Vamos lá a saber

Tendo em conta a decadência da direita e as aprendizagens da esquerda, será concebível algum tipo de alternativa ao PS para governar nos próximos 10 a 20 anos?

14 thoughts on “Vamos lá a saber”

  1. concordo quem deita fora a oportunidade de governar à esquerda e prefere governar no NIM sujeita-se a que lhe saiam os arranjos estragados .

  2. Não é só a direita que está decadente. Se esta expia as suas frustações no “todos os outros são corruptos, só nós somos sérios”, a esquerda se alivia num simétrico “só nós queremos e sabemos como salvar o planeta, todos os outros querem acabar com isto”. Neste momento, vejo trevas nos dois lados.

  3. A alternativa é sempre a mesma, a direita do costume, agora com ligeiras variações que, por enquanto, a dispersam e enfraquecem. Mas só por enquanto. O PSD e o CDS, com os seus novos aliados IL e Chega (ver algumas das votações já feitas neste parlamento), podem voltar ao poder após novas eleições, em 2023 ou antes, com ou sem a ajuda do BE e PCP. A sede de vingança da direita raivosa por estes quatro anos de boa governação é imensa.
    Não existe nenhuma alternativa de esquerda. A que vimos em 2015-2019 não chegou a sê-lo, mas apenas uma colaboração envergonhada e contrariada com o governo PS por parte de dois partidos oposicionistas por convicção e vocação, que só não queriam a reedição do governo do Coelho. Não se sabe até quando BE e PCP manterão tal posição, mas, se virem que estão a subir nas sondagens, talvez tentem a sua sorte, derrubando o actual governo em conjunto com a direita. Mas, se o fizerem, as consequências serão provavelmente desastrosas para eles próprios.
    Alternativa ao centro também não existe. O Bloco Central (1983-1985) foi apenas um curto interregno no domínio da direita ao longo da década de 1980. Essa solução provisória ao centro foi inevitável porque o PCP, com mais de um milhão de votos (agora tem 332.000) e 44 deputados (agora 12), continuava apostado em restaurar o saudoso PREC de 1974-1975.

  4. o costa aguenta até à reeleição do celinho com votos do ps, depois a santa aliança da justiça, imprensa manhosa, televisão da treta criam clima para demissão do governo. é estar atento aos sinais:
    . beijoqueiro recebe o aventura em ambiente piadético
    . a direcção da rtp despedida em plenário pela xunga justiceira
    . forças de segurança e operações especiais minadas por nazis e traficantes
    . o costa vai ser apertado pelo alex por causa do golpe de tancos patrocinado pelos ultra do exército
    . as trombetas do fascismo e liberalismo subvencionado, chega & iniciativa a debitarem jingles populistas para fazer a cabeça ao povão
    . o pcp e o bloco a fingirem que não é nada com eles e só querem a melhoria das condições de vida do povo
    . os sindicatos reivindicam o impossível e ainda querem mais

    uma boa caldeirada para o costa se pirar sem ser necessário o célinho demiti-lo. o que virá a seguir todos sabemos, mas na próxima vêm mais e com mais apetite para “a herança do costa que tinha sido ministro do sócras”.

  5. JÚLIO…. e….. AS ALTERNATIVAS FABRICAM-SE… as vossas duas análises completam-se exactíssimamente !
    … Eu não sei dizer melhor o que nos espera… JÁ AO VIRAR DA ESQUINA…. A DIREITA CAVALGARÁ TUDO O QUE PUDER PARA VOLTAR A TER O PODER…!

  6. Seguindo a lógica a resposta seria não. Só que em politica não há lógica, e ver como vejo os salazarentos Venturas a cantarem como as sereias para os ouvidos dos ignorantes da História, não me admira nada que a resposta venha mesmo a ser sim.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.