655.000? Pode lá ser!

Até agora, imperam duas atitudes críticas face ao discutido estudo da Lancet. Há quem se limite a emitir uns grunhidos do tipo “the methodology is pretty well discredited”, sem se julgar obrigado a explicar porquê. E há quem assuma a posição fetal, esmagado pela imensidão do número. 655.000. Seiscentos e cinquenta e cinco mil mortos. Não pode ser; o meu jornal não me falou dessa gente toda; é uma percentagem enorme da população iraquiana; é impossível; deve haver algo errado com a metodologia.
Mas se quiserem ver como se pode pensar sobre um estudo destes, sem engolir acriticamente cada parágrafo e tentando encontrar explicações plausíveis, têm muito por onde escolher. Começando por quem entende de estatística, consultando depois um epidemiologista e um especialista em saúde pública, acabando por descobrir como é que os cadáveres conseguem fugir às manchetes indiscretas. Informe-se. Depois, se ficar indisposto, pode sempre voltar à santa inocência do “não pode ser!”

One thought on “655.000? Pode lá ser!”

  1. Uma boa avestruz tem sempre o direito a por a cabeça debaixo da areia … especialmente com um sitemeter daqueles.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.