Faria de Oliveira, perigoso socrático

Na audição esta terça-feira em sede de comissão de inquérito no Parlamento à Caixa Geral de Depósitos, o antigo presidente do banco Fernando Faria de Oliveira recusou que a instituição bancária sob a sua alçada tenha concedido créditos especiais por favores. “Não houve uma situação de concessão de crédito que não tenha seguido todas as normas e procedimentos. Não me lembro de um único caso”, referiu em resposta ao deputado do PS João Paulo Correia. Quando questionado pelo deputado se havia "créditos de favor", respondeu: "Enquanto presidente da Caixa não sei o que é um crédito de favor."

[...]

A intervenção inicial do ex-líder da CGD foi uma autêntica aula de gestão bancária, defendendo alguns princípios, nomeadamente ao nível da concessão de crédito. “Uma decisão de crédito comporta risco – só não se corre risco, se não se der crédito”, disse. Na avaliação que faz, Faria de Oliveira encontra um culpado principal: “ A culpa foi da estagnação económica (...) nada tem um impacto tão forte como a forte crise económica, [que provocou] uma taxa de incumprimento hoje oito vezes superiores às de 2008”. “A banca reflecte sempre o estado da economia.”

[...]

O deputado do CDS João Almeida questionou ainda Faria de Oliveira sobre o crédito específico de Vale de Lobo. O gestor recusou responder ao caso concreto de Vale de Lobo, mas falou em termos gerais de um caso hipotético de um empreendimento "estrela" na área do turismo que tinha sucesso. "Surge uma crise significativa." "Foi isto que levou a que situações destas tenham acontecido. Aquilo que gera verdadeiramente as imparidades é a evolução da economia e o impacto que isso tem no funcionamento de um sector de actividade", declarou.


Faria de Oliveira nega ter concedido “créditos de favor”

68 thoughts on “Faria de Oliveira, perigoso socrático”

  1. Sobre as tua tangas, este senhor disse o bastante.
    E nem mugiram!

    Giorgio
    23 DE JANEIRO DE 2017 ÀS 13:05
    Estava eu na expectativa que à moleirinha do Valupi voltasse a grandiloquência de outros tempos (ai que saudades ai ai!) e que, depois da festa de inauguração da bela obra de Fernando Medina rumo à vitória em Lisboa como diria o sôtor Cunhal, viesse encontrar aqui no Aspirina B um interpretação “interessante” sobre a infantilização da estratégia de defesa de José Sócrates no Reality Choque que se aproxima. Népia, sobre o tal verdadeiro “bulling” népia. Népia-népia, e mais népia sobre a evolução da investigação do MP que desembocará num mega-julgamento onde estarão notáveis arguidos e outras tantas equipas de advogados de que a última estrela convidada é por estes dias Ricardo Salgado, para além do copy do Expresso que um filantrópico coração postou para vosotros se aquecerem do frio (bem haja!)…

    Eis um novo ponto da situação, portanto. Conclui-se que, a dois ou três meses de ser deduzida a acusação, até os advogados do ex-PM parecem que vivem hoje na lua. E porquê? Porque se alhearam da realidade, e fizeram-no de propósito? Ou porque habitam no conforto de um mundo de fantasia, e pelo seu cliente José Sócrates foram contagiados? É que até a capacidade de leitura político-mediática do dossier, de que deram mostras anteriormente, parece que esbarrou numa parede como eu e outros maduros previram quando observaram atónitos a performance errónea seguida pela persona José Sócrates depois dos tempos de Évora. E assim é esta a oportunidade de dizer que, não, quase nada se aproveita das teses coevas fundamentais em defesa de José Sócrates que o Valupi esticou até onde pôde, sendo que a última vez que as utilizou o fez ao serviço de e para nada. Teses coevas fundamentais, entenda-se, e não a indigência da tal cena dos “amigos” de que nada se aproveita e que ainda alucina alguns aqui no Aspirina B. A saber as outras, explique-mo-nos pois: um, surge hoje como que deslocada no tempo a pujante tese sobre as consequências imprevisíveis (?) para o PS e para as instituições democráticas portuguesas pelo facto de a comunidade assistir a um ex-PM sentado no banco dos réus; dois, e de igual forma, se esfumou a dinâmica da tournée evangélica em busca dos militantes perdidos que o ex-PM ensaiou em torno do livro-pirata sobre o alegado carisma… o seu! e do assunto nada se sabe, sendo que a leitura óbvia é de que não se trata de um simples fracasso editorial mas de uma espécie de obituário-pirata sobre o próprio. Culpas do próprio na primeira, culpas do próprio na segunda… as razões são simples. E então, perguntar-me-ão, e se a persona política for condenada é ou não expectável que essas consequências imprevisíveis (?) se tornem mais evidentes? Não e não, caríssimos, porque um mega-julgamento por natureza implica que dele serão abertas novas linhas de investigação e, ainda, porque as partes irão de recurso em recurso recorrendo sempre até que a morte nos separe.

  2. O Faria de Oliveira só disse o obvio, pode ser que a narrativa da gigantesca burla que a direita fez e que convocou todos os jornalistas e opinião publicada esteja agora a dar os ultimos suspiros. Ou não, quando saia de casa uma auto-promoção da rtp anunciava uma entrevista com Marcello sobre a ameaça do populismo Ahahahahah

    Para quem defende como absoluto os princípios da 1a emenda, como depreendo os autores do blog. Como defender a liberdade dos que a aproveitam para a destruir?

