Miscelânea

Fighting Groupthink With Dissent *

What If I’d Never Met My Husband

Depression Happens to Successful People

40 Superb Psychology Blogs

Laid Off? It’s Good for You and Good for the Tech Industry

Stop And Smell The Flowers — The Scent Really Can Soothe Stress

Coping with a Dysfunctional Family?

Who Uses Internet Dating?

Finding Real Love

Do Wealthy Men Give More Orgasms? **

Good Sex Is Good for Relationships

Personality Traits Linked To Artistic Taste

Hydrocarbons In The Deep Earth?

The Tragedy of the Commons ***

__

* Viva lá revoluciòn!
** Fui recentemente aumentado, alembrou-me agora…
*** Para quem quiser começar a fazer política que não é da esquerda imbecil nem da direita ranhosa

9 thoughts on “Miscelânea”

  1. a tragédia dos comuns nem sempre acontece. há uns baldios na galiza muito bem sucedidos , com mais valias para toda a comunidade de compartes. são casos raros , mas há-os.

  2. Sem dúvida, mf. Há povos, e circunstâncias históricas, onde esse saber molda a cultura. E é para aí que temos de voltar a ir, pois os recursos são cada vez mais escassos face à procura que resulta do aumento da população.

  3. Hás-de me explicar, Valupi, o que passou pela cabela do Sócrates para se lembrar de abrir uma conta-poupança de 200 Eur. por cada bebé nascido em Portugal? O que se faz com 200 Eur.?!!! Boa pergunta! É uma esmola simbólica?

  4. é um tema que me interessa bastante , o dos baldios. gostaria mesmo de perceber porque baldios parecidos em termos de possível rentabilidade , bons montes , floresta , paisagem , área e tal , e até de número de compartes e de situação económico/social semelhante , nuns casos não dá em nada , ou pouco , ou em conflitos a toda a hora , e noutros a coisa mexe bem. tenho um palpite , muita pena de não o poder confirmar : dá-me ideia que os bem sucedidos se organizam tipo tribo em torno de uma figura parecida com a chefatura , ou seja , têm para lá uma liderança informal mesmo muito motivadora.
    também gostava de saber , isso até posso saber , se agora com a crise , os compartes irão procurar nos baldios uma ajuda ao fim do mês. afinal , era esta a sua função inicial.

    e , ui , adoro comunidades pequenas ( anarquia ? pode dar certo ..). com o estado nação não iremos nunca sair da cepa torta.

  5. Valupi, estarás a ficar mesmo liberal? A tragégia dos comuns foi texto que muito me tocou, para aí há vinte anos, mas aquilo foi escrito nos anos sessenta. Os ‘comuns’ só deu em tragédia porque se perdeu a noção do bem comum, onde todos ganhavam algo, em nome dessa mentalidade dominante que vigorou e ainda vigora de que os espertos são os que fazem a apropriação privada do comum, denegrindo-o primeiro, consumando depois. Não digo que o texto não seja interessante e pertinente mas em parte é pelos motivos contrários.

  6. claudia, estás contra os 200 euros? Porquê?
    __

    mf, ora aí está um tema encantador, o dos baldios.
    __

    z, pois foi, anos 60. Daí, também, o seu interesse. Mas a que motivos contrários aludes? Contrário a quê?
    __

    Joao, grande verdade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.