Louçã, um neoliberal afinal

Portugal tem que ter “coragem” para “despedir ´troika´”, diz Louçã

Louçã, o genial estratega que tem conseguido manter o BE nesse éter nefelibata donde os puros da esquerda pura escarram para cima dos vendidos que têm os pés na terra, a inteligência rara por detrás da reeleição de Cavaco, o paladino da renovação partidária na mesmidade, quer agora despedir aqueles senhores que ele ajudou a contratar. É que nem sequer um ano passou desde que Louçã disse que o chumbo do PEC IV seria o começo do fim da crise e já anda a querer ver-se livre dos que vieram para cumprir a sua profecia.

Louçã é um daqueles neoliberais que acha que o mercado da demagogia é que deve ditar as leis da empregabilidade das ideias. Não admira que a rotatividade da sua retórica seja intensa e o custo do trabalho intelectual baixíssimo.

3 thoughts on “Louçã, um neoliberal afinal”

  1. Cegueira ideológica dá nisto. Quem lê até parece que Louçã vota PSD.
    E também vai parecer que o PS näo assinou o acordo da Troyka. Vai lá, vai…

  2. “Quem lê até parece que Louçã vota PSD.”

    parece porque é parecido ou o be não votou o derrube do socras com a frente nacional psd+cds+pcp? o ps não assinou, foi obrigado a assinar sob chantagem da santa aliança, aliás na época o dos pintelhos até se vangloriava de ser o cérebro da coisa. deves ter a consciência a ferver e a válvula entupida, vai rebentar longe que os gajos já não precisam de ti.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.