    O paradoxo da tolerância
    https://pt.m.wikipedia.org/wiki/Paradoxo_da_toler%C3%A2ncia

  3. Giorgio
    23 I JANAR 2017 NË 13:05
    Unë isha duke shpresuar se fontanellë e Valupi mbrapa gjuhë bombastike e kohë më parë (ka kush humbasë uf uf!) Dhe se pas partisë hapjes së punës të bukur të Fernando Medina për fitore në Lisbonë, si bëmë sôtor Cunhal, do të gjeni këtu në një aspirin interpretim B “interesante” për veprim foshnjarak e strategjisë së mbrojtjes José Sokratit në Reality Shock afrohet. Nepia, në të vërtetë “Bulling” të tillë Nepia. Nepia-Nepia, dhe më shumë Nepia për zhvillimet në hetimin e deputetit që do të çojë në një mega-gjykim të cilat do të jenë të pandehurit të dukshëm dhe shumë ekipe të avokatëve të tjerë nga ylli ftuar fundit është këto ditë Ricardo Salgado, përveç Copy Express se një zemër filantropik vosotros postuar për të mbajtur ngrohtë nga të ftohtit (dhe nuk ka!) …

    Këtu është një shtet i ri të luajnë, kështu. Në përfundim, të dy ose tre muaj deri në aktakuzë, edhe avokatët e ish kryeministrit duket tani jeton në hënë. Dhe pse? Sepse në qoftë se alhearam e realitetit, dhe ata e bëri atë me qëllim? Ose sepse ata jetojnë në komoditetin e një botë me fantazi, dhe klienti i tij Jose Socrates ishin të infektuar? A është kjo për aftësinë e politike-media lexuar dosjen, ne kemi marrë shfaqje më parë, duket se bumped në një mur si unë dhe të tjera të pjekur parashikuar kur habitur vëzhguar punën e gabuar e ndjekur nga mbi personat Jose Socrates pas herë Évora. Dhe kështu kjo është mundësi për të thënë se, nuk ka, pothuajse asgjë nuk merr përparësi e tezës themelore bashkëkohës në mbrojtje të Hoze Sokrates Valupi shtrirë aq sa ai mund, dhe hera e fundit që kam përdorur ato bërë shërbim për asgjë. Teza bashkëkohës themelore, ne do të thotë, jo varfërisë, e një skenë të tillë të “miqve” se asgjë nuk merr përparësi dhe ende hallucinates disa këtu në aspirina B. di tjetri, të shpjegojë atë për mua për ne: një, vjen sot pasi ajo u zhvendos në kohë tezën e fuqishme në pasoja të paparashikueshme për PS dhe institucioneve demokratike portugeze në atë bashkësi të parë një ish-kryeministri i ulur në bankën e të akuzuarve (?); dy, dhe në mënyrë të barabartë, u zhduk dinamikën e turneut ungjillore në kërkim të militantëve të humbur që ish-kryeministri lexohen rreth librit-pirat mbi karizmën dyshuar … saj! dhe asgjë subjekti është i njohur, dhe leximi qartë është se ajo nuk është një dështim i thjeshtë editorial, por një lloj nekrologji-pirat të vjetrin. Guilts vetë në pjesën e parë, gabimet shumë në të dytë … arsyet janë të thjeshta. Dhe pastaj të kërkojë më do, dhe persona politik është i dënuar apo nuk pritet që këto pasoja të paparashikuara (?) Bëhet më e dukshme? Jo dhe jo, i dashur, për shkak se një natyrë mega paraprake të thotë se ajo do të hapë linja të reja të kërkimit, por edhe për shkak se partitë do të shfaqë burimeve duke përdorur gjithnjë derisa vdekja të na ndajë.

  4. Jorjio
    23 HUNVARI 2017 E 13:05
    Yes huys haytnelov, vor FONTANELLE andznagiry Valupi yet p’k’unut’yun aveli vagh zhamanaknerits’ (kan, ovk’yer karotum ouch khndrin!) Yev vor bats’umits’ heto kusakts’ut’yan geghets’ik ashkhatank’i Fernando Medina haght’anaki Lisabonum vorpes arel Cunhal sôtor, kgtni aystegh mek aspirin B meknut’yuny «hetak’rk’ir» masin mankamtut’yan Khose Sokratesi pashtpanakan rrazmavarut’yan irakanum shoki motenum: Nepia, aydpisi irakan «Bulling» Nepia: Nepia-Nepia, yev aveli Nepia zargats’umneri hetak’nnut’yan patgamavori, voronk’ khangets’nen mega datavarut’yan zhamanak, vory klini nshanavor ambastanyalnery yev shat ayl iravabanner t’imer yen verjin hyury astghi ays orerin Rrikardo Salgado, i lrumn Express patchen, vor mi baregortsakan sirty vosotros p’akts’vats pahel tak’ e sarry (yev ayntegh!) …

