O homem da meia-maratona


Imagem relativa à edição de 2007

Sócrates voltou a suar a camisola ao lado do povo na Meia-Maratona de Lisboa. Das muitas razões para se invejar o nosso primeiro-ministro, tenho cá uma fezada que a sua saúde e vigor físico, exibidos nas corridas, é das que mais secretamente deixa os pançudos desvairados. E depois eles atiram-se às canelas da RTP, esse antro emissor de hipnose colectiva, e ao aventureiro Magalhães, o qual, calhando ter sido iniciativa do PSD, mereceria dos mesmos pançudos as mais encomiásticas declarações. É esta a miséria de oposição que temos, sem dúvida para mal dos nossos incontáveis pecados.


Quanto a mim, não me deixo impressionar com a propaganda fascizante e não escrutinada da pedalada governamental. Prefiro esse outro desporto onde o homem também justifica inveja: a modalidade do barely legal. Até se vê um bigodes todo entusiasmado com esta aposta na política de juventude, pudera.

50 thoughts on “O homem da meia-maratona”

  1. Fraqueza com este homem?!… Força, homem, força com este homem. Virtus = força. Ainda por cima, correr ajuda a pensar. Os pançudos não têm pedal, e por isso ficam para trás, com os bofes de fora.

  2. Show-off?
    Deixa-me cá ver……:
    – Aulas de substituição
    – Fim das acumulações de pensões e de salários para os quadros públicos
    – Mais tempo para as oposições questionarem o governo na AR (….)
    – Presença dos professores 36 horas por semana nas escolas
    – Redução do défice ( sem habilidades nem despedimentos massivos) de 6,7 para uns miseráveis 2,2%
    – Salvação da Seg. Social ( em 2005 o défice era de 800 M )
    – Reorganização da Saúde
    – Reorganização da Justiça
    – Avaliação dos professores
    – Fim do monopólio das farmácias
    – Reorganização das F. Armadas e Polícias
    – Mapa Judicial
    – Subsídio para idosos
    – Súbsídio para grávidas
    – Lei da IVG
    – Reorganização Escolar
    – Equipamento de escolas
    – Novos Centros Escolares
    – Bibliotecas Escolares
    – Lei do arrendamento
    – Recuperação de mais de 300 escolas Secundárias
    – Lançamento do plano nacional de Barragens
    – Novo aeroporto de Lisboa
    – Lanlçamento de pelo menos 8 orquestras infantis ( venezuela sistem )
    – Até ao final da legislatura serão quse 20 as orquestras infantis com mais de 80 instrumentos…
    – Desenvolvimento do comércio externo ( mais 22%)
    – Atracção de grandes investimentos
    – Fixação de professores por três anos
    – Plano e Contratos de Autonomia para as Escolas Públicas
    – Ampliação do apoio social-escolar a mais de 750.000 alunos
    – Destribuição de mais de 500.000 computadores por professores e alunos
    – Banda larga em todas as salas de aula de todos os est. de ensino
    – Crescimento do número de alunos em TODOS os graus de ensino
    – Programa das Novas Oportunidades ( mais de 500.000 pessoas inscritas )

    Ainda querem mais show-off???????
    Ainda não estão satisfeitos????
    Querem mais??
    Mas olhem que este show até teve música!
    Eu quero, e tenho a maior esperança de mais quatro anos com maioria qualificada para mudar a Constituição! e poder mandar uns badamecos dar uma volta ao bilhar grande!
    MFerrer

  3. MFerrer garanto-lhe que não é necessária muita imaginação para acrescentar mais algumas linhas na sua lista.

    Você tem alguma piada, é pena não pensar um pouco, talvez se pensa-se um pouco tivesse pudor em escrever algumas coisas, mas enfim. Oh homem de propaganda estamos nós fartos!

    – Novo aeroporto de Lisboa? LOL! Onde? na OTA, não em Alcochete Jamai?
    – Lei do arrendamento, LOL! (essa lei é porrreira ninguém ficou satisfeita com ele nem inclinos nem senhorios)
    – ….

