OFFF vem para Lisboa

offf-lisboa.jpg

Se não trabalhas em webdesign, é altamente provável que não saibas o que é o OFFF. Este festival tem levado os profissionais e artistas portugueses, interessados na comunicação digital, a sonhar com uma edição nacional, ou algo similar, logo desde o seu início, 2001. No ano passado, um destes portugueses foi a Nova Iorque e conseguiu convencer a organização a escolher Lisboa para a edição de 2008. Agora, anda a tentar convencer directores de marketing que o dinheiro gasto com um qualquer filme TV (somando o custo da criação, produção e espaço) seria muito melhor aplicado no patrocínio da edição lisboeta. Porquê? Porque o OFFF vai reunir a nata dos criativos portugueses, aqueles que trabalham todos os dias em condições de exigência máxima, em tudo iguais às dos seus colegas internacionais — e ainda com o mérito acrescido de o fazerem em piores condições salariais e de gestão. É uma gente que já nada tem a ver com a imagem típica do português, esse português que ainda influencia a sociologia e a cultura pela sua idade e falta de educação. A classe dos criativos profissionais portugueses está plenamente globalizada, e qualquer deles não levaria 1 minuto a adaptar-se a qualquer ambiente profissional internacional onde calhasse aterrar. Porque o seu dia-a-dia é feito na permanente relação com o que se cria e produz em todo o Mundo, de Nova Iorque a Tóquio, de Londres a S. Paulo. São eles que dominam a linguagem digital, tanto na forma como no conteúdo. Quem os ignorar ainda não se apercebeu de que o século XX já acabou.

Lisboa é linda, e não há como a admiração estrangeira para o celebrar. E Portugal é um dos países mais simpáticos e eclécticos da Via Láctea, podendo ser um dos centros criativos da Nova Economia. Porque esta faz-se com computadores, electricidade e inteligência. De computadores e electricidade, parece não haver carência. Da inteligência, compete a cada um apresentar provas. E contribuir com a sua, mesmo que a julgue coisa pouca. Porque a inteligência tem isso de maravilha, só é pouca quando é nenhuma.

OFFF em Lisboa vai ser uma festa da inteligência de vanguarda. Traz a tua.

7 thoughts on “OFFF vem para Lisboa”

  1. isto é maravilhosamente bonito, pão:

    ‘Porque a inteligência tem isso de maravilha, só é pouca quando é nenhuma.’

    conseguiste aconchegar tanta gente, como num abraço de Cristo, ou assim

  2. temos então um ano de eventos design: regressa também a experimenta.
    andei a passear pelos links da coisa. e por cá, não se promove um concurso de wallpapers?

  3. Queres ser webdesigner, z?
    __

    Sim, susana, vai ser uma fartura de design. Mas donde vem o teu interesse por wallpapers? (nada de errado com isso, só curiosidade)

  4. só queria perceber melhor o alcance,

    acho muito bem, e maravilhosa, esta coisa da revolução digital, qualquer dia dá parlamento digital, mas eu quero viver no campo

    depois acho que só com uma tempestade electromagnética é que temos descanso

  5. reparei num concurso para wallpapers, que daria ao vencedor bilhetes de entrada e garantia de exibição do seu trabalho na mostra. estas iniciativas têm sempre a virtude de envolver estudantes. e, por cá, a multimédia (em que a introdução ao webdesign se insere) é até já alternativa profissionalizante no fim do secundário. este envolvimento dos estudantes não só tem a valia de os pôr a ver e a fazer coisas, como é um óptimo meio para divulgar eventos e trazer gente à festa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.