegarmos a falar presencialmente. É o caso, neste caso.

A minha citação favorita do Steve Jobs reza assim:

It doesn’t make sense to hire smart people and then tell them what to do; we hire smart people so they can tell us what to do.

Se tivesse uma empresa, era este o meu critério supremo para a gestão. Não a tendo, nem sendo provável que venha a ter, resta-me a consolação de ter pertencido a um blogue onde essa foi a lei de ouro.

10 thoughts on “Vega9000 has left the building”

  1. Eric, eu, claro. Estou a falar de mim nesse parágrafo, na sequência da citação. Mas relaciono a temática com o Vega pois ele ilustra o que está em causa: se formarmos uma comunidade de inteligentes (ficando para cada um a definição do que seja a inteligência), o que vier daí será sempre bom. É assim que interpreto as palavras do Steve Jobs.

  2. Essa construção verbal é tramada, só chamei a atenção.

    E, sim, eu também era um fã do Pedro o PM mas era-o às escuras (que tu hoje iluminaste, thanks).

  3. Esta é uma bela homenagem. Discordo no entanto no ponto de nada se dever ao Aspirina B, sobretudo a certo escriba desta casa, por estranha coincidência o autor do texto acima. Devo-te mais do que imaginas, e mais do que te conseguirei agradecer.

    Agora já posso voltar às catacumbas.

  4. Ó Vega, não te vás embora, pá! Todos são poucos para lançar azeite quente sobre as bestas que cercam a cidade. E olha que vais ter dificuldade em encontrar outro lugar onde se juntem tantas ideias justas e palavras bem metidas.

  5. Quando comecei a ser “visitante” assíduo do Aspirina B, já o Vega9000 estava em “fase out” , ainda assim tive o privilégio de ler excelentes intervenções suas.
    Para onde quer que vá (ou tenha ido) ou o que quer que vá fazer, espero que não deixe de “lançar azeite quente sobre as bestas que cercam a cidade”, como diz acima o Lucas Galuxo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.