Horror ao vácuo

O PSD nega-se a dizer como governaria – onde cortaria, como recuperava a economia, acabava com o desemprego, inventava novas exportações, reduzia a factura energética, aumentava a produtividade, metia a Alemanha na ordem, dominava a selvajaria dos mercados, e tudo isto sem aumentar impostos – declarando que para tal missão é que existe o Governo. Também reclama não conhecer as contas públicas como os Ministros as conhecem, sendo essa mais uma razão para não partilhar as suas brilhantes ideias. Mas, logo a seguir, aparece a criticar e maldizer o Governo por este governar com ideias próprias. A única forma do PSD aplaudir o Executivo implicaria que se copiassem as ideias do PSD – embora tal seja tarefa impossível posto que não há ideias aplicáveis para copiar nesse partido, só gordurosa retórica e demagogia para dar e vender.

Não estranho a estupidez desta forma convencional de fazer oposição, estranho é que não surjam novos partidos à direita e no centro para ocupar tanto espaço livre.

18 thoughts on “Horror ao vácuo”

  1. esta parte interessa-me…..”onde cortaria, como recuperava a economia, acabava com o desemprego, inventava novas exportações, reduzia a factura energética, aumentava a produtividade, metia a Alemanha na ordem, dominava a selvajaria dos mercados…”

    mas afinal não estávamos no eden e os críticos eram uma merda de botabaixistas?
    tu tem mais cuidado no que dizes , que mandas abaixo uma data de meses de posts. Ah , já sei !!! o mundo muda ao segundo. é isso , não é ? mandaste abaixo a ti , na mesma , que os que se deitam tarde têm obrigação de ver ao longe.
    ( só te deitas tarde por ossos do oficio ? só pode )

  2. E não só o PSD sabe como resolver o que quer que seja na actual situação como toda a medina-malta dos planos crespos e outros similares televisivos. Esses e todos os grandes economistas e opinadores fotocópia, quando instados a dizer como, respondem: só com a economia a crescer, é preciso fazer crescer a economia.
    É como o “Anglia”; ora bolas. Pois, então digam lá, por uma vez, como se faz crescer a economia. E sobretudo como se faz crescer a economia em tempo de crise global e de emergência, uma vez que afirmam ter solução para resolver todos os problemas de uma penada como é dito nos post.

  3. @Eça de Querós:
    Ok.
    Nós pagamos agora, se vocês pagarem retroactivamente a miséria de contas públicas que nos deixaram em 2003 quando trocaram o país por jantares em Bruxelas, mais os 10 mil milhões que o vosso PR malabou com os compinchas do PSD que estavam á frente do BPN e da SLN, combinado?
    Feitas bem as contas só com o calote que os vossos queridos lideres deram no BPN evitávamos a subida de impostos.

  4. pois é, mas disseram-me que quando o BPN e a SLN afundaram já lá não estavam as grandes fortunas, né? Devidamente offshoradas em tempo útil. E isso aconteceu já com o PS no Governo. Como é?

  5. Um comentador identificado apenas por um simples quadradinho acaba de dizer que as grandes fortunas “depositadas” no BPN transitaram para os offshors já no governo PS. Não sei se isto é verdade. Mas se for, é uma lástima e uma tremenda desatenção do Ministério das finanças (mais uma). Também não me admirava nada que o alarido ensurdecedor levantado por toda a oposição tivesse exactamente a finalidade de distrair as pessoas do que se fazia à socapa. Assestaram as baterias todas contra o Victor Constancio-PS e puseram o PM a queimar em lume brando no Freeport. Enquanto o governo era entalado indecentemente e por nada de nada, o dinheirinho escorregava do BPN para os Offshors. Bravo, senhor Louã e sr Jerónimo! Ajudaram a consumar o roubo, atacando o policia. E ainda têm coragem de falar nos biliões para salvar o BPN? Os senhores fizeram até ao fim o jogo dos ladrões! Aliaram-se às comissões de inquérito e até as lideraram, para que tudo fosse consumado e não para descobrir os larápios. Para a esquerda ridicula que temos tudo o que interessava no caso BPN era a eventual falta de supervisão, sabendo essa esquerda de vergonha, que o que estava em causa era a fraude do século, promovida por figuras politicas de ex-governantes. Mas issso não interessava. Interessaria se fosse gente do PS e antão, sim, o “policia até já teria feito um bom trabalho, mas tinha-lhe sido impossivel detectar a fraude!
    Fico incomodado quando os vejo falar nos tais 3 biliões, culpando, como o fizeram desde o principio, não os ex-governantes do PSD, mas o PS e seu governo. Isto é um facto que há-de ficar como uma das piores nódoas da politiquice esquerdalha.i

  6. Quando a culpa é sempre de quem esteve cá antes de nós…aí temos aquilo que merecemos: Porrada nos cornos!

  7. Já se sabe que de todos os partidos da oposição não se pode esperar contrapropostas ou ideias para o País, não se pode esperar ABSOLUTAMENTE NADA, a não ser oposição, por isso é que são OPOSIÇÃO. Opor-se. Sempre. Seja qual for o cenário. Se dessem alguma ideia depois teriam que se opor contra as suas próprias ideias, há gente que não entende isto, é impressionante. (Excepção para Sócrates).

  8. Este VM andou a estudar pra burro.
    Ó VM, então não é verdade que a oposição até faz leis? Segundo o seu raciocinio não devia fazê-las, porque assim corre o risco de ser julgada como governo no acto eleitoral seguinte…
    Ele há cada um…Ainda diz que o Sócrates é uma excecpção…

  9. Luminoso e lúcido até dizer “chega!” o magnífico comentário de Mário. É, de facto, uma dor de alma olhar para esta “esquerda” (a que eu, por respeito por um passado que também senti e vivi, ainda recuso chamar “esquerdalha”) olhar para esta “esquerda” e ver tanta cegueira, tanta demagogia e tanta incapacidade de se aperceber mínimamente do sentido da história.

  10. bom dia Mário. É verdade que alguém me disse tal e qual, dizendo ainda que teria sido alguém do BdP que lhe teria contado. Não me admira nada, os grandes são grandes nos expedientes e no acesso a informação priveligiada, obviamente. E o sistema tem solidariedades sistémicas a bem da chamada estabilidade das instituições. Não acha?

  11. Mário, foi um comentário irónico. Já sei que a oposição “até faz leis”, mas eles são bons é a fazer diagnósticos, sem apresentar soluções.

    Para o PCP, o P.M. é um doente espiritual: «Não chega saber que tem dores de alma, sr. primeiro-ministro»
    Para o PSD é um vigarista: «O senhor não se sente mal em enganar os portugueses?»
    Para o CDS, um ilusionista: «O senhor não prevê, ilude»
    Para o BE um OGM* «Genética responsável tem um alvo, os mais pobres»
    *Organismo genaticamente modificado (adquiriu alta resistência à praga do socialismo)

    Mas o seu comentário insere-se na mesma linha política: Comem palha todos os dias, e querem fazer dos outros burros.

  12. Este sim é um bom exemplo do que siginfica ser oposição:

    «Os Verdes» apelam ao «chumbo» do Orçamento do Estado.

    – Porquê?

    «O Governo tem de apresentar outras soluções para o país».

    – Os verdes a apelarem ao chumbo! ao que isto chegou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.