Santa impaciência

A entrevista de Flor Pedroso a Sócrates é mais um daqueles documentos onde se cava o fosso entre a sua frontalidade e a hipocrisia reinante na concorrência. Ele respeita a jornalista como 4º poder, por isso confronta-a com a sua responsabilidade, combate pela qualidade do acontecimento. Sócrates não quer ser amiguinho dos jornalistas, nem precisa que eles gostem de si. Santa impaciência que o faz tão transparente.

É raro. E é por aí que há caminho.

5 thoughts on “Santa impaciência”

  1. Bastou-me ouvir a sua música preferida, uma das minhas preferências de sempre entre muitas outras – os Pretenders em Don’t Get me Wrong (?) – obrigado Sócrates, és cá dos meus, já o pressentia, como o tenho revelado aqui, mas com essa música estamos no mesmo barco definitivamente, porque se a política é feita por homens com esses gostos e sensibilidades então está no bom caminho, definitivamente! http://video.google.com/videosearch?hl=pt-PT&q=Pretenders&um=1&ie=UTF-8&ei=hmqySqqBDOGe4gb33qC_Dg&sa=X&oi=video_result_group&ct=title&resnum=10#

  2. Ouvi todos os debates na Antena 1 em que Maria Flôr Pedroso, fazia de entrevistadora, era suposto que assim fosse. Que parcialidade, com José Sócrates foi até à exaustão, só lhe faltou perguntar com quem dormia. Com os restantes candidatos parecia uma conversa em família, a lembrar o namoro aos domingos entre ela e Marcelo. Depois dizem-se a fina flor da comunicação social.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.