Animais à solta

A culpa será dos americanos?

 

Na segunda imagem, destruição de uma estátua do século IX a.c., que representa uma divindade assíria.

Lê-se no Daily Mail, de onde retirei as imagens, que o homem que aparece no vídeo disse que as estátuas estavam a ser destruídas porque promovem a idolatria.  Ora, não havendo relatos de que, hoje, alguém ainda adore tais divindades, razão pela qual estas peças se encontram num museu, conclui-se que o sentido de história da humanidade destas bestas é notável. Desconfio que rejeitam mesmo o conceito de museu. Provavelmente porque sentem que seria lá a morada natural dos seus ossos e dos escritos de um tal profeta.

«’The Prophet ordered us to get rid of statues and relics, and his companions did the same when they conquered countries after him,‘ the unidentified man said.»

Não se percebe é por que razão não prescindem da maquinaria, das armas e da tecnologia de telecomunicações que possuem, concebidas e fabricadas por hereges, e não se cingem aos instrumentos disponíveis no século VII.

19 thoughts on “Animais à solta”

  1. espantados? muitos estão à porta e muitos também já estão cá dentro. a euronews foi esta semana comprada (cerca de 50%) por capital islâmico, no caso egipcio. mas cá dentro temos coisas destas, basta ver as claques de futebol e os programas de discussão de bola. se às “longas manus” dos doutores que debatem bola na tv, derem umas facas e tirarem a polícia da equação, divertem-se a degolar os adeptos rivais. portanto, é só uma questão de tempo e de grau de austeridade até isto virar uma barbárie muito grande.

  2. e sim, a culpa é dos americanos. de não os varrerem a todos. mas com um diretor da CIA que tece os mais comoventes elogios à religião islâmica – diz que é linda e bondosa, e até discursa em árabe, está tudo no tubo – não vai ser fácil. Tudo graças ao Mr. Hussein Obama, que se veio a revelar como a maior trampas que os EUA teve como presidente.

  3. ó paá! qué que tenzes cuntra os americanus, pá? qualé o pruvlema cum os amerricanus, meue? varrer a todus, hum? qué que querres dizerre cum içu?

  4. Os Ignoroncios dos Ignatezes e deribatibos, debem reber-se nesta futugrafia, tudo aquilu que num forre xuxa ou comuna se pudesse lebare martelada, hum, acunteçia-lhe o mesmo.

  5. 26-02-2015
    > Cinco mil “provas” contra polícias e magistrados > Jornal Notícias

    Elina Fraga apresenta notícias sobre Sócrates e outros que diz violarem segredo de justiça

    Advogado do ex-primeiro-ministro garante não ter havido reexame da prisão preventiva

    Notícias são prova contra magistrados e polícias

    •Bastonária dos Advogados vai entregar cinco mil cópias de fugas em processos

    •Procuradora-geral da República abre guerra ao falar do segredo de justiça

    Nelson Morais

    Elina Fraga foi desafiada pela procuradora-geral da República a “dizer quem violou o segredo de justiça” no caso Sócrates. Responde com promessa de entregar milhares de notícias de fugas em diferentes processos.

    A bastonária da Ordem dos Advogados vai entregar ao Ministério Público (MP) cinco mil cópias de notícias onde, alegadamente, o segredo de justiça pode ter sido violado por magistrados ou polícias. E desafiou ontem a procuradora-geral da República a dizer quais os advogados que também o violaram. Elina Fraga reagiu com azedume à entrevista de Joana Marques Vidal à “Rádio Renascença”. Mas a troca de acusações começara antes, com uma entrevista onde a própria Elina Fraga, também à Renascença, falava do processo de José Sócrates e afirmou que, “ainda antes de haver advogados no processo, já se violava o segredo de justiça”. “Se o MP participa nessas fugas [de informação], parece-me que será difícil encontrar os culpados”, concretizou a bastonária.