    Aha mi nor petut’yun khaghi, aynpes vor. Yezrap’akelov, vor yerku kam yerek’ amis meghadrank’i, nuynisk p’astabannery nakhkin varch’apeti, kartses ayzhm aprum e lusni. Yev inch’u? Vorovhetev, yet’ye alhearam irakanut’yany, yev nrank’ arel e ayn npatakov: Kam, k’ani vor nrank’ aprum yen harmaravetut’yuny mi Fantasy ashkharhum, yev ir pashtpanyaly Zhoze Sokratesy varakvel: Ayn e, vor karoghut’yany k’aghak’akan-neri kardum fayly, menk’ stats’yel ts’uyts’ e talis nakhkinum, t’vum e, t’ye bumped mej patin indz nman yev ayl hasun kankhatesets’, yerb zarmats’ats hetevel e skhal katarumy, vorin hajordum e persona Zhoze Sokratesy heto Évora zhamanaknerum: Yev ayspes, da hnaravorut’yun e asel, vor, voch’, gret’ye voch’inch’ ch’i verts’num ogtvel himnarar tarekits’n t’yezi pashtpanut’yan Zhoze Sokratesy ayn Valupi dzgvel, k’ani derr na karogh e, isk verjin angam yes ogtagortsel drank’ arel tsarrayut’yuny voch’inch’. tarekits’n himnarar t’yezy, menk’ nkati unenk’, voch’ t’ye aghk’atut’yun nman tesaranits’ «ynkerneri», vor voch’inch’ ch’i verts’num e ogtvel, yev derr hallucinates vomank’ aystegh aspirini B-gitenk’, isk myusy, bats’atrel ayn indz hamar, mez `mek e, galis e aysor k’ani vor teghap’vokhvel zhamanak hzor t’yezy vra ankankhateseli hetevank’neri hamar PS yev Portugaliayi zhoghovrdavarakan hastatut’yunneri ayd hamaynk’um ditelu nakhkin varch’apet nstats at’vorrin (?) yerku, yev havasarapes, anhetats’av dinamikan avetaranakan shrjagayut’yan voronman zinyalneri korts’rel, vor nakhkin varch’apet rehearsed shurj grk’i tsovahen aveli yent’adryal kharizmayin … nran. yev yent’aka voch’inch’ haytni e, yev aknhayt e ynt’yerts’umy, vor da voch’ mi parz khmbagrakan dzakhoghumy, bayts’ mi tesak mahakhosakany-tsovahen ink’n iren: Guilts patkanum e arrajin, hents’ skhalner yerkrordy … patcharrnery parz yen: Yev apa harts’nel indz, yev k’aghak’akan Persona datapartvel kam ch’i aknkalvum, vor ayd ch’nakhatesvats hetevank’nery (?) Aveli aknhayt e darrnum: Voch’, yev voch’, sirelis, k’ani vor mega-datavarut’yuny bnut’yuny nshanakum e, vor ayn kbats’vi nor gtser hetazotut’yunneri, inch’pes naev ayn patcharrov, vor koghmery petk’ e ts’uts’adrel rresursy ogtagortselu haverzh minch’yev mahy kbazhani mez.

  5. Giorgio
    23 OF JANUARY 2017 TO 13:05
    Nganginethemba lokuthi i-fontanelle of Valupi emuva le bombast of ezikhathini zangaphambi (lapho abaphuthelwe ngalimala Ouch!) Futhi emva party okuqala umsebenti lomuhle of Fernando Medina yanqoba eLisbon njengoba kungaba njalo Cunhal sôtor, kwakuyodingeka uthole lapha kwelinye aspirin B incazelo “ezithakazelisayo” mayelana infantilization isu José Sócrates okuziphendulela Reality Shock lusondela. Nepia, kuleso “bulling” real Nepia. Nepia-Nepia, nokuningi Nepia intuthuko uphenyo ILUNGU LEPHALAMENDE eziyoholela a mega-kwecala lapho kuyoba abamangalelwa okuphawulekayo eziningi nezinye abameli amaqembu kusuka star isivakashi lokugcina kulezi zinsuku Ricardo Salgado, ngaphezu the Express Kopisha ukuthi inhliziyo lapho bengasiza vosotros posted amakhaza ukuze zifudumale ngenxa yamakhaza (nalaphaya!) …

    Nasi isimo esisha play, kanjalo. Ekuphetheni, ezinyangeni ezimbili noma ezintathu ukuze icala, ngisho abameli owayengumpetha PM kubonakale manje abahlala enyangeni. Futhi kungani? Ngoba uma alhearam engokoqobo, futhi wenza ngamabomu? Noma yokuthi baphila induduzo ezweni lamaphupho, futhi ikhasimende lakhe uJose uSocrates zazinayo? Ingabe lokho ikhono yezombusazwe-media ukufunda ifayela, sifika imibukiso ngaphambili, kubonakala sengathi ibuyiswe zibe udonga onjengami kanye nezinye ivuthwe ababikezela lapho wamangaza ngilugcinile ukusebenza eyiphutha lilandelwa ngelithi umlingisi Jose uSocrates emva izikhathi Evora. Futhi ngakho lokhu ithuba sithi, akukho, cishe lutho asizakale eliyisisekelo mqondo coeval evikela José Sócrates the Valupi welulela kuze kufike ayengakwenza, futhi okokugcina Ngangivame kubo benza inkonzo for lutho. mqondo coeval ayisisekelo, sisho, hhayi indigence a scene enjalo of “abangane” lutho asizakale futhi namanje hallucinates abanye lapha e-aspirin B. wazi ezinye, uchaze kimi ngathi: one, kuza namuhla njengoba washukumisa ngesikhathi mqondo elinamandla ngemiphumela esishintshashintshayo for the PS kanye tikhungo tentsandvo yelinyenti isiPutukezi ukuthi umphakathi ubukele bangaphambili PM ehlezi enkantolo (?); ezimbili, futhi ngokulinganayo, yanyamalala Dynamics tour labavangeli search amabutho elahlekile lowo owayengumengameli PM alandwa emhlabeni ncwadi-pirate phezu engasenathonya zokuthi wakhwabanisa … wakhe! futhi lutho ndaba, eyaziwa kufundwe osobala wukuthi kuba isehluleki elula wokuhlela kodwa uhlobo umlandvomufi-pirate phezu uqobo. Guilts siqu kuqala, kakhulu amaphutha in the yesibili … the Izizathu zisobala. Bese ubuza kimi tando umlingisi ezombusazwe ebekwa noma cha kulindeleke ukuthi le miphumela esingalindelekile (?) Yibani sobala ngokwengeziwe? Ayikho futhi akukho, othandekayo, ngoba ziwuhlobo mega-kwecala lisikisela ukuthi kuyoba ukuvula imigqa emisha yocwaningo, nangenxa yokuthi kuze kube amaqembu izoba resource usebenzisa phakade kuze kube sekufeni uzasenzela ingxenye

