Um Presidente que não respeita os portugueses

Já tinha acontecido no ano passado, na comunicação ao País que deixou o tal país num estado de ansiedade totalmente despropositado. Foi uma exibição gratuita de poder, indicadora de irresponsabilidade, inconsciência ou soberba. Voltou a acontecer nos meses seguintes, com a colagem entre a Presidência e o PSD, com a desestabilização das fugas de informação originadas na Presidência, com a pressão dos cavaquistas na comunicação social e também com o boicote legislativo ao Governo. Finalmente, temos a utilização de um jornal, outrora independente, para lançar a maior suspeita política de que há memória viva em Portugal. E, durante o dia, o Presidente da República não se dignou esclarecer os portugueses do que os seus assessores publicaram na forma de boato. Um boato absurdo, nascido da paranóia e da indigência moral.

Esta ofensa não pode ser esquecida, Cavaco não pode ser reeleito.

7 thoughts on “Um Presidente que não respeita os portugueses”

  1. Cavaco não pode, não deve, ser reeleito porque é o pior Presidente que o 25 de Abril nos deu. Este “Belémgate” é o exemplo acabado do chico espertismo nacional. A insídia é devidamente acompanhada a montante por atentos especialistas que a disseminam. A jusante resta-nos esperar pelos “cumentidores” avençados que emitirão as suas doutas opiniões. Pairando sobre tudo isto e olhando para o lado, Sua Exa. o Venerando Chefe do Estado assiste impassível ao fogo que já alastra pelas bancadas do circo. O Sr. Presidente mergulha de cabeça na luta partidária. Os passarões rejubilam enquanto o Louçã diz que isto não interessa nada sendo apenas uma manobra de diversão. Pois não, o realmente importante era saber se a Joaninha tinha ou não sido convidada para as listas do PS. As trevas cobrem a mesa do fundo. Não há pachorra nem para aguardar o esclarecimento que já devia ter vindo célere lá dos lados de Belém.

  2. Depois da forma como se comportou nesta legislatura e dos fretes que fez aos bloqueados de esquerda, votar Alegre seria para mim o equivalente a votar Soares para os comunas em 1986 mas não tenham dúvidas que o farei se necessário.
    Cavaco demonstrou muito bem quem é e ao que veio, é pequeno, intriguista e manipulador. Joga no terreno da insídia e da boataria rasca, no fundo, o drama é que o homem saiu de Boliqueime mas Boliqueime não saiu dele.

  3. Amigo Gonçalo, essa ideia nem me atravessa o bestunto. O poeta da Praça da Canção,do Canto e as Armas, o tal que em boa hora afirmou que ” Paris não rima com o meu país” é um poeta. O que é muito, mas não é tudo. Alegre não tem uma ideia sobre o Mundo, é fraquinho! Meu Deus, será que à esquerda não existem alternativas. Olha, eu aponto já uma, JAIME GAMA. Assim ele queira.

  4. Pois… assim ele queira. Mas não deve estar para se chatear, nem me parece que tenha o perfil exacto para a coisa. Tal como o Guterres, que seria uma eventual hipótese, possivelmente mais talhado pró cargo, mas menos consensual que o Jaimito.

    De resto, a julgar pelo proverbial jeitinho do PS na selecção a candidatos, e já que não me parece que o tipo seja de enfiar a viola no saco sem contrapartidas, bem temo que tenhamos de levar com ele.

    Mas, enfim, mal por mal, antes cadeia que hospital.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.