Não larguem o vinho, não

A Convenção do BE,  que também serviu para celebrar o casamento entre a imaturidade e a vetustez, teve como principal objectivo mostrar à Nação que o PS é um partido que deveria fechar as portas e entregar as chaves ao Louçã.

Como se sabe desde o tempo em que os pássaros nos começaram a cagar em cima, o ridículo não tem limites.

 

12 thoughts on “Não larguem o vinho, não”

  1. aquilo no be está ao nível das convenções da igreja universal do reino de deus. parece que agora o bispo macedo deu o fora, deixou o comando a um duo mas continuará a pilotar por fora. deus nos acuda!

  2. Enquanto isso nas hostes do PS dá-se aquilo que se denomina por… “dor de corno”, como demonstrado por este artigo.
    Mas pronto, o PASOK também minimizava o Syriza, enquanto ia apoiando troykices. Está nos 5% agora?

  3. Zuruspa, se o BE vai ser o novo Syriza, não precisa do PS para nada. E, realmente, o Rosas pode mesmo ter razão: BE e PCP e Verdes (?) num governo de salvação nacional.

  4. o zurrapa e o água-pé devem ter ido comemorar o dia do SMARTinho, castanhas for two e já misturam rosés e verde a 5% do volume com salvação nacional. ganda turca oh meus!

  5. Ó águaurina! BE e PCP e Verdes num governo de salvação nacional? Salvação nacional de quê?
    Fizeram tudo para lá meter estes gajos, e agora não gostam? Ou o partido de sucessão dinástica agora ficou mais esperto e acha que duplicando a direcção duplica a votação?

  6. Os rapazes e raparigas do Bitoque querem fazer uma OPA sobre o PS. À falta de euros, pagam em arrotos (a postas de pescada), moeda de que não têm falta.

  7. A arrogancia não tem limites,para aquela canalhada que esteve na convençao da treta. .o delirio foi tal, que num acto de caridade cristã! vieram dizer ao tuga que contavam com o ps no seu governo a formar dentro de pouco tempo segundo o historiador.O “belmiro de azevedo” do super BE,passou a pasta armadilhada aos seus filhos,catarina e joão,para dentro de meses regressar no papel de salvador. perante este tupete, apetece-me citar o outro que na radio disse: prefiro pôr um pé na merda,do que votar no BÉ!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.