Dá ideia que não se passa nada em Marte

Tenho a explicação definitiva para a falta de animação na paisagem marciana, onde não se vê ninguém, nem sequer uma carroça lá muito ao fundo ou um cão vadio a mijar nos aparelhos da nave. É esta: faz tempo que os marcianos emigraram para a Terra. Mas ainda podem ser reconhecidos pelo uso de cartolas coloridas em desafios de futebol, senhores, e calças de ganga cortada pela meia-canela, ou pouco abaixo do joelho, com botas de salto a dar pelo tornozelo, senhoras.

10 thoughts on “Dá ideia que não se passa nada em Marte”

  1. nem carros para mijar nas rodas. mas marte é lindo. não percebo porque vieram eles.
    e de facto só pode. essa moda da calçonita com botinha de ir à merda teria que ser marciana. as cartolas coloridas é que nunca vi.

  2. Então e a minha tese de que os marcianos foram todos corridos à pedrada? A arma do crime está aí à vista. As vítimas desapareceram, claro, desintegradas pela intempérie marciana. Os genocidas pisgaram-se para outro planeta, provavelmente por terem ficado sem mão-de-obra. Resta uma dificuldade: qual poderá ter sido o móbil de acto tão desmarciano?

  3. O texto peca pela falta de rigor, Valupi.
    Faltam muitas outras referências a marcianos. E alguns bem mais importantes.

  4. “Trava-se actualmente uma luta entre a terrocracia e o estilhaçamento do território mental das subjectividades identitárias (marcianas).”

    in “Marte, Hoje – o Medo de Existir”, de José Gil (está em todas)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.