Valupi passeia na PARQ

A revista PARQ ainda só vai no quarto número. A estultícia da sua juventude explica o fenómeno: estreia de Valupi fora da blogosfera, e até em papel. A ocasião (singular) é relativa ao Festival OFFF, o qual começou hoje.

Quem sabe, pode ser que descubram um excelente veículo editorial, a revista, e conheçam um pouco mais da vanguarda digital, o festival. Ou, pelo menos, que apreciem a ideia brilhante, que os amigos da PARQ tiveram, para usar a Internet na promoção da revista: basta entrar no website e ficamos a vê-la, as páginas a passar, mas sem nada se ver afinal, mesmo que tudo esteja à mostra. Tão simples, tão inteligente, tão chato não ter sido eu a ter essa ideia.

11 thoughts on “Valupi passeia na PARQ”

  1. “This site requires the Flash Player 9 release. Ensure that you have a compatible version of the Flash Player installed.”

    Não vejo sites que não consigam apresentar uma simples página de texto.

  2. tudo com muito bom aspecto, chique e tal. o site do offf ainda é omisso em algumas ligações; não sei se isso decorre da criação de algum mistério, por começar hoje, ou se se trata apenas da caracterização portuguesa do evento.
    e a revista, sendo à borla, como se arranja?

  3. Simão Lucas, não sabes o que perdes, então.
    __

    z, não é motivo para bolo de aniversário, mas vou ficar com o teu presente. Essa notícia que trouxeste – a da animação portuguesa, não a da foca macho almariada – é que justifica uma saraivada de parabéns.
    __

    susana, no site da Parq está a lista dos locais onde é distribuida. Quanto aos links no site da Offf, não faço a menor ideia.
    __

    Primo, foi apenas um favor a amigos. Mas em grande, concordo!
    __

    Valdas, foi um prazer. Felicidades para o projecto.

  4. (a da foca macho almariada há por lá uns problemas técnicos que não percebo mas acho que é da privacidade dos bichos)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.