E quantas desculpas já deve Freitas a Sócrates?

De uma entrevista de Freitas do Amaral hoje no Diário Económico:

«Freitas do Amaral assume as divergências que a determinada altura o afastaram de José Sócrates e diz acreditar que ele “não quis ficar para a História como o primeiro-ministro da austeridade”, deixando para o Governo seguinte os necessários cortes de despesa.

O país já fez as pazes com José Sócrates?
Penso que não. E esta crise no PS – ou mini-crise – foi desencadeada por elementos próximos de José Sócrates. A primeira pessoa que fez uma declaração a dizer que havia uma crise de liderança no partido foi Santos Silva. Três dias depois veio Silva Pereira dizer que era preciso um novo congresso. Depois Vieira da Silva. Ora, independentemente de isto ter sido bom ou mau para o PS; isto denuncia uma certa precipitação do engenheiro Sócrates. Porque isto veio em consequência de almoços e jantares que ele promoveu. Alguns vieram em jornais. Enquanto o país estiver a sofrer, pelo menos metade do país dirá que isto foi o estado em que ele nos deixou.

Ora aqui está o que se chama um intriguista. Que sabe o homem sobre esta matéria? Não acabara Sócrates de aceitar uma proposta de emprego?

Guterres veio fazer um ‘mea culpa’ sobre a sua responsabilidade no estado do país. Sócrates ainda não o fez. Já o devia ter feito?
Já, mas não está no feitio dele

É extraordinário o número de pessoas que atacam Sócrates na sua ausência, seguros da falta de resposta. Freitas do Amaral permite-se dizer, sempre que o entrevistam, o que não diria, aposto, diretamente na sua presença. Porque haveria Sócrates de pedir desculpa aos portugueses? Por ter lutado por – e conseguido enquanto não foi traído – impedir o resgate? É por isso que deve desculpas? Deve desculpas pelo que outros fizeram – deitarem ao lixo um acordo arduamente negociado? Deve desculpas por não ter cortado na despesa (parece que é isso que Freitas insinua)? Como assim? O défice em 2,6% antes da crise, e a dívida a diminuir não querem dizer nada? Quando é que Sócrates devia então ter cortado na despesa, segundo Freitas? Quando a Comissão Europeia e o Conselho decidiram, em 2009/10 planos de relançamento da economia (com fortes incentivos e apoios do BEI) para fazer face às primeiras consequências da crise do subprime? Devia Sócrates nessa altura ter dito “Não, peço imensa desculpa, mas as falências de empresas, o desemprego e a quebra de receitas são oportunidades únicas para voltarmos à pobreza que nos vai tão bem. É o que merecemos. Passem bem.”?
A maioria formada pela oposição no Parlamento a partir de Outubro de 2009 não diz nada a este suposto constitucionalista sobre certas dificuldades em fazer passar legislação e orçamentos, de que foi exemplo o fim das transferências para a Madeira?
É indecoroso da parte de Freitas do Amaral dizer de Sócrates o que diz, dando a entender, ou pelo menos não corrigindo quem sugere, que saiu do seu governo por divergências políticas, o que não é de todo verdade. Este senhor é uma vergonha. Além de um bocado tonto, claro – leia-se o que diz de Cavaco:
“Ele nunca foi ouvido por este Governo nas suas mensagens económicas. Se fosse uma pessoa vingativa, ou que gostasse de andar a fazer intrigas já estava a colocar mensagens em todos os jornais contra o Governo. E não está.”

Ah, ah! Afirmação mais tonta do que esta é difícl, atendendo à intriga máxima urdida no palácio de Belém contra um primeiro-ministro, apenas por não ser da sua cor política e para levar ao poder os e a da sua cor política.

As críticas que Freitas também tece na entrevista ao atual governo não são suficientes para apagar a sua falta de decência. Os pedidos de desculpa que deve a Sócrates são tantos quantas as entrevistas maledicentes que já deu.

17 thoughts on “E quantas desculpas já deve Freitas a Sócrates?”

  1. Já se esqueceu que, numa altura em que Sócrates ainda resistia à assinatura de um acordo com a troica, veio branquear um possível acordo com o FMI. Não seria tão negativo como o pintavam… Pois não?

  2. “Ele nunca foi ouvido por este Governo nas suas mensagens económicas. Se fosse uma pessoa vingativa, ou que gostasse de andar a fazer intrigas já estava a colocar mensagens em todos os jornais contra o Governo. E não está.”

    tou vendo, já acabou de pagar as dívidas da campanha presidêncial que o cavaco recusou pagar e quer meter-se noutra igual ou deve estar a ver se o cavaco se comove e o indica como sucessor para reparar a traição.

  3. Só uma pergunta…..quando são as eleições presidenciais?
    É preciso preparar o terreno.

    Espero que Sócrates esteja a escrever as suas memórias pois tenho a certeza que teremos muitas surpresas.
    Força Sócrates! E …..parabéns, merece.