    Anteontem à noite, a procuradora que lidera o MP contra-atacou, com certa ironia: “A bastonária com certeza que irá colaborar ativamente num inquérito [por violação do segredo no caso Sócrates] que foi instaurado na sequência das suas declarações. Espero que ela venha dizer quem violou o segredo de justiça”. “Aceito o desafio com muito gosto”, respondeu Elina Fraga, ontem à tarde, devolvendo a ironia. Contou que já foi notificada pela procuradora titular daquele inquérito (onde Sócrates prestou depoimento esta semana) e abdicou da prerrogativa de, como bastonária, prestar depoimento por escrito. “Entendi fazê-lo presencialmente e vou levar mais de cinco mil cópias de notícias sobre diferentes processos, que foram publicadas quando eles estavam sob segredo de justiça”, disse, ao JN.

    As notícias serão de fases em que os processos ainda não tinham arguidos nem advogados constituídos. “Quando assim é, a violação terá que partir de alguém da investigação”, defendeu Elina Fraga, referindo-se a procuradores e a polícias. A bastonária justifica a intenção de levar notícias de processos que não apenas o de Sócrates, alegando que, na entrevista em que apontou o dedo ao MP, referia-se à “generalidade dos processos mediatizados” e não só ao do ex-primeiro-ministro.

    MP desafiado a ouvir PGR

    Elina Fraga quer desafiar a titular do inquérito sobre a violação do segredo a confirmar a sua tese através da comparação das notícias que lhe vai entregar com aquilo que era, à data da publicação, o conteúdo dos processos. Por isso, vai requerer certidões dos processos noticiados que já são públicos e sugerir à procuradora que peça os que se mantêm sob segredo.

    Resta saber se a magistrada vai alargar o âmbito de um inquérito que estará centrado no caso Sócrates, se serão extraídas certidões para abertura de novos processos, ou se tudo será um golpe mediático que, pelo número de notícias avançado ontem, já estaria em preparação antes da entrevista de Marques Vidal.

    Na sua entrevista, a procuradora-geral declarou também que, geralmente, “as violações vêm de vários intervenientes” e, para evitar que ocorram, “é necessário o envolvimento e o compromisso do MP, mas também de outros intervenientes, como os órgãos de polícia criminal, os funcionários e inclusive os advogados”.

    Elina não gostou desta referência genérica a advogados: “O MP terá que ter o mesmo procedimento que teve comigo, perguntando à senhora procuradora-geral quem foram os advogados. Não o fazendo, está a atentar contra a dignidade de todos os advogados”.

    De resto, observou que Joana Marques Vidal classificou as violações do segredo e justiça como “crime” quando falou de advogados, e como “deslizes” quando se referiu a magistrados do Ministério Público.

    DESTAQUES

    MP esteve mal

    Joana Marques Vidal assume que “o caso dos submarinos é daqueles que dará uma imagem não muito simpática do MP”. Afirma que este processo deve tornar-se mesmo um “case study que nos permita melhorar a nossa capacidade de investigação criminal”.

    Soares impressivo

    O MP concluiu que as críticas de Mário Soares contra os magistrados responsáveis pela prisão preventiva de Sócrates foram apenas “uma manifestação de opinião mais viva, mais impressiva”, pelo que decidiu não abrir inquérito-crime contra o ex-presidente da República. O JN pediu à PGR para aceder ao despacho que fundamenta a decisão, mas não obteve resposta.

    BES sem presos

    A procuradora-geral disse que não foi aplicada a prisão preventiva a nenhum arguido do caso BES porque esta medida de coação obedece a “regras muito estritas”. Acrescentou que este processo é “extraordinariamente complexo” e só terá sucesso com boa cooperação internacional e entre autoridades nacionais.

    Prescrições em risco

    Voltou a dramatizar a falta de funcionários (563 nos serviços do MP), afirmando que ela “atrasa a duração média dos inquéritos”, deixa as partes à espera de serem notificadas de acusações durante “meses” e “pode aumentar” a possibilidade de prescrições.

    Corrupção no Estado

    “Há uma rede que utiliza o aparelho de Estado e da Administração Pública para concretizar atos ilícitos, muitos na área da corrupção”, afirmou Joana Marques Vidal, afirmando que falta definir uma estratégia nacional de combate.

    “NÃO HÁ TIMINGS POLÍTICOS”

    A procuradora-geral da República admite que possa ser deduzida acusação contra o ex-primeiro ministro José Sócrates em cima das legislativas deste ano. “O MP atua de acordo com a lei. Não há timings políticos”, garante.

