Três importantes questões do empresário Lucílio Cavaleiro

O Fórum TSF é o meu focus group diário para o conhecimento do nobre Povo que se deixa tourear pelo casal Passos-Relvas. O espécimen que se pode ouvir abaixo apresenta-se como empresário e acaba com uma extraordinária pergunta onde consegue ligar um queixume contra a empresa que representa, a qual o obrigará a andar de fato e gravata no Inverno, à falta de autoridade do PS para falar em ética. Sim, é mesmo como estou aqui a resumir e a antecipar.

Pelo meio, discorre-se acerca do Anticristo e do atrevido do Nuno Galamba – perdão, Sérgio Galamba – que tem o descaro de ir para o Parlamento de brinco na orelha. Sim, é mesmo como estou aqui a resumir e a antecipar.

Escutai

12 thoughts on “Três importantes questões do empresário Lucílio Cavaleiro”

  1. o ranhoso de merda devia andar em vez de fato e gravata de albarda. E já agora com argola a parecer brinco no focinho, como os bois.
    Oh Val tu agora perdes tempo e ligas à merda? Balha-te deus ome!!

  2. Se há pessoal que defendem o legado do Sócrates como a melhor coisa que tivemos nesta vida, e essa coisa é anos de penúria, também deve ser normal haver pessoal que defende um tipo sem valores e sem ética tipo Relvas.

  3. Acho que o empresário deve ter sido o mesmo tipo que acabou de sair da minha oficina a garantir que o Gaspar é um dos maiores miolos financeiros de todos os mundos conhecidos. Tanto que já voltámos aos mercados, dizia.
    Por mais que nos custe, temos de reconhecer que o governador imbecil, tem uma equipa muito competente em propaganda.

  4. Mas este, aliás como muitos outros mais bem falantes e com mais pouca vergonha na cara, apenas votam (os que votam) no clube adversário!
    A partir daí, a irracionalidade não é defeito, é feitio.

  5. ai que riso, calamba! :-) o buraco do Sérgio faz furor. de onde saiu este cromita tem de se saber porque, havendo muitos mais, todos juntos dá para fazer bilheteira e esgotar de tanto pagodinho. :-)

  6. Este “empresário” não deve ser bem de Coimbra. O mais certo é ter fugido do “Sobral Cid” e andar sem tratamento.

    É por estas e por outras que eu não ouço estes “programas”

  7. Qual é o espanto ? Um grunho é, e será sempre, um grunho, por muitas voltas que se dê à questão. Já agora, e a propósito do tal Franquelim, volto a perguntar: qual é o espanto ? Já lá está o gruno mor, rústico e analfabeto que é primeiro-ministro; já por lá grunhe esse demente, esse louco furioso das Finanças, já lá empesta o ar o aldrabão-mor, o grande vigarista Relvas. O resto da pandilha é constituído por canalhas e bandalhos de diversas especialidades. Por isso, pergunto: um a mais ou a menos faz alguma diferença ?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.