  4. “não quis ficar para a História como o primeiro-ministro da austeridade”.
    Deve ter sido por isso que concorreu às eleições com a mesma garra de sempre tencionando ganhá-las e ser novamente PM. Apesar da troika.
    Há cães que não conhecem o dono.

  5. fritas de amaral,está precisar de dar uma quecas.os espermatozoides estão a chegar-lhe ao cérebro.é vingativo ,e está a preparar a sua candidatura a esta republica dos bananas que nós somos.

  6. Freitas sempre sonhou ser PR. No CDS não tinha tropas suficientes, na AD foi derrotado estrondosamente por Mário Soares. Mais tarde tentou obter as graças do PS, fazendo parte do governo Sócrateá. Quando percebeu que o PS apoiaria outro candidato, tratou de por-se ao fresco. É um oportunista que nunca vai chegar a lado nenhum!

  7. ah ganda negociador sindical! e a classe operária andou distraída tanto tempo.

    “Eles queriam pagar 1.965 escudos e eu disse que ou eram números redondos ou não queria. Lembro-me que ainda me levantei para me ir embora. Quando estava a chegar à porta o dirigente levantou-se e disse que se resolvia e assinei o contrato. De repente era um moço com 17 anos, que andava na escola, treinava e recebia 2.000 escudos mensais, mais os prémios de jogo. Todos os meses levava para casa uns 2.500 escudos limpos.”

    aqui podem ler o resto do concerto ou ópera bufa com cheiro a merda e mentiras à mistura
    http://sol.sapo.pt/inicio/Sociedade/Interior.aspx?content_id=69233

    sandes de courato e mine para quem descobrir 7 diferenças entre a verdade e a aldrabice

  8. Incrível!!!
    A maneira como tentam aqui limpar a imagem de um dos corruptos mais incompetentes da história de Portugal.

    Meiguinho é o Freitas, porque o lugar do Sócrates era na choldra. Eu não me esqueço, nem vou deixar que tal seja esquecido!

  9. Tal como o LFP também penso que o lugar de Sócrates era na choldra, tendo também que restituir aos portugueseses aquilo que lhes foi tirado, proporcionalmente à sua culpa: Estou a lembrar-me, para já, dos 8.000 milhões do BPN que a generalidade dos portugueses vai pagar. E, claro, aquela pena deve ser aplicada, proporcionalmente, aos seus orfãos beneficiários.
    Divulgue-se !

    João Pedro

  10. oh joão pedro! deves ter lido isso no relatório de intenções dos comunas ao caso bpn que ficou com as culpas pelo constâncio por falta de lata para mais. o mesmo já não se pode dizer do camarada costa martins que se pirou para angola com a conta forrada de um dia de trabalho nacional. dá para imaginar o forró que teria sido o acesso da comunada ao mealheiro nacional.

  11. Ó LFP não te importas de explicar porque é que o lugar de Sócrates é na choldra?
    Assim de repente não vislumbro qq crime, mas como não leio o correio da manha posso estar enganado, no entanto estou a disposto a mudar de opinião perante factos.

  12. O grande estoiro de Sócrates, mais do que os Peques foi aquele aeroporto faraónico e o TGV em “L” ou “PI”.

    Era obcecado.

    Estoirou, que descanse por lá!

  13. encontrou a filha do relvas na catequese citrina e foi ela que lhe disse. o lóreiro vai a querubim e o oliveira casca a santo na próxima fornada do saraiva martins.

  14. Pelo menos tenham a decência de perceber a figurinha triste que fazem. É o eurostat, é o proprio governo a defender as coisas que antes acusavam, são os laranjas tipo a ex do Pulido a chamar estes de ignorantes, etc.

    Mas este cena à Melo sobre o BPN é de facto de gente parola e tirana. Entao era possivel prever ou era possivel deixar o BPn falir com credores como o BCP, o BPI e o BES?

    Andam por aí uns tontos que acham duas coisas:
    1ª como não eram clientes do BPN, aquilo podia falir. Parolos!
    2ª como eventualmente no BPN apenas tinham créditos, julgam que em caso de falência ficam com as casas de borla. Parolos.

    A Irlanda nacionalizou todos os bancos, excepto o Bank of Irland. Socrates deve ter ficado com todo o dinheiro.

    Estes tristes que aparecem com nomes falsos, que não se vao calar e não sei o quê como se fossem muito importantes… Palhaços.

    Digo-vos uma coisa: o passos ja meteu a gente toda que podia. O Portas ja contratou os motoristas e outros que podia. Já não há mais poleiro. Esperem por outra oportunidade.

  15. “nunca perdoou o Sócrates nem o Teixeira dos Santos por viverem em um mundo irreal.”

    oh imunda surrealista! que é que vive num mundo irreal? já acabaste o turno ou ocuparam-te a esquina?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.