  6. Giorgio
    23 ianvars 2017 13:05
    me im imedit’, rom FONTANELLE of Valupi ukan bombast adre jer (ik’ vints’ menatreba ouch ouch!) da rom mas shemdeg, rats’ gakhsnis partiis lamazi mushaobis Fernando Medina gamarjveba lisabonshi rom Cunhal sôtor, rom ipovos ak’ ert’ aspirini B interpretats’ia “saintereso” shesakheb infantilization khose Sócrates t’avdats’vis strategia realoba Shock akhlovdeba. Nepia, aset’i realuri “Bulling” Nepia. Nepia-Nepia da skhva Nepia ganvit’arebul movlenebze gamodzieba deputati, romelits’ migviqvans mega sasamart’lo prots’esi, romelits’ shesamch’nevi ik’neba braldebult’a da bevri skhva advokatebi gundi bolo stumris varskvlavi am dgheebshi Ricardo Salgado, garda imisa, rom Express asli, sak’velmok’medo gulis vosotros gamok’veqnda shenarch’uneba t’bili ts’ivi (da arsebobs!) …

    ak’ aris akhali sakhelmtsip’o piesa, ase. daskvnis sakhit’, ori an sami t’vis ganmavlobashi, sabraldebo daskvna, t’undats’ advokatebi qop’ili premier-ministri, rogorts’ ch’ans, akhla ts’khovrobs mt’vareze. da ratom? imitom, rom t’u alhearam realobas, da mat’ es gaaket’es miznit’? an imitom, rom isini ts’khovroben komp’orts p’antaziis samqaros, da mis klients khose sokrates dainp’its’irda? is aris, rom unari politikur-media p’ailis tsakit’khvis, mivighet’ shouebi adre, rogorts’ ch’ans, daejakhnen kedeli, rogorts’ me da skhva sek’sualur tsinastsarmetqvelebs, rodesats’ gaognebulia dap’ik’sirda mts’dari tsarmodgena mohqva persona khose sokrates shemdeg Evora jer. ase rom, es aris shesadzlebloba, rom, arsebobs, t’it’k’mis arap’eri ighebs upiratesoba p’undamenturi t’anatoli nashromis dats’vis José Sócrates Valupi gadachimuli ramdenadats’ sheedzlo, da bolo dros me mat’ gaaket’es momsakhureba arap’eri. ai dzirit’adi t’ezisi, iguliskhmeba, ar gachirvebam aset’i sts’ena “megobrebi”, rom arap’eri ighebs upiratesoba da maints’ hallucinates zogiert’i ak’ aspirini B. vits’it’, skhva, amas ch’emt’vis ch’vent’vis ert’i, modis dghes rogorts’ is gadavida dros dzlieri disertats’ia araprognozirebadi shedegebi, PS da portugaliis demokratiuli institutebis, rom sazogadoebis uqurot’ qop’ili premier ijda dock (?); ori da t’anabrad, gak’ra dinamika evangelur turi dzieba boevikebis dakarga, rom qop’ili premier-qo garshemo tsignaki mekobre savaraudo k’arizma … misi! da sat’auri ar aris ts’nobili, da ashkara mosmenit’ aris, rom es ar aris martivi saredak’ts’io marts’khi, magram ert’gvari nekrologi mekobre t’avze. Guilts p’lobs pirveli, dzalian kharvezi meore … mizezebi martivia. da mashin mkit’khavt’, da politikuri persona aris braldebuli an mosalodneli ar aris, rom es gaut’valistsinebeli shedegebis (?) kidev up’ro ts’khadi gakhda? ar da ara, dzvirp’aso, imitom, rom mega sasamart’lo buneba guliskhmobs imas, rom igi gaikhsneba akhal kvlevit’i, da aseve imis gamo, rom partiebi ik’neba resursis gamoqenebit’ samudamod, sanam sikvdili gavaket’ot’ us natsili

  7. giorgio
    23 jannewaris 2017 TO 13:05
    Ik wie hope dat it Fontanelle fan Valupi werom de bombast fan earder tiden (dêr dy’t Miss ouch Ouch!) En dat nei de iepening partij fan it prachtige wurk fan Fernando Medina nei oerwinning yn Lissabon as soe de Cunhal sôtor, soe fine hjir yn ien aspirin B ynterpretaasje “nijsgjirrich” oer it infantilization fan José Sócrates definsje strategy yn Reality Shock tichterby. Nepia, op sokke echte “bulling” Nepia. Nepia-Nepia, en mear Nepia op ûntwikkelings yn it ûndersyk fan MP dat sil liede ta in mega-terjochtsitting dêr’t sil wêze notabele fertochten en in protte oare abbekaten ploegen út de lêste gast stjer is dizze dagen Ricardo Salgado, neist de Express Kopiearje dat in filantropyske hert vosotros posted te hâlden waarm út ‘e kjeld (en dêr!) …

