Bloco Central sem o PSD

Ontem, enquanto ouvia José Miguel Júdice explicar à Ana Lourenço que a estratégia do PSD passa por dizer o menos possível aos portugueses até à votação, pois ao revelar as suas ideias perde votos, ficou claro que o PS tem de se preparar para um Bloco Central sem o PSD; isto é: pedir, insistente e entusiasticamente, nova maioria.

Devem já ser dezenas de milhares os eleitores tradicionalmente votantes no PSD que não poderão, em consciência, dar o voto à desgraça política e intelectual que Ferreira Leite e seu grupo manifestam. Essas dezenas precisam de se transformar em centenas até às eleições. E garantir que o PS tenha de novo condições para continuar o que teve apenas dois anos e meio para fazer: governar para o bem comum.

3 thoughts on “Bloco Central sem o PSD”

  1. Não sei quantos eleitores tradicionalmente votantes no PSD concordam com este post, devem ser muitos. Há pouco ouvi o Moita Flores afirmar que não votará na Ferreira Leite.

  2. admitamos que não – felizmente o Nik tirou-me de um conceito que me naifava o coração de alto a baixo. Acho que amanhã vou ao mar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.