As manifestações já não são o que eram

É impressão minha ou a manifestação de ontem ficou um bocadinho aquém das expectativas? É verdade que 130 mil pessoas é muita gente, mas depois das mega manifestações de 200 e 300 mil pessoas contra os governos de Sócrates, como é que a CGTP explica que agora tenham comparecido apenas metade, ou um terço, dos manifestantes? E o Jerónimo e o Louçã têm alguma explicação para não terem respondido aos seus apelos 500 mil, no mínimo? Então não era na rua que se iria ver a força dos seus magníficos partidos? Virou-se o feitiço contra o feiticeiro. Tanto apregoaram que a causa de todos os males do País era o Governo socialista, e tanto se empenharam para o derrubar ajudando assim a direita a chegar ao poder, que, apesar da actual situação do País e de todas as medidas de austeridade, as pessoas se convenceram mesmo que o actual Governo de direita é o ideal para resolver os seus problemas. Ou isso ou são cada vez menos os que têm paciência para os discursos gastos e para a hipocrisia dos eternos dirigentes desta esquerda bafienta.

37 thoughts on “As manifestações já não são o que eram”

  1. Claro que não são o que eram.
    Os professores estão contentes e já não vão às manifestações do Nogueira.
    Os putos da geração à rasca também já estão desenrascados e não alinham nas manifs dos cótas.
    Só lá vão os reformados, e mesmo assim é só enquanto pagarem o bilhete da camioneta.

  2. Ou isso ou são cada vez menos os que têm paciência para os discursos gastos e para a hipocrisia dos eternos dirigentes desta esquerda bafienta.
    O cumulo do centrismo liberal, é achar que uma esquerda mesmo social democrata é bafientá só porque não alinha no discurso mainstream neoliberal das “reformas” e recortes .

  3. O POVO É SERENO E ESTÁ FELIZ. MUITO FELIZ! ENTÂO NÃO FOI PARA CHEGARMOS AQUI QUE O BE E O PCP TANTO LUTARAM? O MAU DA FITA NÃO ERA O PS? ENTÃO HÁ QUE AJUDAR A DIREITA A IR PARA O PODER, PORQUE ELES É QUE VÃO “ENDIREITAR” ISTO. POI AÍ OS TÊM! QUE VOS FAÇA BOM PROVEITO. ENTÃO AGORA ANDAM A MANIFESTAR-SE CONTRA QUÊ? NÃO ERA O QUE DESEJAVAM?
    (SÓ É PENA QUE EU E MUITOS OUTROS QUE PARA ISTO NADA CONTRIBUIRAM TAMBÉM ESTEJAMOS A PAGAR AS FAVAS.)

  4. Guida,

    É preciso teres muito cuidado com aquilo que dizes. Pelo seguinte: se o teu PS é realmente e sinceramente contra a jogatana baixa de Passos Coelho, com todas as implicações de contratos e sub contratos com compromissos e sub-entendimentos entre Lisboa e Bruxelas, porque não alinhou ele en masse nesta mini manifestação contra o Governo? See?

    Eu podia explicar-te, mas não tenho tempo porque estgou no primeiro intervalo do Star Trek e não quero perder a cena do contacto inicial com os Goks da terceira lua de Saturno. Penso voltar aqui antes de ir pra cama. Se estas simples palavras ainda não estiverem bafientas quando as leres, diz qualquer coisa.

    anonimo,

    Andas a escrever bem, filho. Almoçaste bem, foi isso?

  5. er, esquerda social democrata, quem são esses?

    V. KALIMATANOS, as tuas palavras não ficam bafientas, nem as tuas nem as de ninguém, o Aspirina B é um blogue muito arejado. Mas não percebi, o meu PS?!

  6. Guida,

    Deixa-me lá ver se consigo resolver essa questão à volta de “propriedade”. Olha, podes riscar “o teu PS” e em lugar disso pões “o partido sob a égide do qual o último governo socialista foi parar ao poder numa manhã morna que não me lembro”, e depois continuas como se amanhã não fosse segunda-feira.

    Buscador,

    Busca, busca, cachorro. O nome assenta-te como uma luva. Give the man a huge cigar, mrs oh oh.

