4 thoughts on “Podemos confiar em magistrados que atacam a liberdade?”

  1. Saúda-se a coragem de PML. E como deixei completamente de suportar o eixo do mal, obrigado. Sim, no meio de tanto silêncio ensurdecedor já é de coragem que estamos a falar quando alguém levanta a voz contra um bando de aldrabões populistas que acusam os outros antes que os acusem a eles. Os verdadeiros pais dos Bolsonaros e dos Salvinis que cresceram a adorar o quadro do Salazar que tinham em casa. E vamos lá a ver o que é que acontece a quem se limitou a vir defender a Constituição e a Democracia Parlamentar Portuguesa contra a Republica de Procuradores do MP. Ao contrário do mais alto Órgão de Soberania que também jurou defender a Constituição, por exemplo. Verdadeiramente odeiam a Democracia. Contra tudo e contra todos. Inclusive a Constituição e a AR e por conseguinte o próprio povo português. Que devidamente instruído para amar a Liberdade, por muito menos, já devia ter saído à rua para protestar contra quem a ataca todos os dias. São muitos anos a enterrar políticos. Sejamos claros, quem manda no MP é o sindicato do MP. E por essa via se nada for feito até lá, no país. Completamente ao arrepio da Constituição. E o que é que tem feito a AR? Nada, para variar ouve e cala. Uma autêntica vergonha.

  2. Concordo muitas vezes com as análises de Pedro Marques Lopes ,o que intuitivamente não esperava .É claro e, parace-me honesto e independente nos pontos de vista que defende.Parecendo que é pouco ,é boa razão para o ouvir com atenção .

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.