É para aumentar o número destes broncos que há milhões investidos no Observador

Entretanto, isto de aparecerem testemunhas em tribunal que provam, recorrendo a factos e ao bom senso, que o Ministério Público inventou uma acusação contra Vara e Sócrates – Ex-dirigente da CGD sai em defesa de Sócrates em tribunal – não será motivo para reunir o Conselho de Estado? É que Marques Mendes, o mano Costa, a Manuela Moura Guedes e a Cofina já nos disseram tudo o que devíamos saber sobre o assunto; como, aliás, as inteligências do Observador não se cansam de repetir. E que cagada é essa do Ivo Rosa estar a querer ver uma auditoria do não sei quê, auditoria já apresentada oficialmente pela digníssima Joana Amaral Dias, antes de despachar os corruptos para juízes que saibam lidar com a escumalha socialista?

Por favor, não deixem que a integridade e coragem de um juiz atrapalhe a vingança em curso. O regime já transitou a condenação em julgado, o resto são as aborrecidas formalidades para TEDH ver.

5 thoughts on “É para aumentar o número destes broncos que há milhões investidos no Observador”

  1. ando aqui a ver umas cenas, estatísticas de crime,por causa dos guetos e encaminhamento para a delinquência . racismo bla bla bla , e imagine-se , grande sorte têm essas pessoas objecto de racismo de viverem entre nós, porque lá nos países de origem deles as hipóteses de serem despachados para o outro mundo prematuramente pela policia ou pelos concidadãos , são muito, mas muito, mais elevadas.

    https://pt.wikipedia.org/wiki/Lista_de_pa%C3%ADses_por_taxa_de_homic%C3%ADdio_intencional

    portanto, formular a hipótese de que exportam para cá a sua forma tropical conflituosa de estar no mundo perturbando a nossa temperada cultura pacifica não é assim tão descabelado.
    vou continuar a procurar mais dados, sobre outros crimes , como rapto, extorsão, corrupção , roubos e afins em África. depois dou noticias :)) :)

  2. O Observador é um nojo mas é um nojo privado. Com dono. O que evidentemente não justifica tudo mas para isso era preciso uma Alta Autoridade para a Comunicação Social a sério e todos sabemos muito bem como funciona o sector da regulação na sua grande generalidade em Portugal. De tal modo que a mim incomoda-me muito mais o nojo do José Rodrigues “Orelhas” dos Santos a abrir o telejornal na televisão pública. Só para citar o exemplo mais recente do nojo direitola da RTP, ontem abriu o telejornal aos gritos a dizer que a ADSE estava falida. Exactamente assim! Quando todos sabemos o que os privados desesperados com a nova lei de bases estão a tentar fazer nomeadamente à ADSE. A própria peça da RTP passados poucos segundos já estava a desmentir o Orelhas. Mas nada que o impeça de já amanhã fazer ainda pior. Para quando uma subscrição pública para correr com o nojo da RTP?

  3. O pasquim digital Observador é o espelho da direita que, Portugal infelizmente tem!
    Esquecendo a fogosa amazona Cristas que diz tudo e mais alguma coisa para dar nas
    vistas, atente-se nos “sound bites” do que se anuncia como maior partido da oposição,
    o Rio continua sem acertar uma, anda ao sabor dos casos maioritariamente, fabricados
    pelos seus militantes, vices e diretores, neste fim de semana um tal Almeida que já foi
    ajudante de ministro e, é político profissional há mais de 40 anos, classifica o país de
    miserável por ainda não existir uma linha da CP para Viseu mais valia estar calado!
    Ontem na RTP3 numa conversa sobre a Europa entre euro-deputados dos diversos
    partidos o representante do PSD um tal de Rodrigues que, anda Há 10 anos a “mamar”
    lá por Bruxelas na falta de argumentos voltou à velha e falsa narrativa da bancarrota
    provocada pelo PS quando as responsabilidades Históricas são do seu partido e do
    então presidente da República originário do mesmo partido que, não se apercebeu da
    situação e, nunca viu o “pequeno” abalo acontecido em 2008 e a crise financeira que
    descambou na crise das dívidas soberanas! Tudo isto quando o Governo tinha acertado
    um programa de auxílio com a Europa que dispensava o FMI … só que o PEC4 era no
    dizer deles muita austeridade!
    Ainda vai no adro a campanha para as europeias e o argumentário das direitas se vira
    para os ataques pessoais com já se viu pelo pézinhos de garrafão também conhecido
    como o prof dr Klaustrofobo Rangel que não apresenta, porque não tem, uma pequena
    ideia do que o seu partido propõe para a Europa … é um mero seguidista do PPE e,
    não menos interessante, é ver os outros papagaios pegarem na deixa!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.