    -Lei que acabava com os alugueres dos serviços de água, luz, gás, electricidade, etc. Porque é continuamos todos a paga-las agora com outro nome ? LOL LOL!

    Depois enunciou uma série de coisas que se resumia a uma linha, mas deu mais jeito assim, foi?

    Deixe que lhe diga parece-me cedo para lançar foguetes. algumas das ditas reformas ainda nem saíram do adro!

    UAU – Lançamento do plano nacional de Barragens, novamente UAU! não percebi se é um bem acabar com o tua e o sabor, mas certamente Vexa saberá!

    – Crescimento do número de alunos em TODOS os graus de ensino , Diga-nos o governo fez criancinhas foi? mesmo que tivesse sido andariam no infantário! Há coisa que são inevitáveis não lhe parece?

    -Lei da IVG, LOL, LOL, também foi obra do governo, sim senhor!

    – Destribuição de mais de 500.000 computadores por professores e alunos (que computadores que estes) – Já agora que houve tanta reestruturação no ensino aproveite as 36 horas dos professores na escola e pergunte-lhes como se escreve DISTRIBUIÇÃO!

    – Programa das Novas Oportunidades ( mais de 500.000 pessoas inscritas ), sem querer tirar méritos aos “alunos”, o que interessa avaliar o número de inscritos ou resultado final?

    Quando ler os panfletos publicitário do Largo do Rato, aplique um pouco mais de espírito crítico, verá que não lhe fará mal nenhum!

    E por falar em musica, vê-se que Vexa é homem conhecedor da coisa!

  4. E o membro, o membro empinado a foder tudo por qualquer preço também deve excitar quem se vende por um bóbó.

    Realmente há fetiches para todos os gostos. E até um trafulha pode entusiasmar outro imitador que se mete a jeito à espera da boleia.

  5. Que engraçado, e aparecem logos os avatares a berlinde em segunda mão. Á Ferrer Rochê.

    Que pena a hiena salgada não vir atrás. Os farruscos juntam-se sempre para o banquete dos restos.

    Incluindo os virtuais.

  6. Ibn Erriq,
    Então… já percebeu!
    Ainda bem.
    Outra coisa não seria de esperar. Eu até expliquei tudo devagarinho.
    E, já gora agradeço a correcção da minha distribuição. mea culpa.
    Veja é se começa a perceber que o conjuntivo não é “pensa-se.”
    É pensasse, gritasse, fizesse, elegesse, governasse, distribuisse, e por aí fora.
    Era um bom exercício a conjugação dos verbos nesse modo.
    O show-off vai continuar e ainda bem para todos nós.
    E olhe que esse argumento que arranjou sobre o aumento de alunos no secundário e na faculdade por causa do aumento da natalidade, é hilariante. Continue, Os Gatos Fedorentos vão ficar desempregados.
    MFerrer

  7. Ibn, o MFerrer já te deu o arroz. Agora, é juntares algum conduto e tens uma bela refeição. Como (não) sabes, no que toca ao pensamento sofres de anorexia.
    __

    zazie, larga o vinho. E não acentues duplamente o bobó que ele não tem culpa alguma.
    __

    MFerrer, muito bem. Vale sempre a pena acreditar que do lado de lá está uma inteligência.

  8. É pá, e tu larga a tara, coisa que dá ideia de parecer impossível.

    É que isto não é coragem de ir contra a corrente, é puro exibicionismo- igualzinho à daqueles tipos que se pôem atrás das árvores, à espreita da ocasião, para abirem a gabardina

  9. São postes e comentários destes e reacções aos mesmos cheias de saltos de electrões de sobejo que me fazem lembrar da grande necessidade que há em Portugal de dedicarmos um Dia por ano para sufocar com flores o mausoleu de Salazar I – Construtor de Barragens Hidroeléctricas e Anticomunistas e Homem de Paz e Serenidade.

