Assim que tivermos um novo Governo, sobem-nos logo o rating, garante quem sabe disto

Carlos Moedas diz, em declarações à Lusa, que os mercados «olham para uma nova equipa de gestão como uma boa notícia», porque «há muito tempo não dão credibilidade ao Governo português».

«Assim que os mercados incorporem a informação de que o PSD vai respeitar as metas do défice, e fará tudo o que for necessário para que se cumpram essas metas até porque foi o PSD que sempre anda atrás do Governo para cortar, essas agências voltarão a dar credibilidade a Portugal», assegura.

«Com as reformas que o PSD vai implementar, eu digo-lhe que ainda vão subir o rating, não sei se nos próximos 6 meses, se nos próximos 12 meses, ainda não se sabe quando haverá um novo Governo», acrescentou.

Fonte

15 thoughts on “Assim que tivermos um novo Governo, sobem-nos logo o rating, garante quem sabe disto”

  1. Ah valentes! Brilhante ideia de quem vos alçou ao poder absoluto!O Sócrates é que era mentiroso e incompetente, não era senhor Presidente da Republica? Está contente com a sua brilhante equipa? Belo resultado da sua rancorosa presidencia! Que a história o julgue responsabilize, que eu já o fiz. Na hora em que Portugal mais precisava calhou-nos como presidente um “mísero professor”. É muito azar.

  2. Já para não falar da reeleição do PR logo à 1ª volta…

    Alienados sem mundo. O pior já nem é a mentira, detectada a olhos vistos. O pior é ser tudo tão sem sentido que alastra sob a forma de anestesia.

  3. pois, mas agora para os tirar de lá, só com uma birra do portas ou com intevenção divina do cavaco, mas isso implicaria julgamentos de submarinos e bpn, portantes empatados como dantes.

  4. Cavaco Silva teve sempre certezas sobre Portugal, só que para nós usou sempre a demagogia.
    Eis uma conversa de três de estadistas:
    No meio de uma conversa, LULA abre a camisa e mostra o peito:
    – Isto é como o Brasil, forte e invejado!!!
    OBAMA desce as calças, vira o rabo e diz:
    – Isto é como a América, impenetrável!!!
    CAVACO desce as calças, mostra o pirilau e diz:
    – Isto é como Portugal, nunca mais se vai levantar!!!

  5. Eles têm uma explicação para este fiasco da promessa eleitoral. Como já se está a esgotar o argumento da crise financeira atribuída ao governo de Sócrates, novos argumentos e justificações estão a surgir. Relvas afirmou que já nada depende de Portugal, que “está no caminho certo”, mas sim da União Europeia, que é quem tem de dar “a resposta”. Paulo Rangel pôs as culpas na Europa e… nas agências de rating. Onde estavam estes morcões em 2009, 2010 e 2011?

    A SIC, gabinete de imagem e propaganda do governo Coelho em regime de voluntariado, vai mais longe. O genial José Gomes Ferreira alinhou, como sempre, no coro governamental, lamentando o rating “injustificado” de Portugal e dos países europeus. Acrescentou porém, da sua lavra, acusações ao dólar e à libra de usarem “artilharia pesada” contra o euro. “Isto já não é economia, já não são mercados financeiros, é geopolítica e da mais complicada”. Portugal e o exemplar governo do Coelho seriam, assim, vítimas injustas de uma conspiração planetária, conduzida pelo senhor Dólar e pela senhora Libra, monstros sem cara nem alma, que apontam directamente “ao coração do sistema de estabilização financeira europeu”.

    Em breve talvez surja uma notícia sobre a secreta mãozinha de Sócrates nos ratings das firmas de notação. Não há por aí um juiz que faça umas escutas à Standard and Poor’s?

  6. Que vantagens tem o povo português em fazer parte da zona do euro? Os países dominantes só estão a sangrá-lo por meio dos seus marionetes.
    Melhor seria uma aproximação com o Mercosul, promissor e independente.

  7. Então não pode ser igual ao último; porque obviamente com esse também não subiu. Talvez devamos notar no partido dos Amigos dos Animais (pelo menos poderíamos ajudar os que se encontram actualmente no governo).

  8. É uma chatice! o homem ainda não teve tempo para fazer meia dúzia de telefonemas para os seus amigos das agências de rating, tão ocupado tem andado a descobrir todas as “maldades” anteriores feitas pelo Sócrates.

  9. “… deixai vir até Mim as criancinhas, porque delas é o reino dos Céus…”.
    Quem é Moedas, jamais chega a nota…

  10. Standard & Poors: Lixo.
    Moody’s: Lixo.
    Fitch: Lixo.

    É uma tristeza ver assim os auto-proclamados defensores da verdade suprema tão injustiçados. Ainda não devem saber do plano do Álvaro acerca da “internacionalização do pastel de Belém”

  11. Olá,
    Reparei que também estavas a competir no concurso Blogs do Ano 2011 e decidi passar por cá para dar uma vista de olhos e desejar boa sorte.

    Que vença o melhor e que perca o pior.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.