    Hjir is in nije steat spyljen, sa. Yn konklúzje, de twa of trije moanne nei oanklacht, sels de juristen fan de eardere PM lykje no libbet op ‘e moanne. En wêrom? Want as alhearam fan realiteit, en hja diene it op doel? Of omdat sy wenje yn it komfort fan in fantasy wrâld, en syn kliïnt Jose Sokrates waarden besmetten? Is dat foar it fermogen fan de polityk-media lêzen fan de triem, wy krigen shows earder, liket it derop dat ferhege yn in muorre as my en oare folwoeksen foarsein doe’t fernuvere observearre de falsch prestaasjes folge troch persona Jose Sokrates nei de Evora tiden. En sa is dit de kâns om te sizzen dat, nee, hast neat fynt foardiel fan de fûnemintele coeval proefskrift yn ferdigening fan José Sócrates de Valupi stiek sa fier as er koe, en de lêste kear ik brûkte se die tsjinst foar neat. coeval fûnemintele proefskrift, bedoele wy, net de indigence fan sa’n toaniel fan “freonen”, dat neat fynt foardiel en noch hallucinates wat hjir yn aspirine B. witte de oare, ferklearje dat oan my foar ús: ien, komt hjoed as it ferhuze yn tiid de machtige proefskrift op de ûnfoarspelbere gefolgen foar de PS en it Portegeeske demokratyske ynstellings yn dy mienskip watch in eardere PM sitten yn de dock (?); twa, en like, ferdwûn de dynamyk fan evangelyske toernee yn sykje fan militanten ferlern dat eardere PM ynstudearre om it boek-piraat oer ûnderstelde charisma … har! en ûnderwerp neat bekend, en it fanselssprekkend lêzen is dat it is net in ienfâldige redaksje mislearjen mar in soarte fan memoriam-piraat oer himsels. Guilts eigen yn ‘e earste, de tige lekken yn de twadde … de reden binne ienfâldich. En dan freegje my wil, en politike persona wurdt feroardield of wurdt net ferwachte dat dizze ûnfoarsjoene gefolgen (?) Become mear dúdlik? No en nee, leave, want in mega-proses natuer hâldt yn dat it sil iepenje nije linen fan ûndersyk, en ek om’t de partijen sille feature boarne mei help fan ivich oant dea dogge ús diel.

  8. QualquerUm, olha, como vão esses ossos também?
    Acordaste agora, noites loucas?

    Eric
    24 DE OUTUBRO DE 2016 ÀS 14:08
    QualquerUm não quero ser mauzão mas como um nick desses com que te apresentas à sociedade portuguesa até parece que és um/a que anda por ali no Conde Redondo à noitinha (nada contra, esclareço!), Ignatz vai estudar e, vá-se lá saber porquê, regressa o jpferra que ainda respira e a quem digo vai bulir.
    Eric
    24 DE OUTUBRO DE 2016 ÀS 14:17
    … Conde DE Redondo, em homenagem às equipas do António Costa e do Fernando Medina na CML e para prestar justiça aos olisipógrafos.

  9. Érica
    35 DE OUTUBRO DE 2021 ÀS 54:08
    Picar a cebola e levar a refogar numa caçarola juntamente com o azeite, o louro, o sal e a pimenta.
    Acrescentar as beldroegas arranjadas e lavadas e refogar mais um pouco.
    Juntar água , as batatas às rodelas e deixar cozer.

    Entretanto cortar o pão em fatias finas para uma tigela grande.

    Quando as batatas estiverem cozidas, verificar se o caldo é suficiente para a sopa, se achar pouco juntar mais um pouco de água, deitar os ovos e deixar escalfar.

    Deitar o caldo, as batatas, e as beldroegas por cima do pão, e servir com os ovos escalfados e o queijo de cabra em lascas.
    Érica
    72 DE SETUBRO DE 2066 ÀS 34:17
    Bata os ovos com o açúcar na batedeira até ficar uma creme branco e firme (cerca de 7 minutos). Misture delicadamente, o achocolatado e a farinha peneirada. Coloque na forma untada com manteiga (gosto de colocar papel manteiga no fundo para ajudar a desenformar depois). Leve para assar no forno pré aquecido (180º), por cerca de 10 minutos ou até dourar. Espere que arrefeça completamente antes de colocar o recheio.
    Recheio:
    Misture todos os ingredientes em um panela. Leve ao lume médio, e deixe cozinhar por cerca de 10 minutos ou até engrossar e ficar bem homogêneo. Espere esfriar alguns minutinhos (não precisa de arrefecer completamente). Vire o recheio sobre a massa e leve a tarte para o frio por cerca de 8 horas.

  10. erica
    35 HOKTEMBERI 2021 54:08
    Aghal sokh, yev berum e yep’ gal mi kat’sa het, dzit’aptghi yughov, dap’nu terev, agh yev pghpegh:
    Avelats’nel lvats’ven yev kazmakerpel purslane yev saute mi k’ich’ aveli yerkar.
    Avelats’nel jur, kartofil shert yev yep’yel:

    Minch’derr ktrets’ hats’y barak shert mej mi mets amani.

    Yerb kartofil yen yep’um, stugel, ​​yet’ye fondayin bavakan e baregortsakan chasharannerum, yet’ye duk’ zgum k’ich’ aveli mianal jur, lts’nel the eggs yev t’vogh vorsordut’yamb zbaghvel:

    Lts’nel arganaki, kartofil, yev purslane nkatmamb hats’i yev tsarrayum e kchepi jri mej yep’ats dzu yev aytsi panri ch’ipser.
    erica
    HAYASTANI SETUBRO OF 72 2066 34:17
    Beat the eggs het shak’ari mi mixer minch’yev duk’ unek’ mi yughali spitak yev amur (mot 7 rope): Kharrnel nrboren, shokolade kat’ yev alyur: Tegh e greased het, karagi (yem dnum magaghat’ya t’ght’i vra nerk’yevits’ ognel unmold ush): T’khel preheated jerrots’um (180 astichan) mot 10 rope, kam minch’yev voske darch’naguyn. Spasek’, vor t’uyn amboghjut’yamb minch’yev teghabashkhman t’rrel:
    lts’num:
    Kharrnel bolor baghadrich’nery mi kat’sa. Berel mijin jermut’yan, yev yep’yel mot 10 rope, kam minch’yev thickened yev hart’ tesk’ lav. T’vogh t’uyn mi k’ani minutinhos (karik’ ch’ka Herik’ e amboghjut’yamb): Anjaten lrats’nelu e khmor yev berel karkandaky Herik’ e mot 8 zham

