A eterna mão por trás do arbusto levou uma valente reguada…

… e voltou para trás do arbusto.

Lê-se na revista Sábado que Cavaco Silva tentou impedir a candidatura de Rui Moreira à Câmara do Porto, através de pressões sobre Valente de Oliveira, de modo a favorecer a candidatura de Menezes e a vitória do PSD na segunda cidade do país. O espírito de vingança que já tantas vezes nos foi dado observar em Cavaco comprova-se, assim, mais uma vez, se tivermos em conta o facto de Rui Moreira ter sido apoiante da candidatura de Mário Soares em 2006.

O alvo dessas alegadas tentativas de “condicionar” teria sido Luís Valente de Oliveira, de acordo a descrição à SÁBADO de duas fontes próximas de Rui Moreira. Alguém muito próximo de Cavaco Silva terá tentado convencê-lo a não apoiar o independente Rui Moreira. Mas Valente de Oliveira, que é o presidente da Assembleia Municipal de Porto, não se deixou “afectar”, pelo menos tendo em conta o discurso público do novo presidente da Câmara do Porto. O ex-ministro cavaquista (foi 10 anos ministro de Cavaco e integrou o Governo de Durão Barroso) acabou por ser o mandatário da candidatura independente.

Rui Moreira estava convencido que o Presidente da República desejava a vitória de Luís Filipe Menezes, candidato oficial do PSD, por achar um risco para o sistema partidário o sucesso de um independente numa cidade tão importante. Não terá sido indiferente, também, o facto de ter sido o Palácio de Belém a advertir a Assembleia da República para a gralha na lei de limitação de mandatos: onde se lia presidente “da” câmara, devia ler-se presidente “de” câmara, o que poderia originar uma interpretação da lei mais favorável a Luís Filipe Menezes, que atingira o limite de mandatos em Gaia. Daí ter incluído o recado no discurso.

O sucessor de Rui Rio no Porto, que apoiou Mário Soares nas Presidenciais de 2006, foi tendo ao longo dos anos várias intervenções críticas de Cavaco Silva

.

Quanto à vitória de Rui Moreira, que significa uma merecida derrota para Menezes e a faceta coelhista/relvista/marco-antonista (e, pelos vistos, também cavaquista) do PSD, estou curiosa por ver como vai exercer tão inesperado cargo. A bem da cidade, espero que corra bem.

13 thoughts on “A eterna mão por trás do arbusto levou uma valente reguada…”

  1. . cavaco controla tudo e tenta prevenir tudo o que o possa beliscar os seus planos secretos

    . o moreira apoiou o soares porque sonhava com qualquer coisa que o psd não lhe dáva, tal como namorou o ps para ser candidato oficial.

    . é indesmentível que os candidatos independentes são um risco para o sistema partidário e para a democracia

    . a diferença entre o moreira e o menezes tá no estilo ou estio, como agora se diz, dois pirosos nas versões popular e deluxe. ideias para a cidade e visão de futuro, népia. tv mais e caras, bués e o porto que se lixe.

  2. 1º – Não digam essas coisa, pois o Sr., é o melhor Presidente que temos desde 1910…

    2º – Nem a D. Maria I, a VIRADEIRA, como ficou conhecida, fez tanto com tão pouco.

  3. Custa-me a crer que exista um verdadeiro fundamento na notícia, quanto muito
    poderão ser especulações sobre uma vontade que, até pode não se ter manifestado!
    Não esquecer que, nos Palácios existem sempre uns serventes mais papistas do que
    o Papa! Se nos lembrar-nos, o Pilatos não é rancoroso, é um verdadeiro humanista
    que vai desculpando as inventonas criadas na cozinha do Palácio! Também nunca disse
    que para serem mais sérios do que ele teriam que nascer, pelo menos, duas vezes!
    A sua última inspiração, está virada para a análise da situação política e económica e,
    deu-lhe forte, na Suécia lá foi falando da vida no Quintal, coisa que nunca se faz no
    estrangeiro, e classificou de “masoquistas” todos os que não acreditam nas tretas do
    des-governo, sejam economistas ou meros comentadeiros da coisa!
    A nossa dívida passou de insustentável com 96% do PIB para muito mas, mesmo muito
    sustentável com mais de 124% passados dois anos e meio e, a confirmar a sua opinião
    estão a UE, o BCE e o FMI … face a isto, no comments!!!

