O SMS que fazia mesmo falta

Não é este. Mas poderia ser este: hoje às 21 horas em frente às bilheteiras dos teatros municipais de todo o país (lisboa-s.luíz). Em solidariedade com todos aqueles que querem fazer bom Teatro e nunca contam com a tua presença nos seus espectáculos. Contra a cantilena da “subsídio-dependência”.

One thought on “O SMS que fazia mesmo falta”

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.