Grandes planos

burg-liebenstein-luft400.jpg

Quarta: descer o mapa, subindo o Reno. De comboio, «por causa do chique».

Quinta: mostrar como a História da Língua Portuguesa teve sempre, e só, uma leitura: a nacionalista.

Sexta:  ouvir surpresas de outros e descansar das minhas.

Sábado: olhar em volta e reparar que estou em Basileia.

Domingo: descer, subindo. De comboio. Arre, que é chique a mais.

Auf Wiedersehen.

5 thoughts on “Grandes planos”

  1. âncio,
    A arte de dizer mil em apenas meia dúzia, ou o essencial da informação chapado na subtileza do poeta. Chapelada aos pormenores, das mais sentidas que já te fiz.
    Comunicar é isto mesmo.

  2. Fernando, gosto especialmente do programa da Sexta. É isso que faz a sabedoria. Um único senão: traíste a Língua Portuguesa, como o José Cid.
    Até à vista.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.