  11. Ignatz, olhe aqui, não é só no gosto requintado com a água que bebo, modéstia à parte, mas deixe-me dizer aos milhares de amigos que sei que tenho no Aspirina B que as minhas relações com Itália já vêm de trás. Olhe, olhe só, olhe o que eu descobri enquanto estava aqui a escrever mais um capítulo do meu próximo livro sobre o carisma de alguns poucos líderes mundiais. Vou chamar-lhe o Don Profano, que tal?

    http://c8.alamy.com/comp/FFX1R9/italys-premier-silvio-berlusconi-r-shakes-hands-with-his-portugal-FFX1R9.jpg

  12. Caríssimos senhores, falais já de “balde e esfregão”, “bandalheira”, porém, nota-se um acúmulo de ignorância do saber, típica de um certo patamar que ceifa o bolso daqueles que, de facto, trabalham e trazem património tributável ao país.

    O “aeiou” dá conta ” do canastro (des)inteletual” de alguns, que sem fundo vão-se ajeitando como se de “domésticas” se tratasse. Por isso, figuras como Mr. Trump são essenciais, não se esgotam com a mediocridade social, combatem-na sozinho, de forma brilhante, sem igual. Um pontapé no que os “tipos” sociais e políticos estão habituados.

  13. a paulette sólava o cu com san pellegrino por ser brilhante, desprovida de qualquer odor, com bolhas densas, consistentes e em abundância. a impressão imediata no traseiro é de muita frescura, seguido de uma acidez moderada que estimula a salivação, enquanto o elevado conteúdo mineral deixa um final agradável e persistente.

    san pellegrino é uma água muito versátil que poderá acompanhar uma grande variedade de panascas tendo estrutura para resistir a mangalhos bué de generosos. deve ser servida a 7ºC. à venda no continente mais perto de si, preço: € 1,85 /lt, cada bidé de 3 lt sai por € 5,55.

    https://www.continente.pt/stores/continente/pt-pt/public/Pages/ProductDetail.aspx?ProductId=4202464(eCsf_RetekProductCatalog_MegastoreContinenteOnline_Continente)

  14. Porra, ó éstrampa, não digas isso das coisas jeitosas do aeiou e por favor (!!) não o elogies senão o tipo fica marcado para sempre.

    Valupi, emprestas-me outra vez a esfregona do Lucas Galuxo?
    E, olha, achas que a cena marada do canastro e não sei quê pode apagar-se antes que o aeiou saiba?

    Responde ASAP, please.

  15. Caríssimo que se me dirige, encontro-me num processo de avaliação. Parece-me que o estimado” aeiou” tem ventilado contra a esterilidade do ignatizices e seus vómitos verbais. Prometo uma avaliação imparcial, digna e sem influências de produtos genéricos.

  16. QualquerUm, qual é o problema? Que achas que estes comentários estão a impedir?

    Qualquer um pode escrever o que quiser, mesmo o maior disparate que for capaz de inventar. Só não pode é vir defender o nazismo, o racismo e violências desse calibre. Tal como não se pode violar a privacidade de terceiros. O resto, só serve mesmo para abandalhar. E se, numa incrível sorte, esse abandalhamento gerar coisa que valha a pena ler, e pensar e guardar com proveito, então algo tangente ao impossível terá acontecido.

    Isto é um blogue, um local mais mal frequentado do que a maioria das tascas.

  17. O “aeiou” é o gajo que limpa o pó aos processos que o Teixeira guarda na garagem, e que nas horas vagas viola o segredo de justiça para “completar o ordenado”, porque tal como um certo juiz “ganha mal e não tem amigos ….coisa e tal”.
    Ainda por cima o gajo tem asma, e está sempre cheio de gogo e a chiar. Temos que lhe dar um desconto.

  18. A bandalheira é uma estratégia para ver se conseguem afastar a clientela ao Valupi.
    Cuidado com os analfabetos que vêm para aqui com o “aeiou”.

  19. Não tenho grande impressão desse ” gestor bancário ” e não vejo qual o motivo ou o interesse de o conectar ao político em cena .
    Costa fez muito, mas muito bem, em se ter demarcado do ” socialismo caviar ” ( Soares e C.ª )
    ” socialismo negro ( Sócrates e Comandita ) e enfim, do ” socialismo inócuo ” ou (in)Seguro .
    E fê-lo com muita categoria, há que dizê-lo .
    O ” gestor bancário ” em apreço diz que não pode revelar os nomes dos grandes caloteiros por causa do sigilo bancário.
    Então, pergunto eu, como pode a entidade resgatadora ( o Estado, todos nós contribuintes ) fiscalizar e aquilatar se as imparidades são reais ou nao ? Podem ser inventadas .
    Deve ser por igual motivo de sigilo, que o Banco não me mostra a guia de entrega nos cofres do Estado, do imposto que me cobra, sobre os juros dos depósitos bancários a prazo . E tem a cobertura do Estado, porque o governo não vê vantagem nenhuma em que os depositantes fiscalizem as entidades que lhe retêm imposto ( por conta e ordem do Estado ) . Fiscalizar, só as facturas dos comerciantes . Bancos é outra coisa, gente fina .
    Foi noticiado que Costa quer retirar da factura da Electricidade a cobrança da Taxa do Áudio-Visual . A EDP já comunicou o desacordo e que lhe desagrada a ideia . Porque será ? …

  20. “Só não pode é vir defender o nazismo, o racismo e violências desse calibre.”
    O que não tem faltado são intervenções racistas no blogue.