    CASO SÓCRATES RESPEITA A LEI

    Joana Marques Vidal garantiu, em entrevista ao jornal “Público” e à “Rádio Renascença”, que o inquérito que visa Sócrates “está a ser conduzido de acordo com as regras do direito penal e do direito processual penal”.
    > JN 26-02-2015

  6. Elina. Simplesmente básica. Poveira. Sem estaleca. Elina! Cala-te. Sempre que me lembro da tua queixa por causa do CITIUS, ui! A Lourenço simplesmente não tem coragem para «as dores». Não duras na Ordem um segundo mandato. E, já agora, só és a bastonária dos que te elegeram…os OUTROS simplesmente têm que te gramar estatutariamente. Tu e a tua co -par fazem tomar partido pelo MP. Uma Maria Jesus mais nova, mas tão burra quanto aquela.

  7. Nem percebo a pergunta. Mas pela parte que me toca, já mandei bitaites suficientes sobre o assunto, para vossa consideração, que podem ser resumidos como: Estado islâmico o caralho!
    No entanto, se querem continuar na senda desta palhaçada global, estão à vontade.
    Além disso, o cegueta de merda e a bimba já tomaram conta do blogue,por isso…
    Who cares!

  8. é desta que o rosário vai investigar caganitas de ovelha para o alentejo, o alex reforma-se compulsivamente e a vidaleira regressa à família adams, donde nunca deveria ter saído.

  9. “E, já agora, só és a bastonária dos que te elegeram…os OUTROS simplesmente têm que te gramar estatutariamente.”

    pelo menos são 6.500, no tempo do fachólas pires de lima, pai do tachólas, nem 6.000 votavam e os que o faziam eram arrebanhados nos escritórios da cambada, tipo: tá lá oh judice? manda aí 200 gajos votarem em mim no próximo sábado. não gostas, é simples, rega-te com gasolina e imola-te à porta da ordem.

  10. “Tudo graças ao Mr. Hussein Obama, que se veio a revelar como a maior trampas que os EUA teve como presidente.”

    poizé, oh enaparvo, andas a sniffar sara palhinha, mas se fizeres um charro com essa merda enrolada no correio da manhã apanhas o espírito da ganza islâmica, depois é só comprar ryanair para istambul e vingares-te do obama à martelada como os gajos da fotografia.

    http://www.independent.co.uk/news/world/americas/isis-rise-directly-caused-by-obama-administration-says-sarah-palin-10074147.html

  11. Perfeitos selvagens. :(
    Só não sei se os culpados são os americanos, ou se somos todos nós, por considera-los gente…quando afinal são animais. (sem ofensa para os pobres bichos). :(

  12. Não, os coitadinhos dos américas e israelitas são é bué de altruístas e só querem salvar o mundo dos papões dos islamitas que atacam as zonas onde americanos & amigos não deviam pôr os chispes à luz do direito internacional.
    Creio que vamos continuar a acreditar no pai natal até que o ISIS (ou lá como se chama essa tanga) faça um ataque em solo português e os vossos heróis venham bombardear esta merda toda para nos ajudar. Acabam-se as eleições e o Passos fica, de vez, a tomar conta desta chafarica.
    Porreiro, pá!

  13. Ficar consternado com estas imagens? Mas esperavam o que depois do que tem feito por aí? O problema é a decadência do ocidente para a qual o magno traidor islamista hussein obama tanto tem contribuído. Chamar.lhes animais é um tremendo elogio. Estas coisas são são humanas nem seres vivos, o que deles descende tb não é matéria viva. São coisas híbridas, como vírus. São objetos inanimados, sucata pronta para ser reduzida a cinzas. Nem os nazis conseguiram descer, fazer.nos descer como humanidade, a um abismo tão profundo.

  14. “Não se percebe é por que razão não prescindem da maquinaria, das armas e da tecnologia de telecomunicações que possuem, concebidas e fabricadas por hereges”,

    Tal foi o meu comentario con amigos sob as imagens. Asim.
    São bestas com tecnología, é compativel.

    porque teriamos invadido o Irak? e agora que? istes ainda vão encontrar as armas de destrução massiva. Ou serão eles as tales armas que andava a procurar o Bush?.
    Ninguém chegara a saber nunca, ficará o misterio, e os mortos acrescentaram-se.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.