Queiroz, anda cá

Quem te ouve às caralhadas no banco, quem te viu mandar o casaco para o chão à doida num jogo qualquer, quem te lê os disparates a respeito dos jogadores, fica à nora sem saber o que pensar a teu respeito. Tu não eras o gajo que passava os jogos a tirar notas e depois ia para casa estudar esses rabiscos e fazer umas contas muita complicadas que só a tua carola percebia? Tu não eras o Professor, armado com metodologias científicas que mais ninguém tinha e que nos transformaram do nada numa potência mundial no futebol juvenil? Foda-se, Queiroz, que é que se passou contigo? Onde foi que perdeste a tramontana?

Volta lá para o caderninho, comporta-te como um senhor, e vais ver que tudo corre melhor. Tens de voltar às origens, se queres chegar longe.

3 thoughts on “Queiroz, anda cá”

  1. Queiroz analisou a performance do mundial, e chegou à conclusão que tinha de aumentar os níveis de grunhice – conhecido no mundo do futebol científico como “o efeito Jesus” – para obter melhor rendimento dos atletas e aumentar as hipóteses no próximo Europeu. Chegou a essa conclusão fazendo contas no caderninho. Não sei qual é o espanto, o homem continua igual a si mesmo…

  2. Valupi,

    Os meus respeitos, pá. Consegues dizer uns palavrões. Que emoção. Cum carago, pá, até choro de alegria. Oube lá já comeste as caralhetas da sopa da pedra? Fogo, são tão boas, e quentinhas então, com azeitonas!

    Oube lá, continuas a portar-te assim e prometo que nunca mais me meto contigo. Manda a mensagem ao Paulo Querido,esse gajo pensa que eu não existo. Cabrão do Descartes, pôs tudo em dúvida.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.