Anti-cunha

Mais 3 minutinhos de higiene profissional e cívica graças à TSF e à Controlvelt. O que se ouve nesta peça é de bradar aos céus, mas em agradecimento. Chamo a tua atenção para os critérios de selecção, mais a respectiva explicação. É um raciocínio tão simples e óbvio que até os pêlos do cu batem palmas. Se fosse a norma em Portugal, há muito que estaríamos todos ricos.

7 thoughts on “Anti-cunha”

  1. O problema é que não é a norma em Portugal… a norma é 1º falta de = cunha), 2º falta de integridade e só depois falta de talento… ou seja, o que tiver mais faltas é promovido ou selecionado!

  2. Ó Manolo, ó homem, mas tu ouviste o mesmo que eu? Começaram em 2000, eram 5. Agora são quase 150, estão a contratar e vão crescer 30% em 2009. Abre-me essa pestana.
    __

    Ana, talvez em Portugal o maior problema seja o da falta de integridade, pois é aquilo que boicota o desenvolvimento do talento e sem o qual não se cria riqueza. No entanto, sem integridade pode-se ficar rico, mas essa é outra história.

  3. Esqueceram-se de dizer que trabalham numa área que as leis da UE tornou obrigatória nestes últimos anos , assim como também da cunha que a ARESP lhes dá ( vende?) facilitando o contacto com os seus associados. Pois é. Ainda que isto não ponha em causa o bom desempenho da empresa.

  4. olha o tubarão do Carbono,

    Valupi: hoje calhou jantar num restaurante e ouvir parte do telejornal da TVI, é impressionante a quantidade de relatos envolvendo supostas irregularidades envolvendo o nome de Socrates, rajadas,

    do que percebi e da minha experiência quem é honesto até consegue fazer vencer muita coisa, a força da incorruptibilidade é avassaladora porque desnorteia todos os que estão habituados a esquemas manhosos, mas é corrido e se possível empurrado para a morgue logo que seja possível,

    burroso pá: ainda não morri e tenho-te karmicamente na mão – exijo em inglês que digas que a invasão do Iraque foi, como se comprova, um erro, causa próxima do abismo da crise financeira. E depois logo vemos.

  5. estive a dormir sobre as rajadas que a Moura Guedes disparou sobre a minha espetada de lombinho com bacon,

    tudo aquilo é o psd ao ataque aos bancos com garantias do Estado,

    por causa dos buracos de BPN e quejandos

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.