    Sócrates é magro e é bom e essa sua grande virtude de ser capaz de sorrir mesmo mesmo quando as baterias estão fracas casa-se com a outra que tambem possui e que é a de não precisar que ninguem lhe faça broche para convencer o eleitorado blogal, como acontece com o camarada Obama.

    Valupi fala-nos disso tudo com uma regularidade de relógio cumprindo o seu dever de pastorinho telecomandado. Ele sabe que triunfará como pintor e atamancador. Não há chinês nem cigano nem preto com loja estabelecida que não concorde com ele.

    Valupi tem um defeito contudo, ainda que menor. Um dia com tanto que escreve para salas meio vazias ainda irá produzir a obra prima de se atacar a si próprio tal como um fagócito desorientado e nesse problema menor residirá um muito grande que é o de encontrar um hospital que trate dessa doença.

  10. zazie, não te entendo, mas gostava de entender. Qual tara? Qual exibicionismo? De que falas, mulher?
    __

    Miguel Mata, obrigado pelo teu colorido comentário. Apreciei a imagem do fagócito desorientado. Agora, ao que vens? Tens de voltar com o mesmo entusiasmo, mas na funda disposição de fazer sentido, ou, em alternativa, de fazer qualquer sentido.

  11. Não conheces o fetichismo dos exibicionistas nus que abrem a gabardina para escandalizarem as meninas?

    Era disso que falava. Porque, está visto que isto não é para se levar a sério- nem a propaganda de SNI chega. Nem sequer a avatar à Abrantes, ou copia de segunda de xuxa Ferrer Rocher- isto é mesmo coisa de excitações porno, à custa do inginheiro.

  12. Mas pronto, não tenho nada a ver com o caso e a blogo é livre.

    O BdE de Aspirina literária já tinha passado a barbitúrio, agora é natural que termine à Parque Mayer

  13. Pelo menos numa coisa faça-se honra- não há censura. Bem que posso mandar estas bocarras bem directas que o meco não corta.

    Ainda agora vim do 5 dias, e entrei de galochas, para chegar ao postal do Galamba, bem pertinente mas nada.

    Aparece logo a bimbalhada com insulto rasca e censura-se a resposta que até foi dada com estilo.

    É assim- não vale a pena o tibalismo da agit prop disfarçar o bestunto com intelectualices- o que o povo quer é pão é circo.

    O Valupi pelo menos já percebeu isso.

  14. Estás confusa, e não é de agora. Primeiro, só para ti é que o Aspirina B foi continuação do BdE. Para mais ninguém. Segundo, nada consegues dizer do Governo, talvez porque nada consigas dizer do Governo. Mas diverte-te a psicose com o inginheiro. E deves continuar, sabe-se lá que misterioso papel ela cumpre na tessitura quântica com que atravessas o milagre.

  15. zazie, saudades tuas, caraças!!
    e vens no ponto, estás como és, primorosa manutenção.
    por mim não largues o vinho, se é o caso, mas aparece mais vezes, isso sim, que isto é muito, mas muuuito mais divertido contigo.

    (foda-se, ninguém me tira da cabeça que podíamos ser tão felizes os dois!!!)

  16. ehehe

    maluco de rvn
    …………………….

    Eu não falei em “política do governo” porque seria esnobar e trair o espírito do teu post- e este é que trata do homem da meia-foda.

    Por isso, a única coisa a emendar seria o estilo Parque Mayer, em vez de propaganda de SNI- é mais “Cabaret da Coxa” , com exibicionismo travesti, tapado por naperôn de “óle de entrada”.

    ……….

    O Ferrer Rocher tem de pedir ao papagaio nonó do tio Abrantes que partilhe com ele as sementes de girassol, que isto a berlinde em terceira mão não deve chegar para a enganar a fome.

  17. Não querias esnobar e trair o espírito do meu post?!… Mas o espírito do meu post chama-se Pacheco Pereira, é para esse espectro que apontam as palavras principais. Quanto ao resto, não creio que tu estejas contra a prática desportiva do nosso Primeiro, tal como eu não estou contra a frescura sorridente dos dois borrachinhos.

