Um cruel desafio para os democratas

As declarações de Mário Soares, relacionando a actual situação com o regicídio, são mais uma manifestação da sua crescente debilidade cognitiva. Há nelas algo que é universal, um catastrofismo que as querelas políticas, especialmente em tempos de crise, inevitavelmente promovem. Basta lembrar o que alguns disseram de Sócrates e das circunstâncias nacionais ao tempo, enchendo páginas de papel ou de electrões com lembranças da República de Weimar, ou directamente relacionando Sócrates com Hitler, aparentemente sem terem sido vítimas de encefalite e estando agora com rendimentos mensais muito simpáticos. Aliás, basta o natural processo de envelhecimento, com as suas alterações neurológicas, para provocar um maior descontrolo no raciocínio e sua expressão verbal. Mas em si mesmas, e vindas de quem vêm, são absolutamente inaceitáveis – tanto pelo contexto, como pelo pretexto, como pelo subtexto.

Acontece é o seguinte: os cães que de imediato se lançaram às canelas de Soares não ficarão na História; e por nenhuma razão, boa ou má. Ladrai com raiva e continuai a cheirar o cu uns dos outros.

18 thoughts on “Um cruel desafio para os democratas”

  1. lamento muito, que a maria flor pedroso, (antena um) nem tenha deixado mario soares reabilitar-se dos problemas de saude, que o obrigaram a um internamento hospitalar.isto tudo para dizer, que um mario soares em forma,nunca defenderia uma coligaçao com este bloco de esquerda,que por nem agradar aos seus, veja-se a debandada de quadros dos quais destaco, politicos como daniel oliveira e rui tavares (um independente) que nem nessas condição se sujeitou aos tiques ditatoriais e à demagogia do seu lider na altura , francisco anacleto louça.o ps, para bem de portugal, fazendo o mesmo que a direita, tem que coligar-se com um partido que queira estar na europa de corpo inteiro,para poder lutar com convicçao, por uma europa mais democratica e solidaria.para isso acontecer tem tem que surgir um novo partido que mediante acordo pre-eleitorail, esteja disponivel para partilhar o poder com o partido socialista,o maior partido da esquerda que conta.o resto, é lixo toxico. um tem como lider uma especie de megafone do velhinho comite central (cunhal ,liderava-o jeronimo, é o vendedor do produto cozinhado pelo velhinhos do restelo).o bloco saõ os jovens da extrema esquerda que hoje na casa dos 40 ainda continuam a ter os mesmos sonhos que ruiram com um estrondo ouvido em todo o planeta terra. que os pariu.

  2. Essa Europa que defende, Nuno CM, é esta Europa de Luís Amado, banqueiro, bushista e cúmplice de crimes de guerra e tortura, uma Europa de social à la Margaret Thatcher, que nem europeísta era.

    Com Soares é que se vê que no PS os que apanham as encefalites não são os mesmos que lhes sofrem os sintomas

  3. Por muito menos que isto, foi morto o Rei D. Carlos?

    Tem dias.

    Por muito mais do que isto nunca foi morto o Salazar.

  4. nm,estas enganado,podes dizer tudo do amado, que a mim nada me diz.não defendo esta europa dominada pela direita,por isso digo no meu texto que é preciso lutar por uma europa mais democratica e solidaria.lamento não te agradar,mas esta europa,é porto de abrigo para muitos paises que mandaram o comunismo que tu defendes à merda.quando vires algum pais que deseja regressar ao passado diz-me, para eu acreditar.soares é um democrata e um homem de esquerda que cometeu o “crime” de meter o socialismo na gaveta, porque sabia que mais cedo do que tarde os teus camaradas o iam meter na merda.criticas vindas dos franginhas que valem só 8% para mim saõ medalhas.olha o teu camarada carlos carvalhas acha que chumbar o pec 4 foi um erro.quando se apanham libertos dos comités, conseguem dizer o que lhes vai na alma.

  5. Vi a entrevista, não na sua totalidade, escapando-me essa
    história do regicídio. Retive da entrevista a certeza de que
    Soares, apesar das fragilidades da idade e da doença,
    mantém intacta a dimensão de estadista. As suas
    preocupações e indignação tem o fôlogo que falta a
    grande parte dos acomodados do país.
    Deixemo-nos de condescendências.

  6. Não me parece que o raciocínio de Mário Soares esteja tão descontrolado como afirma o Valupi no seu pouco feliz comentário. Aliás que semelhança é que há entre as acusações de Soares e as barbaridades ditas e escritas sobre José Sócrates?

  7. Os que se lançaram às canelas de Soares são os mesmos que exprimiram a sua admiração pela credenciais de Gaspar. Os que se lançaram às canelas de Soares, aos quais junto agora alguns circunspectos comentadores da nossa praça, são os mesmos que numa inegável demonstração da bacoquice nacional se vergam ao luminoso currículo do Maduro, repleto de referências à estranja. Não há como uma boa referência a Yale, a Oxford e etc. (sobretudo a etc.) para numa reacção pavloviana os ditos iniciarem a salivação e os abanicos da cauda. Já leram o Maduro? Não? Então iniciem a sua descodificação, é um conselho. Não partilho a ideia que a nomeação do dito académico foi um facto sem significado político, antes pelo contrário.
    Como é dito algures aí para cima, não me parece que o raciocínio de Mário Soares esteja assim tão descontrolado. Quanto ao resto e ao Maduro, encham o bidé de água e preparem os banhos de semicúpio.