    Jasmin, qual clientela ? A clientela do blogue já são os que criticas. Downgrade.

  21. Amável Bobo, estás mesmo a defender que o sigilo bancário é o que impede as autoridades de apanharem os criminosos que topas à distância (ou que conheces de ginjeira, sei lá eu)? Se sim, larga o vinho.

  22. Valupi, já as indiquei , quando foi caso disso, se não achas-te racista na altura eu também não vou à procura.

  23. 1 – não faria sentido o oliveira dizer que foi presidente duma cena onde se praticava compadrio, aldrabice e incompetência.
    2 – os bancos são juiz em causa própria e nunca são responsáveis por nada, é tudo culpa do cliente ignorante que não lê ou sabe interpretar as letras pequenas.
    3 – se um banco for à falência não paga a ninguém. ao zé cliente falido ficam-lhe com a casa, carro, conta bancária e ainda fica a descontar na reforma até atar a bota. se for sociedade anónima pode falir à vontade e abrir ao lado com novo nome.
    4 – as crises económicas mundiais servem para estas coisas, limpar o passivo acumulado à custa do contribuinte.
    5 – o azar do oliveira casca e do rendeiro foi terem falido antes do tempo.
    6 – o bcp faliu duas vezes nos últimos 10 anos e ninguém deu por nada, o bpi está falido há bués e ninguém nota, ambas presidencias fazem broches aos governos para não se falar nisso.
    7 – o bes faliu porque o passarolas foi na conversa do primo bom que queria foder o primo mau.
    8 – o banif faliu porque já estava falido quando nasceu.
    9 – o montepio está falido há bués e ninguém pia.
    10 – da caixa agrícola nem é bom falar.
    11 – porque é que a caixa geral de depósitos haveria de ser diferente dos anteriores bancos, sendo sua fiadora e credora de empréstimo?

  24. “Joe Strummer, dá um exemplo, ou os que quiseres, dessas intervenções racistas, please.”

    não é nada comigo, mas tanto cinismo arrepia. se os comentários dos acérrimos defendores do trump, putin e xenofobias de outros tantos não são manifestações de racismo, propaganda à violência e contra os direitos humanos, são o quê? podes sempre alegar que é só conversa inconsequente e que as enaparvoíces, as alarvices do capacho e a diarreia da arrastadeira que comenta a várias mãos são liberdade de expressão, mas faz o favor de não nos chamares parvos. por mim não me fazem grande diferença e às vezes até me divirto a chatear os grunhos, o único incómodo fazer scroll dos lençóis, por vezes repetidos, de copy pasta da imprensa manhólas. de resto tudo numa nice.

  25. Nem mais ignatz.
    Não é divagação nenhuma, é só a constatação da normalização de um certo tipo de lixo e discurso xenofobo aqui no blog. Faz o que julgares melhor mas isto é inegável, e uma espécie de playground da extrema direita.

  26. “Aeiou”, os meus cumprimentos. Vejo que goza de especial repúdio por parte de um certo desarticulado inteletual, eventualmente porque os visa ensinar pelo começo – as vogais.Continue. O país precisa de ser ensinado. Aplique-se a doutrina de Mr. Trump ….a inteligência manda, e vence sobre a democracia dos “catarinos” e “costalhas de s. bento”.

  27. Joe Strummer, por “playground da extrema direita” estás a referir-te, no máximo, a 3 taralhoucos a escrevinharem bacoradas em caixas de comentários num blogue perdido no cu da Internet.

    Tem juízo.

  28. Boa, Ignatz. Quem recusa uma candidata presidencial que, depois de se congratular com o assassínio dos estadistas que asseguravam a estabilidade das fronteiras da Europa, anuncia a intenção de iniciar uma Terceira Guerra Mundial é racista, xenófobo, contra os direitos humanos e propagandeia a violência. Então quem a apoia é o quê?

  29. Não, o sigilo, nas suas várias declinações, seja profissional, bancário, etc., não serve para proteger, e, logo, por inerência, esconder, pelo contrário, está ao serviço da transparência … hehehe .
    Esta, por seu turno, tanto revela a magnitude do crime, do escândalo, da bandalheira, como, concomitantemente, e muitas das vezes, a incapacidade ou a falta de vontade para o reprimir ( quando existe lei para o efeito, e, simultaneamente, o infractor, é pessoa de topo ), logo, o que a transparência tende maioritariamente a reflectir é a impunidade, ( pelo que fica aqui e assim demonstrada a sua tese de que o sigilo não impede que as autoridades apanhem os criminosos. Aliás é uma desnecessária duplicação, já estão protegidos pela dupla legal Transparência & Impunidade, Sociedade Pública de Irresponsabilidade Ilimitada ) .

    E agora vou fazer uma Fundição de Inutilidade Pública e Pessoa Colectiva com fins Despesistas .

  30. «E se, numa incrível sorte [apesar da construção manhosa de que me penitencio, o sortilégio a que me referia é obviamente o meu! n.d.r.], esse abandalhamento gerar coisa que valha a pena ler, e pensar e guardar com proveito, então algo tangente ao impossível terá acontecido.», muito bem!

    Valupi, penso que clarifiquei uma elucidativa passagem de um comentário. Li também o que disseram os teus hóspedes mais aflitos (Jasmim e restante troupe, que prazer!) mas quero, sinceramente, agradecer o teu comentário pela parte que me toca.

