As comunicações do Governo seguem a agenda futebolística?

Depois da conferência de imprensa de Vítor Gaspar, cada vez mais o cavaleiro de triste figura, e perante o coro de protestos e críticas, Jorge Moreira da Silva montou no seu burro e saiu em defesa de D. Quixote. E fê-lo da maneira mais delirante, ao jeito do seu cavaleiro. Que lhe ocorreu dizer? Que esta foi a quinta avaliação da Troika, a mais importante, aquela em que, lembram-se?, na Grécia, o programa foi considerado ter falhado. Ora, em Portugal não! Com grande orgulho o disse, em Portugal a Troika considerou a aplicação do programa um sucesso. Só isso já era um importantíssimo sinal de confiança. E porque não falhámos nós? Segundo se depreende das palavras do ministro horas antes, porque a derrapagem orçamental foi de 5000 M€, não se cumpriu a meta do défice, aumentou-se a dívida, empobreceram-se os portugueses, agravou-se a recessão, destruíram-se empresas, desagregaram-se famílias e os sacrifícios de nada serviram. Simples, portanto, não falhámos! Um autêntico sucesso. Falhanço, falhanço seria ter de anunciar um novo pacote de agravamento fiscal do mais violento e incompreensível de que há memória.

“A Comissão política nacional do PSD congratula-se com a quinta avaliação da troika. Foi precisamente na quinta avaliação da troika que a Grécia falhou. Por isso é uma boa notícia”, sublinhou o vice-presidente do PSD, acrescentando: “gostava que as pessoas soubessem que se assim não fosse teria acontecido a Portugal o que aconteceu à Grécia”.

Jorge, homem, o que é que aconteceu à Grécia? Uma bem-vinda reestruração da dívida e um reforço das medidas de austeridade uma e outra e outra vez… Nada a ver.

6 thoughts on “As comunicações do Governo seguem a agenda futebolística?”

  1. Eles acreditam no que dizem? Alguns sim, outros esperam pela retribuição depois de prestado o frete (não à sua custa , á nossa, claro, “repare”, como diz o gaspar sempre que é apanhado pelos tomates pelo entrevistador, como aconteceu agora com o José Gomes Ferreira na SIC). Eu reparo, toda a gente repara que os sacrifícios foram em vão, a cartilha está completamente errada (Hollande, homem, salut), mas a solução é “esperar” (lá vem a fé à la Cristas) que os portugueses compreendam que ficar sem tecto e sem saúde e sem dinheiro para a escola dos filhos é para seu bem. Também reparamos que os grandes Borges – como salientou o Gomes Ferreira na entrevista – levam com 1% de aumento de TSU. Mas o ministro gaspar diz que nesses casos os sacrifícios não se aplicam, porque é gente que tem muita despesa. Só se engasgou um pouco quando defrontado com o caso (representativo de milhares de casos) em que uma trabalhadora que aufere 630€ fica com a opção de pagar a renda de casa OU pagar a escola dos filhos OU ter de comer. A resposta é simples e está na cartilha. Estes sacrifícios são para o bem dos portugueses, porque nos últimos 10 anos fomos empurrados para a bancarrota e para o crescimento “0”. Como se consegue mentir tanto e desprezar tanto a inteligência e dignidade das pessoas é um mistério para mim, uma forma de estar para outros.

  2. …sob este titulo a todos os titulos apropriado para o tipo de povo em que nos tornámos… escreve hoje apropriadamente El País…«Las cámaras captan –casi roban: los protagonistas no son conscientes de que salen en televisión— uno de esos momentos que definen a las mil maravillas lo que de verdad sucede en Europa. Un cándido Vitor Gaspar, el ministro portugués de Finanzas, se acerca a su homólogo alemán, Wolfgang Schäuble, como el estudiante que trata de impresionar a su maestro. “Haremos progresos sustanciales con el déficit; ya hemos hecho progresos increíbles”, afirma el portugués, cuyo Gobierno aplica a rajatabla los recortes asociados al plan de rescate que ha pedido su país. Inclinado junto a la silla de ruedas de Schäuble –… Gaspar acaba de escuchar el veredicto de Alemania: “Si es necesario adecuar el programa portugués [es decir, flexibilizarlo], no habrá problema”. “Muchas gracias”, acierta a responder con un hilo de voz.»…lembram-se da cena… o lacaio submisso prestava vassalagem ao seu amo…defenestrá-lo logo… já era pouco…já era tarde..quanto mais

  3. Jorge Moreira da Silva não tem opiniáo própria nem de partido. Diz aquilo que o Clube de Bilderberg lhe manda dizer. Toda esta cambada está a soldo e obedece aos tubaróes estrangeiros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.