Céus, Portugal não é um laboratório

Vítor Gaspar estudou durante uns anos uns livros de economia e agora ofereceram-lhe um povo – nós – para poder aplicar, à letra, a título experimental, a matéria estudada.

“Questionado por Fernando Medina, do PS, sobre qual o impacto no crescimento económico das reformas estruturais, Gaspar respondeu que “é uma pergunta difícil” e continuou: “Não existe metodologia que permita quantificar com qualquer grau de rigor o impacto deste tipo de políticas no crescimento”.
Segundo o ministro das Finanças, “a evidência empírica sugere que os impactos podem variar muito fortemente de país para país”,
etc.

Fonte

Quando for corrido, ainda estará agarrado à página 24 sem compreender porque não o deixaram aplicar a metodologia específica ali enunciada, que, segundo o autor, é espectacular.

10 thoughts on “Céus, Portugal não é um laboratório”

  1. pois , isso deveria ter sido dito a todinhos os “cientistas sociais” desde , quê , 1970 ? até hoje. muito chato quando em lugar de descobrir se puseram a intervir. uns colonizadores coloniais da pior espécie , esses cromos “cientistas” , destroem civilizações onde até já nem andávamos nus..

  2. A pergunta não é nada difícil, muito menos para ele. Ter que responder é que é chato. O Gaspar enterrou a cabeça na areia e pede que façamos o mesmo.

    O melhor é perguntarmos à OCDE, ao Banco de Portugal e ao Olli Rehn. Eles sabem e respondem.

    Se o PSD estivesse na oposição, agitaria todos os dias essa questão. Agora que aguentem. Quiseram o poder para aplicar as suas receitas milagrosas. Estamos à espera delas. E vamos perguntando sempre.

  3. Com as mesmas receitas, o Chile de Pinochet cresceu economicamente. Em ditadura. Não é um cenário impossível, ainda que improvável. Quanto mais depressa forem corridos, melhor, pois não é de crer que as medidas abrandem.

  4. Pois, pois, mota o melhor é chamar o sócrates e os pulhas todos que estão sentados na bancada xuxa para governar esta merda … tu só podes é ser como todo o mundo aspirinico: uns rematados cabrões sem vergonha depois da destruição, sem precedentes, que os vossos lideres xuxas causaram neste pobre país. FILHOS DA PUTA

  5. O Correio da Manhã conta hoje que a família de do ex-primeiro-ministro José Sócrates tem 383 milhões em offshores. Os documentos foram entregues por Mário Machado. Acrescenta o CM que a empresa criada em 2000 no paraíso fiscal de Gilbraltar movimentou autênticas fortunas. Gestores são tio, tia e primos de Sócrates.
    O número, astronómico, é o somatório dos movimentos bancários de uma empresa com sede em Caimão, cujos gestores são o tio, uma tia e primos dos ex-primeiro-ministro José Socrates. A escritura da empresa foi feita em Gibraltar em 2000 e os documentos bancários relativos à mesma encontram-se no Departamento Central de Investigação e Acção Penal do Ministério Público, conta o Correio da Manhã.
    Fazem parte do lote de documentos entregues pelo advogado de Mário Machado, o líder da extrema-direita que se encontra na cadeia, à Procuradoria-Geral da República, em Junho passado.

  6. Será este Sócrates: Queres dizer que o Freeport rendeu isso tudo? Ena! Mais em luvas do que o custo do empreendimento. É obra.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.