  18. Valupi,
    homem faça lá o favor de elevar os seus critérios de exigência, esperamos muito mais de si. Parece empanturrar-se com muito pouco!

    MFerrer,

    De facto cometi uma gafe ao grafar pensa-se em vez pensasse! obrigado pela correcção.

    Parece não entender a ironia, contudo, esta parte da frase devia dar-lhe uma pista “Há coisa que são inevitáveis não lhe parece?” Claro que há mais alunos em todos os graus de ensino, mal era, tal seria com este como com outro governo. mas agora explique-nos lá como governo consegui tal proeza, que medidas estruturantes levaram a tal sucesso?

    Quanto ao resto PIU!

  19. Lá tinha de aparecer o famoso cagão que combateu a ditadura largando póias nas carteiras da escola

    E tem sempre de falar em dentaduras, coitado. Há-de ser trauma da dentada que a camarada Odete lhe deu.

  20. Por isso, ó rvn, é que isto aqui não dá.

    Nem aqui nem no país, Enquanto esta gerontocracia de broche não quinar, não saímos da cepa torta.

  21. Mas são muito feministas, os filhos de uma grande cabra. É sempre a recriminar todo o politicamente incorrecto.

    Mas, imaginando que alguém que nunca viram é mais velho, agarram logo em tudo o que possa ser ofensivo para os verdadeiros velhos, que eles desprezam- para tentarem achincalhar.

    E isto sem saberem se a pessoa até nem encaixa na trampa do que eles próprios vêm ao espelho.

    A esquerda é mentira. É uma doença.

    E passem bem. É sempre para constatar esta verdade absoluta que vs. servem de National Geographic.

  22. Olha, cabrão, vai lá oferecer a peida ao inginheiro que em matéria de ciganice e baixeza há-de estar à tua medida.

    E é por isso que este pulha deste Sócrates também tem de ir para a rua. Porque na rua e sem os tachos à custa das mentiras que lhe deram poleiro, é um zé-ninguém- um bimbo de gadgets.

  23. Qual dentadura, estás a confundir-me com a puta que o teu pai tem ao colo.

    Vai-te foder filho de uma vaca- grande cabrão estalinista- cheiras a porco e precisavas de ir ao fumeiro.

  24. E, se uma pessoa perguntasse o motivo que leva uma besta de um homem a insultar um mulher que nunca viu, sem ela sequer lhe ter dirigido a palavra. E apenas por teclar e olhar para o monitor o que é que se poderia concluir?

    O que leva um gajo a insultar uma mulher que nunca viu, dizendo que ela deixou cair a dentadura?

    Por ser inimiga? por ser de ideologia não comuna, daquela que fala em liberdade, democracia e é contra todas as trafulhices de encostos no poder e prepotências sobre os cidadãos?

    Mas, nesse caso, o que leva o porco do cabrão estalinista a chatear-me por dizer mal do Sócrates?

    Não dá para entender.

    Melhor, dá- são doentes- são taras sem cura. são fanatismos ressabiados que até por um monitor entram em exorcismo e vomitam para a uma mulher toda a merda que espelham.

  25. Pois sou, sou isso mesmo- tudo o que de negro e merdoso significam as tuas ideias.

    Porque tu não tens ideias- tu és um epiléptico fossilizado comuna.

  26. E não és isso por ser comuna- tiveste de encontrar no comunismo o estalinismo da merda que te vai dentro.

    É a tara levada a fanatismo de ressabiamento, feita bandeira do despeito.

  27. Ok, zazie, já percebemos. Não tens uma dentadura, mas duas dentaduras; uma em cima e outra em baixo.
    Ai, mulher, és cá uma trituradora…

  28. zazie, dizes que maltrato uma mulher que não conheço (o resto dos teus esguichos nem os li). Para tua informação não te considero uma mulher, mas apenas um ser de género indefinido, alucinado, verrinoso e destrambelhado, que morde e escoiceia a torto e a direito, sem qualquer critério nem pontaria, capaz dos piores insultos, aleivosias e insinuações. Conhecer, conheço-te bem. Esta tua faceta de bloguista e este teu estilo malvado de besta escoiceante são públicos e notórios.

