O furão de Belém e o Coelho da Lapa

“Tendo um semanário publicado hoje o título “Cavaco contra Governo reduzido a 10 ministros”, aliás sem correspondência com o corpo da notícia, o Presidente da República desmente categoricamente qualquer tomada de posição, que lhe seja atribuída, relativamente à dimensão ou estrutura de um futuro governo e reafirma a sua rigorosa imparcialidade no que respeita à campanha eleitoral em curso.”

Diz que é uma espécie de Presidente da República

__

Passos foi rápido a dizer que será tudo o que o Professor quiser que seja – ingénuo, vira-casacas, palhaço – pelo que Belém tentou sacudir a água do capote estando o trabalhinho feito; assim tratando o País como se não vivesse por cá ninguém com mais de 10 anos de idade.

Mas este comunicado é fixolas. Porque nos recorda das outras ocasiões – tantas, ui! – em que a imprensa lhe atribuiu opiniões e estados de alma a respeito do PS, do Governo e de Sócrates sem que ele tivesse manifestado o mais leve protesto ou incómodo. Haverá um padrão qualquer nos seus silêncios selectivos, claro, porque estamos a falar de um ilustre estadista que age com o mais elevado sentido de responsabilidade, mas agora não me consigo lembrar se esses seus critérios que alimentam calúnias e conspirações estão mais ligados a esta invocada rigorosa imparcialidade ou à celebérrima magistratura activa e de influência.

9 thoughts on “O furão de Belém e o Coelho da Lapa”

  1. Eu não estou a perceber qual é o sururu?
    Então…
    Dez ministros são do PSD, o Portas depois mete lá os outros.

  2. 10 ministros do psd por alma de quem? para isso tinham de ganhar as eleições e tudo indica que isso não vai acontecer. se o gajo tivesse a certeza que ganhava alguma coisa, táva mas é caladinho, a necessidade de fazer uma proposta demagogica como esta mostra o desespero em que se encontra a campanha dos pêpêdês. até a velha tapa a cara e apela ao voto contra socrates.

  3. a velha já pediu a cabeça do socras como primeiro ou opositor, preparem-se para mais uma dose de coisa pia se estes marmanjos ganharem alguma coisa nestas eleições.

  4. Cá pelo Algarve, dizemos que o Cavaco é um sonso montanheiro! Eu já nem sei em que hei-de acreditar: se na pedra, se na mão escondida que a arremessou.
    O puto da JOTA foi atrás da pedra!
    Depois do desmentido da Presidencia, deve andar pedrado!

  5. vê lá se renovas o vocabulário. fazendo a análise de conteúdo dos teus posts dei com mil e duas repetições das palavras calúnia e conspiração . há mais termos repetidos à exaustão , mas agora não tenho tempo para grelhar a cena. mas , à barthes , digo-te que a conotação coitadinho do pm (de)nota-se à légua.

  6. semiótica, mas não queres que fale de calúnias e conspirações? E não queres que se repitam termos quando se está a falar dos mesmos assuntos? Qual é exactamente o teu problema e o que é que eu tenho a ver com ele?

  7. o meu problema é que detesto ver pessoas desperdiçadas. e tu es uma delas. faz-me confusão que dediques o teu tempo a temas que não interessam nem ao menino jesus. que ponhas os teus talentos ao serviço de uma coisa que está podre. que não procures ajudar a sério , que te tenhas inserido até ao pescoço em esquemas de parlapié vazio , em que coisas como responsabilidade e moderação não significam nadinha. e já sabemos que o cavaco não merece respeito por aí além , nenhum , aliás . não precisas repetir 2 vezes por semana. e/mas …os outros também não. o pm actual também não.
    a mota engil está rica e nós pobres. os bancos estão ricos e os políticos dos juros bonificados trabalham lá nas administrações dos bancos.. e o imi sempre a subir. mesmo sério que não vês a ratoeira que montaram as pessoas ? não percebes que estamos a pagar juros de dinheiro que esses cromos todos roubaram? é pá..

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.