Jacques Chirahmadinejac

Jacques Chirac defendeu o recurso à arma nuclear como meio de dissuasão contra “os dirigentes de Estados que utilizem meios terroristas, assim como aqueles que tencionem usar armas de destruição maciça”.

getimage.jpggetimage.jpg

6 thoughts on “Jacques Chirahmadinejac”

  1. interessante como o Sistema (seja lá o que isso fôr o que é certo é que existe) consegue reconverter contestatários da treta para entertainers das élites. Boa! Daniel!, avança,,, “eles” estão contigo!

    ps – jinhos no umbigo do expresso,,,

  2. Interessante como a maturidade política de tanta gente nunca chega à idade adulta. Tudo tão simples. “Eles”, “nós”. E se “nós” conseguimos falar só pode ser porque “eles” estão interessados nisso. Se calamos, é porque nos calam. Se falamos, é porque somos vendidos. Pois eu acho que quem prefira ficar a choramingar pode ser o mais puro dos contestatários, mas não deixa de ser um inútil.

    Quanto ao meu umbigo, é feio, mas é meu. Vantagens do “sistema”.

  3. Também li a notícia ontem. Fiquei em estado de choque. Tiveste uma boa ideia em fazer disto um post. Tive a mesma ideia…

  4. De facto, a posição prpugnada por Chirac terá sido algo surpreendente. Mas, por outro lado, temos que a relativizar um pouco. É que, volta e não vira, “le coq” gosta de se colocar em cima do galinheiro e cacarejar algumas coisas para que restantes galinácios o levem a sério.É tipicamente francês.

    Parabéns por este blog
    Cumprimentos

  5. Daniel: eu não disse que o umbigo era teu – eu disse “umbigo do Expresso”, o que é uma coisa virtual, razão pq não há que stressar – “eles” (entre aspas) não existem!, plo que não vale a pena inventar argumentos para a apropriação privada de umbigos

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.