6 thoughts on “Serviço público”

  1. A autora do artigo não é aquela inocente que se diz enganada pelo Sócrates? Neste país em cada buraco há um serviço público.

  2. Fora do tópico, ninguém no governo português se vai pronunciar entre o braço de ferro entre os conas dos franceses e o Brasil por causa do acordo do Mercosul? Até a Espanha e a Alemanha vieram defender o Brasil nesta questão. O trauliteiro Silva está de férias?

  3. Era talvez preferível não ter trazido estes assuntos, os deste texto e do anterior, face aos comentários. São assuntos sérios e delicados, para serem tratados com conhecimento e sensatez, e não com graçolas de mau gosto. Para os distraídos e engraçados, peço licença para aconselhar a leitura de três artigos e um comentário, saídos hoje no Público e no Diário de Notícias: “O CDS é um partido transgénero”, editorial de Amilcar Correia, adjunto do director “Uma questão de humanidade”, de Mariana Vieira da Silva, Ministra da Presidência “Escola pública, missas e casas de banho”, de Fernanda Câncio, jornalista “Rui Rio distraiu-se”, de Pedro Marques Lopes

  4. e por outro lado, este assunto transgenero suponho que calará a boca de quem diz que feminino e masculino são construções sociais e que a biologia e psique valem zero. se fossem construções sociais não haveria transgeneros, homens que se sentem mulheres e mulheres que se sentem homens, era-lhes igual.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.