  7. guida? deve ser uma menina ou estou muito enganado?

    O val deu abertura a uma nova geração de opinadores, muito bem homem, já pouco tinhas a acrescentar sem o teu “fetiche Sócrates” de má memória.

    A menina fala de “esquerda bafienta”, sabe o que é o cheiro a bafio?

    Quanto a 130.000 pessoas nas ruas serem desprezíveis só na sua pequenina cabecinha.

    Para sua cultura política fique sabendo que 130.000 “controlados” não são comparados a

    milhão (1.000.000) algum dos sem sentido de que fala, mais tarde vai aprender.

  8. o entulho inaproveitavel do muro de berlim, aliado á “escanherda” ligth do berloque sairam á rua para fazer a “prova de vida”. são e serão cada vez menos como as testemunhas de jeová. andam a perder para os cemitérios.

  9. Guida se alguma vez pensar juntar numa manif o PS com o pcp e o be por favor não conte comigo.
    Foi por esta razão que não vale a pena explicar muito que o PS não se juntou nem nunca se juntará a partidecos e a centrais sindicais totalitárias que combate desde 25 de Abril. E agora ia juntar-se a essa canalhada que ainda por cima derrubou o governo e meteu lá esta gente. Agora aguentem porque como se diz cada um colhe o que semeia. E mais não digo porque não dou pérolas a porcos.

  10. Ora aqui temos um homem, o Portuga – do qual já tenho lido muitas opiniões independentes malhadas a frio – que não tem papas na língua e solta o fel e o mel da sinceridade com muita pompa entre as circunstâncias desta discussão. É de homens destes que a gente precisa, homens que põem as cartas na mesa e não têm medo de falar, mesmo que isso doa aos pulpiteiros e estrategistas oficiais dos seus partidos. Ou isto é luta de classes elevada à máxima precisão ou não há almoço para ninguém. É que por vezes entre a Esquerda e a Esquerda há um enorme espaço de milímetros que mal dá para a circulação de ares.

    E, se me estás a ler, Guida, escusas de ter dois trabalhos: a resposta que deres ao Portuga também me contentará, ou não, mas neste caso dir-te-ei porquê. Seria, contudo, bom que desenrolasses, no caso de concordares com o Portuga, as traições históricas e memórias recentes que sustentam a racionalidade do acto do bom socialista não-samaritano e não-parvo de não participar em manifestações contra o inimigo “comum”.

  11. Buscadora,

    Que grande malcriada me saíste, ó cachorra! No futuro, se decidires voltar, vou chamar-te Cachorra boh boh boh (uma imitaçãoquase inaudível dos béus, béus machos) que é, como já deves ter calculado, uma maneira muito pink, mariquinhas e não-assustadora de ladrares de longe às canelas das pessoas. É o que arranjas quando andas a visitar memórias fotográficas da vida em muita liberdade que levavas na África. Pela cor do teu cabelo, assumo que deves ter tomado umas banhecas no Orange River. Certo?

  12. armando ramalho, tem razão, esta esquerda não é nada bafienta, as ideias dos dirigentes do BE, do PCP e dos sindicatos são uma verdadeira lufada de ar fresco.

    Portuga, limitei-me a comparar esta manifestação contra o actual Governo com outras, relativamente recentes, contra os Governos PS. Não penso juntar seja quem for em manifestações. :)

  13. Ó burra…

    E os milhares que estavam no Porto?

    Foi ou não a maior manif dos últimos vinte anos no Porto? Não sabes? moura de merda

  14. Pois, Guida, mas devias. Nunca leste nos fairy tales da política que a “unidade faz a força”? Que maneira não-classista é essa de defrontar o diabólico regime do Passos Coelho ou do Coelho Passos, rumo à liberdade ou à restauração da Dinastia Sócrates? Terás medo de apanhar por contágio a linguagem “incendiária” do Louçã?

    Às vezes, a exemplo da Edie e da Penélope, sais-te com umas boas que merecem a aprovação do Kalamitanos, ou do metanos, como diz a tal gaja, mas tenho a tristeza de te comunicar por comentário que esta não foi uma delas. A impressão que tenho é que as mulheres receberam tanta tanta, tanta “liberdade” depois da revolução dos cravos que não têm a mínima ideia do que fazer com ela.

