6 thoughts on “Cachimbadas”

  1. Caro Valupi, acontece, nem todos vêm a boa e desinteressada alma que ainda és.
    Fica-te muito bem o espírito marialva de expor os comentários desfavoráveis.
    Uma réplica em bom estilo é necessária. Os fãs aguardam a vingança…..
    Dá notícias.

  2. assim é que é bonito pás, espírito atlético, desportivo!

    Eu não acredito que ainda venha a assistir no meu país ao regresso da frontalidade olímpica, saudável, directa. Não acredito, mas que bom que era, mesmo estando eu a caminhar para a partida sempre dá para amar à distância, com eclipse e tudo,

  3. Achei o texto deveras criativo. Continuo é sem saber o que é que a oposição tem a contrapor às políticas do governo no que diz respeito à educação. Tá bem que o sr. deputado Paulo Rangel nos remeteu para os cartazes de campanha para conhecermos as suas propostas. Também foi muito criativo. Mas eu tenho mais que fazer do que andar à procura do cartaz onde estão as propostas do PSD para a educação, e vai daí tenho de me pôr a adivinhar e, assim, apenas adivinho que os magalhães e restante tralha tecnológica são para deitar fora. Servem apenas para os meninos brincarem e, parecendo que não, os meninos dos papás achavam muito mais graça aos jogos de computador antes dos outros meninos também os jogarem. Adivinho também que a avaliação dos professores é para pôr em banho-maria, e pouco mais. Só lembrar que os profs. conseguem, por vezes, ser mais birrentos que os seus alunos, ao contrário destes, que não se manifestaram contra esta ministra, não me lembro de nenhum ministro da educação contra o qual os professores não se tenham manifestado.

  4. ramalho, sábias palavras as tuas: “nem todos vêem a boa e desinteressada alma que ainda és”.

    Quanto à vingança, nada feito. O Carlos deixou-me no tapete, não há réplica possível. É aguentar.
    __

    Carlos, o teu exercício serve-se de um texto facilmente caricaturável (até justamente caricaturável), e fizeste uma sátira bem simpática. Já te agradeci lá, agradeço aqui.

    Há ainda um ponto que quero realçar, e onde tu acertas no centro do alvo: trata-se de um exemplo de indignação cívica. Exactamente.
    __

    guida, muito bem. E é óbvio que o PSD adoraria ter o programa Magalhães no seu currículo, daí tanto ressabiamento do Pacheco e que tais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.