Acabou o tempo das ilusões?

Quando Cavaco disse que ‘acabou o tempo das ilusões’, muitos interpretaram a frase como mais uma crítica ao Governo de Sócrates. Mas tempo de ilusões assenta que nem uma luva na campanha eleitoral do PSD. Assim de repente, não estou a ver tempos mais ilusórios. O PSD criou a ilusão, na qual muitos acreditaram, de que bastaria substituir Sócrates por Passos para a credibilidade perdida do País ser reconquistada. Destacados membros do partido iludiam ao afirmarem que mal o PSD chegasse ao poder os mercados tornar-se-iam dóceis, os juros dariam um trambolhão, enfim, a crise, que então era só nossa, ficaria resolvida em três penadas. O próprio Cavaco, durante a campanha das Presidenciais, criou a ilusão da descida das taxas de juro com a sua reeleição. Ao contrário do PS, o PSD tinha tudo estudadinho, centenas de pessoas competentíssimas trabalhavam dia e noite para que Passos pudesse prometer como prometeu que, para além de pôr as contas em dia, iria pôr a economia a crescer, pois, para este mago da Economia, sem crescimento não fazia sentido a austeridade.

Claro que com a vitória nas eleições acabou o tempo daquelas ilusões, mas a direita não perdeu tempo e já trabalha afincadamente na criação de outras. Por exemplo, ontem, na Quadratura do Círculo, Lobo Xavier garantiu que, afinal, nos próximos tempos será impossível pôr a economia a crescer. Chegou a dizer que o PS devia ter na cabeça uma coisa mágica quando falava em crescimento. Criando assim a ilusão de que o actual Governo nunca poderia ter prometido tal coisa. E o Pacheco percebeu, finalmente, que a crise é internacional, e é tão grave que prevê que se prolongue por vários anos. Criando outra ilusão, a de que se o nosso pobre Governo falhar não será por culpa própria mas do que se vier passar no exterior. Quem diria.

Nem as ilusões são um exclusivo de Sócrates, pelo contrário, a direita poderia dar-lhe lições, nem o seu tempo acabou.

9 thoughts on “Acabou o tempo das ilusões?”

  1. O Lobo Xavier esse troca-tintas mais conhecido pela VOZ DO DONO pois diz coisas que pretendem agradar sobremaneira ao seu patrão. E é para isso que ele todas as semanas na Quadratura do Círculo fala mal de Sócrates. É isso que o seu patrão lhe manda fazer. Ontem veio mais uma vez dizer mal de Sócrates comparando-o a Jardim. Disse isto 2 vezes.
    Daqui chamamos a atenção para António Costa para sempre que esse parvalhão mentir a propósito de Sócrates o sr. tem que interromper e chamar-lhe mentiroso com todas as letras como fez quando ele disse que o Sócrates tinha andado a investigar os sindicatos.
    Quando ele diz disparates, que é o que sabe fazer, nesse programa ele fique a saber que nesse momento eu lhe estou a chamar todos os nomes possíveis e imaginários dizendo o pior dele e mais grave ainda da mãe que o pariu.

  2. Muito bem, grande Portuga. Fossem todos os “portugas” como tu e outro galo cantaria a estes “filhos da…outra” como o Lopo Xavier e outros bandalhos do mesmo jaez!

  3. Felizmente, foi criada uma comissão(Comissão para o desenvolvimento de Portugal ou coisa que o valha) no âmbito da comissão europeia para definir um programa de crescimento e desenvolvimento que falta no programa do governo (ouvi há pouco no jornal da SIC).
    esta é uma boa notícia, ou não?

  4. Sócrates foi um vendedor de ilusões. E os seus resultados eleitorais demonstram que teve um certo talento nesse ramo de actividade. O problema de Sócrates é que teve tanto mérito na venda de ilusões como demérito na actividade de pagador de promessas. E isso é fatal no ramo das ilusões. Recorde-se: estas não sobrevivem na ausência de um nadinha de realidade.

    A reserva de realidade nas ilusões vendidas por Sócrates esgotou-se. Por isso, Sócrates decidiu mudar de ramo.

    Agora, está no negócio das alucinações.

    Como esta guiducha do “CLÃ dos VIÚVOS de SÓCRATES”, verdadeiro nome desta blogada de aspirínicos b(acocos)

  5. Ontem, na quadratura do círculo, António Costa, de sopetão, chamou, deliberadamente,mentiroso ao Lobo Xavier. Este não tugiu nem mugiu.
    Ser gelatinoso parece ser uma virtude nos tempos que correm……

  6. Luis Montenegro, acha que não, que Sócrates não cumpriu o que prometeu? Não deixou obra, portanto. Então, a alucinar estão os que criticam uma obra que afinal não existe, certo?

    E desejo-lhe muitas felicidades para o seu casamento político. Que o cônjuge cumpra tudinho o que lhe prometeu. :)

  7. A propósito de casamento, mesmo não político (tenho de meter isto nalgum lado). Aqui o Sir Paul, forever young at heart, além de ir casar no domingo, ainda compôs )é como quem diz, ele não ecreve, está tudo na cabeça) a música para o espectáculo desta estação do New York City Ballet. Parabéns pela obra, pelo casamento – que desta vez corra bem – e pelo coração. Paul.

    http://www.youtube.com/watch?v=naBOnwk6v5Q&feature=youtu.be

    Parece que gostaram:
    http://www.youtube.com/watch?v=32Ss2YowF8M&feature=related

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.