Polpa de moralismo, caroços de preconceito e grainhas de misoginia

arrastão carolina patrocínio

Mas, felizmente, o Arrastão tem leitores generosos, com tempo para explicar aos escravos da esquerda imbecil que não queremos a sua novíssima polícia dos costumes.

6 thoughts on “Polpa de moralismo, caroços de preconceito e grainhas de misoginia”

  1. Boa! E esta malta, que ficou tão escandalizada com a Patrocínio (que é uma miúda), eu gostava de saber quem lhes limpa a casa e faz as refeições. É muito provável que não seja uma empregada. Mas tenho a certeza que, se não é uma empregada, é a mulher ou namorada, que, neste país faz geralmente o trabalho “escravo” em casa.

  2. Clara França Martins, fiquei a saber que não só tens empregada como não estás para limpar as merdas de um homem. É impressionante.

  3. Para o Pedro Sales a preguiça até é admissível, pois olhando para a malta do BE, todos têm ar de preguiçosos a começar pelo bonacheirão do Fernando Rosas, mais o Daniel até ao “padre” Ancleto Louçã

  4. De facto o PS escolheu uma mandatária para a juventude, que é um grade exemplo, sem dúvida nenhuma! Aliás a juventude só tem a ganhar se seguir as suas pisadas e os seus profundos conselhos!

    Ah ganda PS

  5. A informação tanto escrita como falada é das armas mais mortíferas que pode haver. Há coisas que não se deve dizer. O Daniel devia de ter mais cuidado, com o que escreve. Não sei se o vou processar pelos danos que me causou. Hoje tive de fazer a cama a meias com a minha esposa, não me fez o prato como é costume e não me descascou a fruta. O Daniel acabou-me com a rica vida que tinha.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.