Alegrias para o povo português

“Não sei qual terá sido o outro Governo com mais escrutínio do que este que o senhor primeiro-ministro lidera. Por isso, o país precisa que o senhor primeiro-ministro tenha sorte e tenha sucesso, porque se o tiver, com certeza resultam vantagens e benefícios para todo o povo português”, declarou.

O Chefe de Estado manifestou-se “convencido” que “a maioria dos portugueses olha com sentido de esperança para o Governo, isso também aumenta a responsabilidade do Governo”.

O Presidente quis desejar a cada um dos membros do Governo e às suas famílias “um feliz Natal com saúde, mas também com descanso, porque contrariamente aquilo que muitos portugueses pensam, os ministros, secretários de Estado e o primeiro-ministro não são super-homens”.

“Às vezes até se espera que os membros do Governo façam tudo e muito rapidamente, e às vezes até se espera que façam milagres. É bom que os portugueses estejam conscientes que os membros do Governo são pessoas, são seres humanos, não são super-homens”, considerou.

“Para o ano de 2012 desejo bom trabalho a todos, que esse trabalho lhes traga muitas alegrias, porque se for assim também trará alegrias para o povo português”, afirmou.

Fonte

13 thoughts on “Alegrias para o povo português”

  1. Caro Val,
    este é o discurso decrépito de alguém responsável pelo descalabro a que isto chegou, porque é que o havemos de estranhar!?
    Mas hoje é Natal!
    Um bom Natal para os aspirinas, e que a frugalidade deste nos traga forças para o combate que se segue.

  2. A comunicação social da direita (toda a que temos) bem quer fazer passar a ideia de seis meses de “desencontros” entre Cavaco e Governo. Este discurso de Boas Festas pulveriza a tese branqueadora do papel fundamental do PR na condução da politica do governo. Está tudo em perfeita consonância e ficamos com a certeza, pelo modo paternalista, a roçar o ridiculo, como Cavaco tratou os seus rapazes travestidos de PM e ministros, de que a governação é ditada a partir de Belém. Belém tornou-se a sede do governo e da presidencia da republica, como convém ao verdadeiro golpe de estado levado a cabo contra a democracia, aproveitando a oportunidade de ouro da crise financeira e da crise económica internacional. Todos sabiam da completa impreparação de Passos Coelho para a função. Mas era exactamente isso que convinha para não haver “dispersão de comando” na golpada. E tudo foi feito nas costas do Passos Coelho. A maquinaçâo presidencial revelou-se em toda a sua força quando obrigou Passos e os seus mais próximos a rejeitar o PEC IV depois de tudo praticamente acertado com Sócrates. Todos se lembram do volte-face inexplicavel entre os deputados do PSD e do encobrimento do encontro de Passos Coelho com Sócrates.
    A História há-de contar.
    Pode-se enganar alguns durante algum tempo, mas não todos durante todo o tempo.

  3. Que este governo não é de super-homens, já se tinha percebido.

    Mas note-se a flagrante diferença no paleio de Cavaco em relação a este governo e ao governo socialista. Contrariamente aos anteriores, os actuais governantes são SERES HUMANOS, têm a suas limitações, precisam de DESCANSO, coitados… Não esperemos deles MILAGRES. Oxalá tenham SORTE, porque o país precisa do sucesso deste governo.

    E o elogio implícito, involuntário, a Sócrates: como presumível super-homem, era suposto fazer milagres, contra ventos e marés de sorte.

    Pois é, Cavaquito, vais ter que te safar com a prata da casa.

  4. Um ganda manguito arregaçado po pesidente de alguns putugueses.

    Manguitos sortidos de vários tamanhos para os estarolas do governo.

    Péssimo Natal e Infeliz Ano Novo para a corja que está no poder.

    Dlim, dlão!

  5. feliz natal para o povo da aspirina B …quanto ao cidadão cavaco só nos devia interessar uma coisa…o dia em que devolve… com juros…o dinheirinho que roubou no bpn…o resto tchau laura…

  6. Um poeta nosso, brasileiro, disse a alegria ser “a prova dos nove”. Concordo.
    Entrentar com alegria e’ meu voto para voces.

  7. A HISTÓRIA DO MEU NATAL
    Em Janeiro de 2011 disse à minha mulher que no próximo Natal lhe iria oferecer um FERRARI. Pese embora a crise a coisa não estava assim tão mal. O Sócrates tinha mantido mais ou menos o nosso nível de vida. Mas eis que surge o PEC IV. Pensei desistir do FERRARI mas, felizmente, o Passos não o aprovou dizendo que não permitia mais impostos para os portugueses. Já se tinha chegado ao limite. Cavaco também disse a mesma coisa. Mantive a oferta do FERRARI à minha mulher. Na campanha eleitoral, Passos garante que o roubo do subsídio de Natal e de férias era um disparate do Sócrates só para ganhar as eleições. Fiquei ainda mais aliviado e fui falar com o homem do stand. Ganhas as eleições pelo Passos, felizmente, eis que este começa a mandar PECS diários. São as taxas moderadoras na saúde a aumentar 2 e 3 vezes, é o IVA a subir na alimentação para 23%. É a eletricidade e o gás também a 23% e com mais aumentos garantidos em 2012. Alto aí! Disse à mulher que já não podia ser o FERRARI, talvez um AUDI. Mas eis que o Passos me rouba metade do subsídio de Natal já em 2011 e todo o de Natal e férias em 2012, 2013, e quem sabe quando isto irá parar. Disse à mulher para começar a pensar aí num FIAT 500.
    Mas o aumento de impostos não vai ficar por aqui. O Passos disse que temos que empobrecer ainda mais. E o Portas? Que diz a isto? Nada, esse filho da… E o Cavaco pois sim tá bem, mas também se fecha em copas. Grandes alarves. Grandes calhordas. Pensei melhor e resolvi pôr de lado a ideia do FIAT 500.
    Entretanto nem tudo é mau. (continua)

  8. A HISTÓRIA DO MEU NATAL (continuação)
    Não é que agora diz o governo que os “nossos” “amigos” chinocas nos brindaram com a compra de parte da EDP por um valor inusitado? Não sei quê, pardais ao ninho, patatá, patatá, vem aí uma dinheirama do caneco!
    Parece que vamos pagar juros elevados desses empréstimos. Mas, porra, não são eles que nos vendem tudo barato? É verdade que a maioria dos artigos não valem um caracol! Mas lá baratos são!
    Pensei, então, agradecer aos chineses esta benesse.
    Fui à loja do chinês e por 22 euros, comprei um CARRO DE POLÍCIA que até faz tinoni, tinoni, para oferecer à minha mulher. Ela não queria um carro? Juntei o útil ao agradável. Como ela gosta de fardas, um carro da polícia vem mesmo a calhar.
    Obrigado chinocas!
    Que Deus vos ajude que eu já não posso mais tanta é a roubalheira que o Passos e a sua quadrilha nos estão dia a dia a fazer. Isto é um país de ladrões.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.