  8. Pois, lá está, Nuno CM,

    1) A merda em que estamos metidos, foram os teus que nos meteram lá – os teus (mais recentemente, Sócrates, Amados, Correias de Campos, Marias de Lurdes Rodrigues, Paulos Campos, Vieiras da Silva, etc.) com os do PSD. Não confundas. Não foram os meus que nos meteram nela até bem acima do pescoço, foram o teus, tudinhos. Um bocado de honestidade intelectual recomenda-se. Tenho pouca pachorra para trapaças falaciosas.

    2) Caso não tenhas reparado, começámos exactamente pela minha defesa do Mário Soares, mas a vocês o preto e branco da clubite partidária cega-vos.

    2) Defendo a presença dos países de Leste na União Europeia, as tuas ilusões acerca do que os outros pensam e desejam para a Europa esbarram nos vossos tiques de pensamento maniqueísta.

    3) Há felizmente no PS quem tenha percebido onde estamos enfiados, mas ainda não percebeu como tem de derrubar a Europa que construiu. Propõem-se aprofundar o que temos, em vez de travar a pés juntos e repor o que a coisa foi antes de Maastricht e a parti daí tentar fazer algo decente e asseado onde o norte calvinista e luterano não humilhe o sul. Infelizmente, a falha de percepção deles é como a que propõe gente nada recomendável como Rui Tavares que acha que foi eleito sozinho para eurodeputado, como se alguém o conhecesse, ou gente que equaciona razoavelmente mas conclui sempre pelo mais do mesmo, como Daniel Oliveira.

    4) Entre essa gente, que já percebeu que se tem de reequacionar a Europa estão os vossos odiados Manuel Alegre (que se Sócrates, por vingança, não tivesse imposto Soares – em quem dessa vez votei – talvez nos livrasse de termos agora Cavaco) Manuel Maria Carrilho (que recusou – contra as ordens do Amado e de Sócrates -votar num torcionário desses que vocês dizem odiar no Leste, mas com quem se sentavam na Internacional Socialista).

    5) Parecem estar também Pedro Nuno Santos, Pedro Delgado Alves e Duarte Cordeiro. Mas o caminho está longe de ser o que defendem. Seguro também anda mais perto do desejável que salvará o país do que Costa (um tipo autoritário e sem coragem), Assis (que defende alianças com o CDS-PP), Augusto Santos Silva (um gajo que já pensou tanta coisa que nem ele sabe onde andará agora), Vieira da Silva (que mostrou com Ferro como não é solidário e agravou Bagão), ou Vitorino (que entre tanta avença não tem tempo de salvar a Pátria).

    6) Carvalhas não disse que chumbar o PEC IV foi um erro, tomas os teus desejos e amores partidários pela realidade. Lendo agora o que Cunhal (ou outro comuna como Ferreira do Amaral disseram) vê-se quem tinha razão sobre o euro e o processo de integração europeia.

  9. Soares dá entrevista à Antena 1.
    Soares quer derrubar o governo.
    Soares diz que é um governo que o povo não quer.
    Soares está contra a politica do governo.
    Soares ainda não percebeu que Passos não existe.
    Soares elogia o ministro Gaspar que é quem conduz a politica do governo.
    Soares quer derrubar um governo que é comandado pelo ministro que elogia.
    Soares é fixe. Em tudo o resto.

  10. Débil cognitivo és tu ó néscio.

    Se nao percebeste o que Soares quis dizer pergunta . E olha que eu sempre considerei o Soares o culpado da direita ter chegado ao poder . Mas uma coisa que me irrita ainda mais do que o anticomunismo do Soares é a estupidez arrogante e atrevida.

    Vai dar sangue.

  11. É que “Há tempos de coruja e tempos de falcão”.

    E quando em tempos de agir como o falcão, o “falcão” de serviço nem para “coruja”, nem para nada serve, que venha o velho “leão” e derrube os (esses sim) “velhos mitos”.

    Viva Soares!

    (nunca obstante todos os seus muitos e grandes pontos merecidamente de criticar)

  12. bento,quanto a arrogancia! o que dizer dos gajos dos 8% (que nós lhes damos!)que alem de poucos,para se porem em bicos de pés, a historia recente não lhes dá razão com a derrocada do social fascismo sovietico!e do maoismo chines, que sem quedas de muros, caminha a passos largos para a sociedade mais capitalista do planeta.bento, larga o ópio! não sou muito ambicioso,o socialismo cientifico “é um luxo,e como tal contente-me com uma sociedade acima de tudo democratica com politica social democratas.

  13. Peço desculpa aos amigos socialistas mas não entendo toda esta encenação em volta das palavras de Mário Soares. Mário Soares disse que D. Carlos foi morto por muito menos que o que Gaspar está a fazer, e isso é inteiramente verdade. Os que não sabem os motivos por que D. Carlos foi morto, podem-lhes lê-los em:

    http://www.arqnet.pt/portal/discursos/novembro04.html

    O que Mário Soares diz é a constatação de uma realidade e um aviso à navegação. Tendo sido um homem que sempre se opôs à violência como arma política, não me parece que as insinuações de que lhe agradaria o assassinato de um líder político nacional tenham cabimento.

    Quanto ao resto, Mario Soares é o mensageiro de uma série de verdades que têm andado arredadas do centrão político português. Nada mais.

  14. joaopft

    Quereres comparar a realidade socioeconómica de 1906 com a atual, é coincidência, ou pior, pura ficção. Que o Soares pense assim, devido ao adiantar da idade e viver completamente desfasado da realidade, é uma coisa. Agora tu, quantos anos tens?
    Já agora, que verdades o mensageiro tem trazido ao burgo? já sei!!! Quando não há dinheiro não se paga. Acertei?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.