    Bom Verão de S. Martinho, são os votos aqui do jones.

  15. Kalamitoso, essas tuas tiradas contra as mulheres livres são uma lufada de ar fresco. Já experimentaste o ácido sulfúrico?

  16. Ali,

    Esse ainda não experimentei, deve arder à brava, mas todos os dias vai uns copos dum derivado sulfuroso na forma de sulfitos no tinto e branco. E quando me falta o de Reguengos tenho por vezes sintomas de abstenção com ganas que só passam quando me viro à dentada aos pneus da bicicleta.

    E “mulheres livres”, isso é um novo produto da Nestlé?

  17. guida, com o amor e muito carinho que dedico à juventude, vou tentar clarificar o que lhe tentei dizer.

    Fala de 130.000 pessoas nas ruas como se isso fosse um dado desprezível.

    Mistura bafientos esquerdistas com a legitimidade de uma manifestação embora “disciplinada” mas uma posição clara de vontade.

    Usa ironia porque não sabe o que significa uma “suave brisa de liberdade dos sentidos”.

    Pode brincar aos políticos por aqui com total liberdade mas, o seu tempo seria melhor empregue a fingir-se de médica ou de doente como é próprio com alguém da sua idade.

  18. guida, a esquerda social-democrata não é o pc , mas são a ala renovadora deste, a ala esquerda do ps, e o be.Uma esquerda que não sendo comunista e não anti mercado mantem os seus principios de socialismo e não tem alinhado na retorica dos cortes e das reformas.Isso é que é o verdadeiro mofo politico, e aquilo que digo, já os gregos vivem.

  19. participar em manifestações contra o inimigo “comum”.
    Inimigo comum? Ah! Ah! Ah!
    Desde 25 de Abril que nunca me tinha rido tanto!
    Esta gente não sabe o são os fdp do pc.
    Nunca viveram no Barreiro, por exemplo.
    Não conhecem as atrocidades, a ditadura, que desde 25 de Abril se cometeu e vem cometendo nesta terra.
    Dessa ignorância resulta o escreverem-se textos falhados sem nexo, dizendo que nós temos ódio a essa gente.
    Não! Quem começou por ter ódio ao PS no Barreiro foram os comunas.
    Pessoas que lutaram contra o regime fascista mas não aderiram a esse partido ditatorial eram achincalhadas.
    Assisti a muitos desses atos duma barbárie sem classificação.
    Era pois a esses bandalhos, repito bandalhos, que alguns queriam que nos juntássemos.

  20. Portuga,

    Não te rias, pá? Se achas que a Direita do PSD não é o inimigo comum do PS e do PC e do Bloco e doutros mais, então tens que fazer o seguinte: mandas a palavra Socialismo à fava e chamas outra coisa ao PS. Por exemplo: Partido Centrista da Burguesia Explorada pela Plutocracia Contra todas as Ditaduras Excepto a da Democracia. Claro que a sigla iria levar algum tempo a memorizar pelas massas, mas pelo menos acabavam-se as confusões e é bem possível que a partir daí os comunistas e os socialistas pudessem casar-se entre si com padrinhos do Bloco sem autorização das instâncias superiores dos respectivos partidos, como nos tempos antigos de Salazar em que eles se davam tão bem. A paz e o amor estão sempre à mão, é preciso é haver energia para estender o braço da conciliação com uma mão calejada na ponta.

    Mas compreendo a tua apreensão, socialismo é uma palavra doce e uma moeda forte com significado histórico. Tão doce que o Partido Alemão do Trabalho foi mudado para Nacional Socialista por ordem expressa do Adolfo. E não é que o cabrão foi o único gajo da história das democracias de todo o mundo que obteve 99 por cento dos votos em dois referendos. Há coisas do catano.

    Não te zangues que me complicas com os nervos.