  29. Não- tu falas como se me conhecesses muito bem. Dizes que sou velha desdentada- dizes que sou velha fascista. Insultas-me sempre por tudo aquilo que possas imaginar como algo que magoa mulheres, como algo que responde a traumas de facismo- que serão teus.

    Eu nem tinha nada de me preocupar com imbecilidades gratuitas de um triste.

    Porque tu és um triste de matilha que nem na blogosfera oferece nada a ninguém. Eu tenho participação em blogues- desde o Pastilhas, Janela Indiscreta, Radicais pela Ética e Cocanha. Dou “a cara” pelo que escrevo e ofereço as minhas tretas que, essas sim, seriam as únicas que deveriam falar por mim- enquanto personagem da blogosfera- a zazie dans le metro.

    Se a matilha a única coisa que encontra é o seu próprio espelho, então ainda bem que me odeiam- ainda bem que eu não me confundo com a porcaria.

    Porque eu nunca fulanizei nada na blogosfera, gozo, de forma cool, dou porrada mas não me vendo nem saltito de para fazer propagandas de avatares e, nunca tive de recorrer a uma das formas mais doentias da tradição pidesca-inquisitorial que é o “argumento” e todos dizem o mesmo.

    Ainda bem que tenho inimigos- ainda bem que é raro que fique tudo indiferente- e que suscite extremos- porque eu não sou diferente, enquanto pessoa, daquilo que escrevo na blogosfera.

    E, o teu azar, na cena da dentadura e do “facismo- é que tenho uma bela dentuça, sem uma única cárie- bem reluzente por natureza e, quanto a “facismos” não fiz como tu- não andei a cagar na secretária do reitor- bem que abri a cabeça a bufos e mandei um gorila para o hospital.

    Aos outros, aos sociais-facistas, fiz o mesmo manguito que faço agora aos reciclados- estou precisamente no mesmo lugar onde estava aos 20 aninhos.

    Fora isso tenho feeling e sei quando estou a falar com um homem ou com um traumatizado de membro.

    Passa bem- vai às putas quando estás com insónias.

  30. Neste caso um VGM de cave- que por cima até é mais show business. E foi esta a boca que mandei ao autor do post. Não é para provocar brainstorming, é mais do tipo exibicionismo a abrir a gabardina.

  31. Bom, zazie, estou farto de te dizer verdades cruas, mas tu é que puxas por elas. Não te ponhas a jeito, não sejas besta. Agora quero ser mais terno. Parabéns pelos teus dentes, o que na tua idade é um feito. Parabéns pelo teu carácter e pela tua safadeza, qualidades que aprecio (esqueço agora diplomaticamente as outras, que detesto).

    Olha, a propósito, não foi eu que caguei na mesa dos professores. Eu sempre fui um menino bem comportado e ainda hoje o sou. Não precisas de dentadura, mas precisas de óculos para ler melhor.

    E agora vai com deus.

  32. Na minha idade?

    ehehee

    Que idade?

    Conheces-me de algum lado?
    Alguém te dirigiu a palavra? vieste aqui insultar-me a que propósito? para aparares o nosso inginheiro? para aparares os avatares da blinde da blogosfera?

    Quem se põe a jeito como mero ressabiado por traumas de outros tempos és tu. Só falas em “velhas fascista”, em facismos por qualquer coisa- incluindo por coisas cada vez mais parecidas com SNIs de outras épocas que tu, usares apenas os óculos na testa nem vez.
    É que os doutores com óculos são personagens bem antigos- o Brughel até os satirizou, já que as lentes em cima da cabeça não servem para aprender nada. Apenas para espelhar a loucura que vai lá dentro.

  33. Haverá, decerto, um genérico, mas a gente aveza-se à aspirina e toma regularmente. Só que hoje nem por isso.

  34. My brother recommended I might like this website.

    He was totally right. This post truly made my day.

    You cann’t imagine simply how much time I had spent for this information! Thanks!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.