Parabéns, PSD

Conseguiram ficar 4 pontos percentuais acima de um Governo que não existe, de Ministros que todos os dias afundam o País na miséria e de um Primeiro-Ministro que devia estar preso há anos e anos. Sem dúvida, um excelente resultado – e só possível graças à vossa espantosa coragem e magnífica inteligência. Agora, já sabem, é continuarem por esse caminho. Continuem a dizer as verdades; essas, as vossas. Portugal não vos irá esquecer.

25 thoughts on “Parabéns, PSD”

  1. O Pequeno Passos é um fogo fátuo. Todavia seria de bom tom não subestimar quem o rodeia porque eles sabem da poda e irão rapidamente voltar ao caminho a passos de Krespo e Serejo.

  2. Ia-me dando uma coisa com o ataque de riso que tive quando ouvi PCoelho na TSF queixar-se que a sua queda de 10% nas sondagens era “culpa do PS”.
    PCoelho deve estar a preparar-se para processar o PS por descer nas sondagens…
    Ou será que o PS terá impedido os sondados de responderem em tempo util?
    Terá sido uma sondagem em que ficaram perguntas por fazer?

  3. Tinhamos o PP, de Paulo Portas e agora vamos conhecendo o PP, de Passos Perdido ( o “c” é de carago, à maneira do Norte).
    Acalmou-se um pouco a minha vontade de vomitar.

  4. PSD é uma risota toda ela chapada de ignorância. Há dois pontos que nunca lhe perdoarei:

    – O Presidente da República não foi ao funeral de José Saramago.
    – O presidente da Câmara Municipal do Porto recusou o nome de José Saramago para uma rua.

    Desculpam-se sempre com argumentos fúteis, estúpidos, ignaros.
    O amor à cultura é inexistente. Só se dignam a dar-lhe ouvidos se esta lucrar forte e feio, pois o lucro é toda a cultura do PSD.

  5. Claudia bella,

    Mas purque achas que o gaju de belém haberia de ir ao funarale du saramagu? O Cabaco nem lê jurnais, pá, ele é capaze de pensare que o saramagu era algum jurnalista famoso, pá.
    O Rui Rio, ó minha, esse gajo, ké quele save de cultura? O gaju gosta é de cumer à borliu nos Vips do Esturil, e nem sequere usa guardanapu, pá.

    Qual cultura, minha? Bai sunhando, bai. Esses gajos são cumo os sacos de plásticu, minha, sabes o ka acontece se te meterem um na cabeça? Asfixiam-te pá, é o keses gajos fazem – asfixiam os purtugueses pá. São uns bernardos pá. Só dizem bernardices, minha.

    Porra, num mobrigues a falare vem. Olha que eu sei falare à dôtore, ó claudia. E essa porra cansa-me. Dapoije o Valeta fica inbejoso. tás a ber?

  6. É verdade, tou-te a ber. Metem areia aos olhos aos portuenses: pão e circo e cospem na cultura. Tou a bê-los, tou. Quem mexe no Saramago, mexe comigo. Fico que nem uma fera. Uma fera!

  7. Passou-lhes a febre da revisão constitucional, que foi um instante.

    Mas como a mudança de intenções nunca decorre de forma tão célere hoje lembrou-se da economia social e das instituições de solidariedade social. Fez bem porque se lhe chegasse a oportunidade de acabar com o estado social a caridade tinha de passar a ser uma prioridade.

    É deixá-los falar. A eloquência é tal que nem é necessária muita argumentação para o eleitorado os topar.

  8. Eu do PSD só kero abentais e do PS canetas. Fasso culessaõe.
    E tamém gosto dos frigurificus do major e das culheres de pau. Sempre guardo umas poucas para partir o calcio ao algarbio, que esse el cabron anda aí a meter-se cumigo.

    Ó Traques larga aí uns quantos pá, a ber se os calas.

  9. É preciso ler o resto da notícia:

    os sociais-democratas obtiveram 37,3 por cento das intenções de voto ? uma descida de 10,4 pontos face ao mês anterior.

  10. Pois eu só butarei kuando salazare encarnare outrabez.
    Até lá defendo um regime de autogestaoe, cada um saneia quem kiser, e rouba onde lha aptecer. mudam-se os registos na cunserbatória e criam-se os nobos ricos. tou a pensare em por o andar do socretese em meu nome e em fazer carejékingue em algumas biaturas do goberno. Tenho uma multidãoe de pombos à espera da inauguraçaoe da estatuta do socratese, da Caundeda e do monta no porco. A porra das istatutas nunca mais estãoe prontas, kalker dia, a merda arrebenta sovre lisvoa, depoje kero ber cumo é.
    possoa arranjare outro vatalhão de pomvos para inaugurare o cavelo do passos coelho. O cavelo do gajo tá louro demais, tá a pracisar de noba culuração.

  11. ciao bella, pois tu jogas pleiseteixom,tamem tenho aki, mas esta porra num travalha, lavou um trambulhao do catano e num mandei arranjare. olha la, atao tu so cimentas aki neste vlogue ponto dinterrogacao questa porra ficou sem pontuacao.

  12. Estava a brincar. Não tenho pleicheteichen. Lembrei-me apenas de um garoto que me escreveu que o que mais gostava era da “pleicheteichen”.
    Cimentar? Estou a pensar descimentar. Ando cada vez mais desinteressada de blogues, nem tenho pachorra para um meu.

  13. ciao claudia, mas tu tens um vlogue, cunta ái, onte está. É preciso reabibare essa porra, bais a ber que tarranjo audiência em dois segundos e o Aspiraina cai pur terra. Até o Balupi já puvlica as minhas cousas, tás a ber, e o JFK, o tipo dos girassóise. Antes disso,os gajos reunem-se e filtram a merda ka escrebo cumo se fazia no tempo dos pides, tás a ber.
    Debem ficar muita varalhados kuando estou sovrio, eu escrebo direito tás a ber.

    Ora manda daí, bamos dar uma lufada de ar fresco à vlogosfera. Bais a ber, os fedurentos ao pé da nós vem que sa podem pòr a ruer çanourase.

  14. valupi, valupi, falta aki um cumentario, publica o cumentário pá, kero saver kal é vlogue da claudia aki, faz o ke ta mando, Olha keu deicho da bire aki, tué ka perdes. publika essa gaita pá.num mobrigues a ir aí onde travalhas.

  15. Não me interesso por audiências, pela blogosfera, pelas ideias veiculadas virtualmente, sem que ninguém dê cara pelo que diz. No dia em que eu disser algo de sério aqui, dêem-me um tiro.

  16. Claudia, estás triste. Não estejas.Porque haveriam de te dar um tiro? Ninguém é importante ao ponto de dar um tiro a quem quer que seja. Nunca ouviste dizer que só quem te dá a vida é que pode tirar – ta. Percebes, a coisa é simples. Simplesmente brinca e goza o prato.

    Oube lá cum caraças disssestes que tinhas um vlogue agora bens dizere o cuntrario. caraças pá.

  17. Apaguei tudo. No fundo, acho que não tenho nada a dizer. O que dizemos é um eterno retorno. Acabamos por voltar ao mesmo sítio mesmo que nos desloquemos.
    Hoje faço anos…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.