    Entretanto, deixo algo para ocupar o espaço livre nas cabecinhas da troupe:
    «Vinde a mim todos os que estais cansados sob o peso do vosso fardo e vos darei descanso. Tomai sobre vós o meu jugo e aprendei de mim, porque sou manso e humilde de coração, e encontrareis densanso para vossas almas, pois meu jugo é suave e meu fardo é leve.»
    Mateus, 11, 28-30.

  31. Amável Bobo, grassa aí grossa confusão, a que talvez não seja alhei(r)a a hora pós-almoço a que estás a teclar.

    Donde, repito a pergunta: achas mesmo que o sigilo bancário impede as autoridades de investigarem o que quiserem, a quem quiserem e quando quiserem? Se sim, há quanto tempo não vens a Portugal?

  32. Quando o desarranjo inteletual começa, nada o pára. Ou se integra a “troupe do disparate” ou se é do “contra”. Um pouco como os apoiantes da “hellary” clinton, vulgo, Crooked Hillary, uma mentirosa incomensurável, diabólicamente burra, desavergonhada, que recorre à divisão para ter poder. Mr. Trump, se invejado era, mais invejado ficou. Afastou a vergonha política, ganhou sem o apoio da política carreirista, all by himself. Quem estrebucha? A esquerda maluca, desorientada, que ficou com a foice partida. Como ceifar agora na seara dos que geram rendimento? Preocupante para os que se entreteem a qualificar os que geram o sustento dos parasitas da esquerda.

  33. Boa! Passas de uma questão de principio para uma questão de grau à pala de uma adjetivação. Fucking brilliant.

  34. 1. LOL O Lucas Galuxo lava escadas e não dizia nada? Qual é o teu raio de acção, pá?

    2. Igantz, as ignatizices e seus vómitos verbais é contigo? LOL

    3. QualquerUm, de volta à vida nocturna?

    4. jpferra, acordaste zangado do ó-ó? 16:40, ai-ai, olha que amanhã tens trabalhos manuais logo a abrir…

    5. Jasmim, podes explicar melhor no que se materealiza essa cena de «afastar a clientela ao Valupi», sexo drogas & rock’n’roll?

    6. E afinal quem é o éstrampa? Queres abrir um inquérito nos bacanos do MP, Valupi?

  35. Vá lá, se estas no (de)grau e porque admitiste a quebra do princípio. Para exemplos basta leres por ai abaixo.

  36. “ABC”, os meus cumprimentos. Desculpará, o nick é dolosamente “soistrampa”, e não “éstrampa”, com o mesmo propósito do “ABC” de V. Ex.ª.

    Falais em inquérito? Cuide-se, cuide-se, pois a TVI, pode mandar estes comentários ao MP e lá se despoleta mais outra “operação” e, ainda, nos ligam com o cálculo “certeiro” da PJ a alguma dessas outras “operações” em que os alegados corrompidos foram “desviados” pelo Sr. Paulo Lalanda e Castro. Acresça-lhe a “investigação mentirosa” do correio da manhã, com os ares sérios das suas (es) caras televisivas e ainda nos tomam como milionários e residentes invisíveis no Heron.

  37. éstrampa, vá que eu hoje sinto-me imbuído pelo espírito dos racistas portugueses que andaram pela estranja numa alegada missão civilizadora a ensinar os indígenas a usarem faca e garfo: essa tal “despoleta” não existe, pois a sua origem está numa pequenina mas importante peça da armaria chamada… espoleta. Logo, será espoletar.

    Segunda lição de hoje, free.

  38. Joe Strummer, não estás a falar de nada objectivo, só da tua opinião cujos fundamentos não expões concretamente. Onde é que está esse “racismo” falado para além de na tua memória, interpretação ou imaginação?

  39. “AEIOU”, lição? Devolvo-lha, que não lha pedi. Eu gosto de uma língua elástica, que se estica, renova e dinamiza. O que seria do “carar…” se tivesse ficado pelo castigo. Portanto, é “despoleta”.

    Cumprimentos.

  40. eu tamém gosto muito de língua da sogra ao lanche e pastilha elástica para calafetar os buracos de fechadura, mas sobre dispunhetas não tenho conhecimentos científicos para me pronúnciar sobre a matéria.

  41. Depende do que entende por autoridades .
    Os deputados da comissão que estava a ouvir o Farinha de viram negada, em nome do sigilo bancário, a divulgação do nome dos maiores caloteiros da Caixa General dos Despropósitos.
    Há dados que podem ser fornecidos a certas autoridades, mediante ordem de um Juiz . Mas todas essas autoridades, e inclusivamente os juizes no exercício das suas funções também, se pronunciam sempre, sobre factos passados, ou seja, retroactivamente, depois de o facto, o evento, ou a cagada bancária, terem sucedido . Daí o drama . Se existisse transparência, o banco público poderia perfeitamente publicar periodicamente, uma lista dos montantes avultados, acima de um certo valor, concedidos à Família Aleluia que estou salvo, ao Conde Puppo, e à Fabrica Cacos de Hóstias do Instituto Monsenhor Airosa . Argumentar-se-ia que tal constituitiria devassa da vida privada – e eu presumo que Você é contra a devassidão, -portanto não concorda . Mas, sabe, eu ainda sou do tempo em que as autoridades detinham o poder, assente em três pilares, prevenção, fiscalização, e repressão. Mas a prevenção, pode revestir uma modalidade de bufaria – e sei que também abomina a bufaria . Logo, resta- lhe o consolação da realidade vigente, que gira ao redor de, transparência para tudo saber, e sigilo para tudo ocultar . É o que temos .
    Também ainda sou do tempo, em que para dar um mergulho no mar, primeiro era preciso afastar os cagalhões a boiar na água. Todos esses direitos adquiridos, nos foram retirados logo após o 25 de Abril . E isto, em particular, é muito triste .

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.