  21. V. KALIMATANOS, devia, por alma de quem? Se tivesse votado PSD talvez pensasse nisso, afinal, o Passos saiu melhor do que a encomenda. Para quem se desfazia em desculpas por aprovar aumentos de impostos, e agora não faz outra coisa; prometia fazer a economia crescer não sei quantos por cento nos próximos dois, três anos, porque sem isso não fazia sentido a austeridade, e agora anuncia uma recessão cada vez mais profunda, etc., etc. Já para não dizer que o PSD, BE e PCP estão mais do que habituados a aliarem-se, e os seus eleitores podiam repetir nas ruas o que os deputados têm feito no Parlamento. Mas não votei. :)

    er, e eles não se importam que se diga que são a esquerda social-democrata?

    armando ramalho, onde é que digo que 130 mil é um número desprezível, ou que a manifestação não foi disciplinada? Digo que ficou aquém das expectativas, quando comparada com outras, e parece-me que o Jerónimo de Sousa, que hoje veio falar de uma ‘operação resignação’, confirma as minhas suspeitas.
    E posso brincar às artes adivinhatórias, que me parece ser a sua brincadeira favorita? É que me parece que me toma por uma jovem à rasca a medir manifs com os cotas da esquerda bafienta. Não podia estar mais enganado. E, já agora, que estou com a mão na massa, contra o Governo de Sócrates, um milhão ou dois ainda era pouco, mas agora 70 ou 80 mil já é um número muito jeitoso, certo?

  22. E a perda de soberania, que nunca mais chega… Que ganda seca que é Portugal!… Não vejo hora de todos estes politiqueiros irem dar uma volta: mal por mal, prefiro ser enganado por gente bonita e civilizada.

  23. 130 mil…está bem abelha. 30 ou 40 mil, provavelmente. Não me esqueço do estudo de um professor que pôs os alunos a contar cabeças no ano passado, para escândalo da esquerdalha.

  24. Kalamitóino, és do tipo das analfabestas que se acham graça. Escreves num linguajar de caganeira marroquina, pelo odor a esgoto de Marraquexe que os teus cu-mentários exalam. E essa cumbersa acerca das mulheres que têm liberdades a mais, rima com quê? Aposto que bateste uma pívia quando viste as torres gémeas a cair. Aquelas putas!

  25. Edie,

    Deus me livre do trabalho de encontrar erros nas tuas opiniões. Normalmente concentro-me na míngua da boa parra, muito mais fácil e evita conflitos desnecessários.

    Ali Babesta,

    Mudaste de nome novamente, Madame ohoh, não digas que não. Saiste-me cá uma rameira travestona e cadelinha.

  26. guida e as alianças entre o ps e a direita chumbando projectos dos supostamente inuteis? essa parte já não te interessa contares ne?

  27. e quanto á outra tua pergunta, sinceramente se for da social democracia que alguns estadistas como palme e brandt nos trouxeram acho que não. O nome partido social democrata é apenas fruto da tal social democracia á portuguesa inventada pelo sá carneiro.

  28. guida,

    Creio que é uma menina sem cultura democrática. E não estou a dar-me a adivinhação.

    Pelo que afirma: inventa que as expectativas de alguém saíram frustradas, devia afirmar de quem. Faz uma pirueta mental sem sentido político concluindo que é impossível explicar o mérito desta manifestação de “130.000” comparada com uma outra, essa sim assassina contra Sócrates “as megas de 200/3000.000”. O seu desvalor do direito dos outros é puro desvario opinativo que a revelam em várias faces… quanto ao mais não faz qualquer sentido analítico.

    Assim, brinque que só lhe faz bem à saúde.

  29. Guida, parabéns pelas reacções provocadas. Significa que tocaste na ferida.
    A grande manifestação do descontentamento revelou-se de facto a grande manifestação da resignação. Falta alguém coma a qualidade de Sócrates para dar luta aos descabelamentos protestaivos. Agora, está tudo bem, a grande manifestação dos profesores, ninguém deu por ela – anteriormente foi argumento para derrube do governo -, a de 1 de Outubro foi simplesmente vergonhosa. E é o facto de estarares a insinuar que que o o móbil , o bode expiatório, desapareceu, que faz com que tantos insultos te sejam dirigidos, A verdade doi, toma-os como elogios.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.