11 thoughts on “Façam lá as pazes, sejam amiguinhos”

  1. Tem calma, Val, que ainda há muias empresas públicas para democratizar, à moda da supensão da democracia por seis meses ou seis anos.
    Nem me chega a surpreender o apoio, primeiro explicitamente activo e agora conformado, do PCP e do BE a esta fantástica, abrupta e completa democratização, marcando o fim do regime de Abril.
    AH grandes esquerdalhos! Continuem a insistir, enquanto o país se afunda na democratização cavaquista, que PS e Direita são iguais. Agora os portugueses vão perceber e separar as águas. Também os gráficos e as estatísticas vão demonstrar quanto os jerónimos e os louçãs os ludibriaram.
    BE e PCP queriam “salvar” a sua existência e acabaram por cavar a sua sepultura. E não só.
    Quem sabe se, ao fim deste inverno, não vai despontar uma primavera inesperada.

  2. já não dá para misturar leite na água, mas ainda vai a tempo das renas eléctricas ou qualquer coisa que dê direito a hemodiálise, malgré l’incontinence et le droit à la connerie.

  3. Mais uma síntese brilhante!

    Já agora, alguém gastou tempo a ver o programa Contracorrente, moderado pela Ana Lourenço, ontem à noite na sic-n? Que me dizem? É que eu fiquei pasmada, mas adimito que seja de mim.

  4. Prá Dra: !!!?%#/zás***??%%=Pum!/@«KKK»-fffffxxx\\!*xw&caralhoxzzz!!!??&&$$foda-se&$#!!mkçbruxa$$!!€€//çç!!?!

  5. Realmente, já é tempo de fazerem as pazes. A senhora não tem um currículo inferior a Catroga. Antes pelo contrário. De formas que já começa a ser um escândalo que Passos-à-retaguarda ainda não tenha encontrado um lugar confortável para a encaixar.

  6. Calma Val,
    a procissão ainda agora vai no adro, o melhor está para vir aí.
    Cara mdsol, o programa que refere está a preencher, em horário nobre, o espaço que está destinado ao teatro. Pelos vistos vai no capítulo das tragicomédias.

  7. a cabrona anúncia em directo e a cores querer matar os velhos que não têm dinheiro para pagar hemodiálise e ninguém lhe enfia um balde de mijo pelos cornos abaixo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.