  4. O retrato que edie refere é perfeito

    Mas será este o retrato oficial para a lista dos presidentes?

    Não está tão nítido como o retrato do presidente anterior.

  5. Este Blog continua a aceitar comentários de nicks, que são sinónimo de anónimo. Ou seja, continua a aceitar “opiniões” de gente – não confundir com pessoas – que não dá a cara pelo que escreve e, pelo contrário, se esconde atrás do anonimato que, neste caso, é também sinónimo de cobardia. Eles, os nicks/anónimos, saberão porquê.
    Isso sim, é ter coragem. Coragem de dizer mal – por vezes com razão, aceito – mas sem a transparência necessária para ser credível.

    Mário Orlando Moura Pinto

    Setúbal

    P.S.: Assumindo a presunção de que terei respostas a este meu comentário, desde já alerto para inutilidade dos mesmos caso mais não revelem que má educação e falta de argumentos condignos e relacionados com o tema que é, repito, a atitude cobarde dos comentários anónimos.

  6. caso o sr. mário orlando moura pinto, de setúbal ainda não tenha reparado, este blogue é assinado por nicks, tirando o caso da isabel moreira. portanto, gostava de saber o que o amigo propõe que se faça caso os autores não quiserem revelar a identidade. fechar o blogue? denúnciar o caso à wordpress? fazer queixa à bófia como sugere a bécula noutra caixa de comentários? tomar uns comprimidos para o ridículo? sei lá…

  7. A resposta do Sr. ou Sra. Ignatz dispensa comentários.

    Eu, na minha genuína ingenuidade, pergunto (ainda que já conheça a resposta): Qual a é a necessidade de os/as comentaristas se esconderem – que é a palavra exacta – atrás de nicks? Pq qual razão não assumem aquilo que escrevem?
    Acaso não sentem o que escrevem? E se o sentem, será que têm medo de virem a ser reconhecidos? Perderão o emprego? O partido expulsa-os?

    Mantenho o que escrevi: Os nicks são sinónimo de cobardia.
    Quem usa nikcs para insultar é um canalha.

    Mário Orlando Moura Pinto

    Setúbal

  8. sr. pinto, não é que merece, mas eu comento:

    . se é genuinamente ingénuo, porque é que faz perguntas para as quais já conhece a resposta?

    . qual a necessidade dos comentaristas se identificarem? promoverem-se para eventuais ofertas de emprego ou serem recrutados para assessores ou funções partidárias?

    . o sr. pinto vem aqui para discutir ideias ou para conhecer pessoas. a minha avózinha aconselhou-me a nunca me identificar na net por causa da pedofilia e o meu banco idem por causa do phishing.

    . o argumento anónimo/cobarde é recorrente quando não há argumentos ou ideias. já agora os autores dos blogues ficam de fora da lei anti-nick? a tal pergunta que dispensava comentários.

    . e para acabar que a coisa já vai longa. quem é que me garante que te chamas mário pinto, que moras em setubal e que isso possa ter interesse para a redução do défit.

  9. mario pinto,não tema o anonimato.se fossemos obrigados a por o nome, a blogosfera era uma monotonia.use o anonimato e se o mandarem aquela parte voçe não fica chateado.apareça e fale-nos de setubal,uma cidade e um clube adormecido graças á gestão do pcp.quem investe naquele ninho de resistentes do comunismo bacoco? acredito que esteja farto deles!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.