Mais um Araújo a querer substituir garantias e recursos pelo cordame

"Temos de acabar com o mito de que a justiça é lenta", argumentou o presidente do CSM que criticou as "alusões feitas por altos responsáveis" à lentidão da justiça - numa aparente alfinetada ao Presidente Marcelo Rebelo de Sousa. "Não consigo compreender como é que se tem esse discurso".

O magistrado admite que nos casos de criminalidade financeira "a justiça pode ser mais lenta", mas isso "não é culpa dos tribunais ou dos juízes". É de quem? "Do excesso de garantias e de possibilidade de recursos. Há recursos por tudo e por nada".


Fonte

4 thoughts on “Mais um Araújo a querer substituir garantias e recursos pelo cordame”

  1. o meu pai usa uma expressão muito engraçada para estes araújos ladrões de direitos, liberdades e garantias: são os come-merda. !ai! que riso
    (já agora, o expresso anda a papar letras às palavras. no texto respectivo apanhei três desfalques. não fazem revisão de texto ou então tem também come-merda a trabalhar)

  2. mas como é que os advogados iam ganhar mais dinheiro se não houvesse recursos? daaa , o araúlo não percebe patavina da profissão dos interpretadores de leis.
    ( é fantástico como cenas que deveriam ser altamente claras , com 0 possibilidade de outras interpretações , são assim dúbias : são parvos ou gananciosos ? que é que acham?)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.