Camarada, estás contra o Pacto de Agressão? Então, junta a tua voz à do camarada Carlos Carvalhas

O camarada Carlos Carvalhas convida-te a fazeres coro com ele no lamento pelo que fizeram ao lendário português que mais lutou contra os invasores estrangeiros, mas que, qual Viriato, foi traído pelos seus. Ouve esta importante mensagem, verdadeira boa nova, e que se lixe a troika, camaradas!

7 thoughts on “Camarada, estás contra o Pacto de Agressão? Então, junta a tua voz à do camarada Carlos Carvalhas”

  1. “Carlos Carvalhas admite que venha a ser necessária uma plataforma de emergência pós-eleições que reúna no governo PCP, Bloco de Esquerda, PS, independentes e outras forças.”

    por ordem de entrada em cena, os resultados das próximas legislativas devem ser, mais palmo menos palmo: pcp = 35%, bloco = 14%, ps+independentes e tremoços = 6%.

    oh carvalhas! muda de dealer, que o produto anda marado.

  2. “Carvalhas acredita que se a União Europeia tivesse cedido a José Sócrates – ao não pedir resgate – a história tinha sido outra, porque Merkel e Trichet teriam cedido e não deixariam cair Portugal.”

    faltou dizer que o pcp votou favorávelmente o pec e que o camarada sócras teve sempre o apoio do pcp, que inexplicavelmente se demitiu deixando a comunada de boca à banda.

  3. olinda estou contigo. é so arrependidos. carvalhas está sem memoria.a europa aceitou o pec 4 .os europeus de 3.classe do seu partido mais os “betinhos “do Be é que não quizeram.

  4. Sócrates não quis senão o acordo do PSD e do CDS para os seus PEC. Quando o PSD e o CDS viram que o pote estava à mão descartaram o Sócrates que depois não quis negociar com a esquerda e preferiu chamar a troika e demitir-se. A responsabilidade da entrada do PSD/CDS no governo é de Sócrates e do PS. O próprio Assis já disse que quanto a alianças convém ao PS aliar-se ao PSD e/ou ao CDS.

  5. O Carvalhas está maluco. A melhor coisa que aconteceu ao Socrates e ao PS foi o chumbo do PEC4. A tragédia era igaul ou pior. Esta hora estariamos em eleiçoes, o PS seria banido da vida politica portuguesa e o Socrates sem emprego. Vejam a situação da Espanha e da Itália, não foram intervencionados, mas a tragédia do desemprego, a revolta e a desorientação geral tomou conta das sociedades e da vida política destes países.
    Infelizmente começo a acreditar que só há soluçao para resolvermos a crise política que se avizinha, com uma grande coligação PSD/PS/CDS. Porque a crise económica, essa, não tem fim à vista.

  6. No 2 de Março não saí à rua.

    Já não tinha comprado a bandeira-do-scolari.

    No dia da raça também não ia ao Rossio.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.