Viiktórya para o Tomaz

Um amigo meu, acabadinho de ser pai pela primeira vez, não consegue dar ao seu filho o nome que o seu pai lhe deu a si nos anos 70: Tomaz. O Estado agora só admite o plebeu Tomás. Espero, então, que a Lyonce Viiktórya, para além de encher de alegria a sua família e ter uma vida longa e feliz, também derrote este desacordo ortográfico.

17 thoughts on “Viiktórya para o Tomaz”

  1. a seguir ao link fechavas aspas ” e depois metias com os sinais ao contrário do que aqui está, ou seja trocando o > pelo <

    /a<

    PS: tique de prof

  2. por causa do meu bebé recente andei a ver as listas dos nomes autorizados. é inacreditável: andamos a pagar a uns gajos para decidirem todos os anos que se pode, por exemplo, chamar bosco a um filho, mas só se for precedido por joão, e outras manigâncias, algumas das quais incluem o “y” (ary), que não pode estar presente de modo algum em outros.

  3. O meu Thomas como nasceu em Londres foi registado na Fontes Pereira de Melo como Thomas mas para nós é Tomaz. Esteve cá de 29-12 a 9-1 e perguntado sobre as impressões respondeu: «gostei das pessoas, das comidas, das prendas mas o que gostei mais foi de subir e descer os estores na casa do avô…»

  4. Que giro, Vega. Tu ficas Vega once Natoekaiajaul (entre o nórdico e o indiano) e eu, Ediionce Emonatsoka (claramente japonesa).

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.