Idos de Março

Este é o tempo das grandes decisões, a hora em que o sentido de responsabilidade dos Portugueses, de cada português, irá ser posto à prova. Juntos, conseguiremos ultrapassar as adversidades do presente e dar aos nossos filhos um melhor futuro.

Diz que é uma espécie de Presidente da República

__

Em qual das eleições passadas é que não passámos por um tempo de grandes decisões, onde o sentido de responsabilidade dos portugueses, e de cada português, não tenha sido posto à prova? Em qual das outras eleições passadas é que não esteve em causa ultrapassar as adversidades do presente e dar aos nossos filhos um destino melhor? Assim de repente, só me lembro de uma: as últimas presidenciais. Para as restantes, estes clichés encaixam mais perfeitamente do que um bloco de calcário na pirâmide de Gizé.

Quando o eleitorado escolheu o PS para Governar, em Setembro de 2009, ainda não havia Grécia, especuladores internacionais, desnorte europeu e FMI no horizonte. Não foi para esse cenário que algum dos partidos elaborou o seu programa, por isso todos se igualam na desadequação dos mandatos eleitorais recebidos então face à sucessão de acontecimentos a partir de Janeiro de 2010. Que era suposto ter acontecido no contexto pré-crise das dívidas soberanas e perante a recusa da oposição em colaborar com o PS? Uma de três alternativas, e só três: ou o PS governava em minoria, ou o Presidente declarava querer um Governo de salvação nacional ou se repetiam as eleições. Como é para lá de óbvio, não faria sentido, naquela situação nacional e internacional, estar a impedir o PS de governar em minoria. Assim, o Presidente legitimou essa solução. Quer isto dizer: tudo o que o Executivo foi fazendo na gestão da crise da dívida, incluindo os variados ajustes às decisões dos seus pares europeus que foram sempre exigindo mais austeridade, teve o aval do Presidente. Caso não o tivesse recebido, teríamos tido eleições logo que o Presidente considerasse estar o interesse nacional a ser desrespeitado. O Presidente continuou a legitimar o Governo até ao dia da votação para as presidenciais, apesar de conhecer plena e directamente qualquer dos meandros da governação e das contas públicas. Nessa mesma noite em que celebrou a vitória, e ao arrepio do que as suas promessas eleitorais assumiram, declarou que estava na altura de afastar o PS da governação.

Cavaco, o mais nefando agente político dos últimos 30 anos, nunca iludiu os portugueses nem lhes escondeu a verdade [sick]. Foi por isso que permitiu a Sócrates chegar a Março de 2011, dado não haver razões que justificassem a sua substituição ou relegitimação em votos. E não fosse esta crise que derrubou o Governo ter-se desenrolado a uma velocidade que ele já não consegue acompanhar, continuaria a deixar os portugueses sem ilusões e face a face com a luminosa verdade: Cavaco pretendia correr com Sócrates mesmo sem ter qualquer razão válida para o fazer.

17 thoughts on “Idos de Março”

  1. Desculpe a pergunta, é só você que escreve neste blog? É que se é só você então é uma boa bosta.

  2. “Ainda está para nascer um primeiro-ministro que tenha feito melhor no défice”

    “Ainda está para nascer um primeiro-ministro que tenha feito melhor no défice”

    “Ainda está para nascer um primeiro-ministro que tenha feito melhor no défice”

    “Ainda está para nascer um primeiro-ministro que tenha feito melhor no défice”

    Quem proferiu este tratado de humildade e competência?

    Um prémio chorudo para quem acertar. E estou a falar a sério?

    Concentrem-se pessoal. Nem é difícil …

  3. Uns números para ajudar a recordar:

    – crescimento médio anual do PIB de 0,7% na última década

    – a Dívida Pública directa era de 100 mil milhões em 2006 e passou para 150 mil milhões em 2010; aumentou 50%.

    – dívida consolidada de mais de 115% do PIB

    É preciso mais?

  4. A propósito de números, os eméritos “especialistas” em banha-da-cobra que aqui comentam com enfado e sapiência, que saiam agora à liça com argumentos VERDADEIROS perante estes FACTOS, verdadeiramente coevos (= do mesmo tempo) da tal afirmação de Sócrates aqui tão cretinamente vituperada:

    http://www.jornaldenegocios.pt/home.php?template=SHOWNEWS_V2&id=386210 .

    Ou, passado que seja o tempo dos tais ditos “socretinos”, estaremos condenados a experienciar, por alguns anos (da última vez durou três, a aventura dos marinheiros de água-doce) o amargo tempo dos só CRETINOS?

  5. “Quando o eleitorado escolheu o PS para Governar, em Setembro de 2009, ainda não havia Grécia, especuladores internacionais, desnorte europeu e FMI no horizonte”..

    para quem acha q o q se passa se deve só (ou principalmente) à crise internacional, esta frase faz algum sentido. para quem tem um minimo de memória (e vergonha, acrescentaria) e se lembra do q foi a campanha eleitoral e o posterior comportamente perfeitamente criminoso do governo, esta frase n pode deixar de provocar um ligeiro (ou menos ligeiro) sorriso irónico (no mínimo).

    há quem queira enganar..há quem queira ser enganado..e dps há o VAL..bravo!

  6. Ó VAL ISTO ESTÁ CHEIO DO TRAMPA! TRAMPA DAQUELA QUE FAZ AFIRMAÇÕES E OFENSAS SEM NUNCA AS FUNDAMENTAR! é ASSIM PORQUE É ASSIM E MAI NADA! DEVEM SER EMPREGADOS DA VELHA E DO GAJO DE BOLIOQUEME QUE VIVE Á NOSSA CONTA EM BELÉM. ATÃO E SOBRE OS LADRÕES DE BANCOS (bpn E bpp) E OS GAJOS DOS SUBMARINOS, CASAS DA COELHA, TERRENOS JUNTO AO NOVO
    AEROPORTO, E OUTROS DESMANDOS, NÃO HÁ NADA A DIZER. ´SÓ AÍ ESTAMOS A FALAR DE 5.000 MILHÕES, QUE OS PORTUGUESES ESTÃO A PAGAR. e TUDO PRATICADO POR ALTOS QUADROS DO ppd/psd! SERÁ COINCIDENCIA??? OU O DESESPERO PARA IR AO POTE ESTÁ A CEGALOS?

  7. SR. Sousa Mendes, poderá ter muita razão quando grita “LADRÕES DE BANCOS (bpn E bpp) E OS GAJOS DOS SUBMARINOS, CASAS DA COELHA, TERRENOS JUNTO AO NOVO
    AEROPORTO, E OUTROS DESMANDOS, NÃO HÁ NADA A DIZER. ´SÓ AÍ ESTAMOS A FALAR DE 5.000 MILHÕES, QUE OS PORTUGUESES ESTÃO A PAGAR. e TUDO PRATICADO POR ALTOS QUADROS DO ppd/psd! SERÁ COINCIDENCIA???”, mas tem, no mínimo, de ser coerente. Se não há coincidências para o ppd/psd, também não pode haver para o ps. Falo do freeport, face oculta e outros “desmandos”, utilizando as suas palavras, de dirigentes do do PS.

  8. Caro edie, há ou não há arguidos ligados ao PS no caso Face oculta?
    Não falei em Sócrates, mas já que falou, na minha opinião o pm só não é arguido graças às convenientes “trapalhadas” do PGR e da directora do DCIAP. E já agora, qual a acusação a Cavaco nos casos referidos pelo Sr. Sousa Mendes?

  9. oh dona helena! não compare a realidade com ficção, é oficial o contributo da roubalheira no déficite, quanto a freeporcos & escutas associadas a única realidade são os autores das denúncias anónimas, boais & vidais do costume. tenha um bom fim de semana na lavagem da roupa e limpeza do lar.

  10. Sr. anónimo, a sua lógica, tal como a de todos (poucos) que ainda defendem este Governo é: tudo o que possa levantar suspeitas em relação à idoneidade de Sócrates e amigos é ficção, campanhas negras, calúnias, jornalismo de cordel, etc. Já se forem suspeitas relativamente à oposição, a Cavaco, fala-se em verdades absolutas, jornalismo sério, etc. Só para dar um exemplo, segundo a sua lógica deturpada, Armando Vara ser arguido no processo face oculta, é ficção, certo? Poupe-me.
    Tenha também o Sr. um bom fim de semana na tasca mais próxima a beber cerveja com os amigos e a ver futebol, enquanto a esposa fica em casa na lavagem da roupa, limpeza do lar e a cuidar dos rebentos, presumo.

  11. dona helena, lamento desiludi-la, mas não troco uma má realidade por uma péssima história. volto a insistir que os cromos da roubalheira acabam de ser validados pelo eurostat, enquanto que as vidalices são umas malandrices que nem os próprios tem coragem de validar, porque não passam de interpretações manhosas dumas ilegalidades encomendadas. os cromos repetidos que tenho são carrilhos, cunhas & netos, mas como não são difíceis, nem sequer me atrevo a propor-lhe a troca. um bom dia para si e para os seus amiguinhos miéle.

  12. Ilegalidades encomendadas? Quem encomendou? Há provas disso?
    Acredita mesmo que este Governo (nomeadamente Teixeira dos Santos, considerado o pior ministro das finanças da UE) não tem nenhuma responsabilidade no facto de Portugal estar praticamente falido? A roubalheira dos outros desculpabiliza a incompetência de um Governo que já está no poder há 6 anos?
    E o que tem contra Manuel Maria Carrilho, Campos e Cunha e Henrique Neto? Não gosta deles por serem vozes dissonantes dentro do PS? Não acha essa atitude algo salazarista?
    Se Campos e Cunha, antigo ministro das Finanças de José Sócrates, diz que “esta crise governamental foi desejada e planeada pelo Governo” e “Estamos a viver um filme de terror em que o drácula culpa a vítima” , quem sou eu para duvidar? Afinal, ele como ex-ministro da finanças de Sócrates deve muito bem saber do que fala.
    Um bom dia também para si. Já todos percebemos que acha que o lugar da mulher é na cozinha, mas vá lá, seja simpático e leve a esposa a dar uma voltinha, nem que seja só até ao parque, ante de ir comer tremoços enquanto assisste aos jogos da primeira liga.

  13. . tanto foram ilegais que o xerife mandou destriuir. quanto a encomendas é melhor perguntar ao vidal & associados, tudo malta da confiança do maior escuteiro português, o ukelele de boliqueime.

    . a roubalheira não desculpa nada, tem de ser julgada em tribunal e aquilo que chama incompetência do governo e do teixeira, eu chamar-lhe-ia competência do presidente supusitório e da coligação opusitória. podia desenvolver, mas bacalhau basta.

    . carrilho & cia, chulos tá bom de ver e apalpar, um despedido por fazer figuras tristes na unesco, outro durou duas semanas como ministro porque não queria perder as reformas, doutro temos subsidiodependência cortada e vigarice fiscal e trás mais um amigo tamém. sou bué de salazarista, aprecio imenso a beleza da ana salazar.

    . só algumas, felizmente e quanto a ligas só femininas.

    xáu, vou passear a matilha

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.