A loucura e o ódio não vão vencer, só isso é certo

Brenda Chirino, one of hundreds that gathered at the Metro Wellness Center in Ybor City, attends a candlelight vigil to honor the victims of the nightclub shooting in Orlando, Fla., Sunday, June 12, 2016. Tampa Police momentarily shut down a portion of 7th avenue to accommodate the large crowd. (Luis Santana/Tampa Bay Times via AP)
Brenda Chirino, one of hundreds that gathered at the Metro Wellness Center in Ybor City, attends a candlelight vigil to honor the victims of the nightclub shooting in Orlando, Fla., Sunday, June 12, 2016

49 thoughts on “A loucura e o ódio não vão vencer, só isso é certo”

  1. é assim que vamos defender-nos contra uma das mais disseminadas e sanguinárias organizações militares da história? é assim que vamos honrar todos os que antes de nós tiveram de pegar em armas e de morrer contra o extremismo? foi com velas que os aliados derrotaram os nazis? já aqui há mais de um ano avisei contra o avanço implacável do isis e da enorme capacidade e disseminação dessa tenebrosa organizaçao militar.

  2. é inacreditável que depois de um ataque terrorista aos mais elementares valores ocidentais a discussao nao seja sobre como eliminar o isis mas sim sobre o controlo de armas nos usa. isto é repugnante.

  3. não se chama loucura nem ódio à decisão ponderada de eliminar o inimigo quando a ameaça é real, chama-se elementar sensatez e é isso que tem faltado.

  4. Pôrra, hoje concordo contigo, Enapá.
    Venham com os habituais paninhos quentes dos ódios e homofobias que enquanto não levarem com um Trump pelos cornos não se endireitam.

  5. Foda-se, o que tem faltado mesmo, enapa, é permaneceres calado. E’ que ainda não arrefeceram os corpos e ja andas por ai aos gritos e em sentido, pronto a instrumentalizar as desgraçadas vitimas de mais um cretinoide na ânsia de preparar a proxima guerra contra o cão infiel. Isso tudo em nome da dignidade e da civilização, claro…

    Tem mas é calma, enapa. Olha, vai antes ali à esquina tomar uma coca-cola. Podes ir à vontade que eu fico aqui à janela, de G3 em punho, a cobrir a tua saida. Se aparecer mouro, ele ha de se haver comigo.

    Boas

  6. Ó Viegas, estes corpos ainda não arrefeceram mas muitos de Paris, Bruxelas ou Allepo já viraram pó. O que, para já, é certo, é que mais se seguirão.

  7. joão viegas, ninguém se está a preparar contra o cão infiel sobre corpos quentes. mas como pessoa racional e prudente que sou, tomo muito a sério uma organização militar que jura destruir todo o ocidente, em especial países do sul da europa, organização essa que não é demovida por avassaladores e duradouros ataques aéreos (em especial pela força aérea russa que, dizem os peritos, ser superior à americana em vários vetores), que continua com cada vez mais intensidade a cometer ataques terroristas, que recebe de terceiros e obtém através de escravidão e tráfico e mulheres e crianças apoios financeiros sumptuosos, que não é veementemente repudiada (como devia) por todos os islâmicos que vivem (alegadamente) integrados nos países ocidentais, que tem um armamento próprio capaz de arrasar com o teu país em menos de 45 dias. não as temo, mas tomo a sério, muito a sério, estas ameaças.

  8. joão viegas, é-me indiferente a religião dessa organização militar, vejo-a como um inimigo que já nos declarou (formalmente) guerra e que tem meios consideráveis de mobilização militar no sentido clássico e também de cometer atos terroristas. centrar a discussão na 2a emenda da constituição americana é um total disparate. também não concordo com a 2a emenda mas vê-la como a causa deste ataque é repugnante.

  9. “é inacreditável que depois de um ataque terrorista aos mais elementares valores ocidentais a discussao nao seja sobre como eliminar o isis mas sim sobre o controlo de armas nos usa. isto é repugnante.”

    Repugnante é a sua posição por pensar que os dois temas se excluem. Depois não me admira nada qie você se pergunte porque razão não se bombardeou o isis até ao fim do mundo — cagando de alto para os civis, para as mulheres e crianças que não são guerreiros do isis. Ainda sou do tempo em que o idiota do Ted Cruz falava de carpet bombing ou seja matar toda a gente, terroristas e civis. Um grande que se foda, digamos.

  10. Mais do mesmo. Houve mortos em atentados terroristas ? Não me digam ! OK. Isto muda tudo. Vamos ja aos tacos de basebol e convocamos uma manifestação improvisada em frente das representações diplomaticas do EI em Washington, Paris e Lisboa. Pode ser ja hoje às 15h00 GMT.

    Alguém lembra qual é a morada ?

    Boas

  11. Ah, e também gostei da explicação do enapa, que não tem nada contra cães infieis, apenas contra os agentes ocultos do exército inimigo que se fingem de pacifistas perseguidos mas que, mal viramos as costas, vêm por tras com a faca entre os dentes, prontos a violar as nossas mulheres e comer as nossas criancinhas, depois de nos terem roubado os nossos empregos.

    E depois, a questão é mesmo estratégica. Alguém ouviu falar em tiroteios ou em atentados antes da moda pegar juntos destes satânicos ? Não viviamos no paraiso e o tipico lar americano não via flores brotarem espontâneamente das metralhadoras de guerra em venda livre nos supermercados ? Alias, crise economica, ou desemprego, ou pobreza, ou fome no mundo. Isto por acaso existia antes destes malandros nos declararem formalmente guerra ?

    Acudam à nossa velha civilização racional e esclarecida. Afinal, não foi Newton que disse que “um homem prevenido = mc²” ? Ou seria Descartes ? Não interessa. Vamos a eles rapazes. Santiago ! Santiago !

    Boas

  12. não liguem, o enaparvo sniffa trumpetas e depois sente necessidade de partilhar experiências alucinogénicas com a malta. dêem-lhe o número do isis para o gajo se alistar e que vá exorcizar frustrações hilárias para a putinha que o pariu. o estado islâmico vive alimenta-se de grunhos destrambelhados como este enaparvo, a massa bruta está aí em todo o seu esplendor, basta adicionar captagon e uma ar-15 que os gajos disparam para todos os lados.

  13. claro que a culpa dos ataques terroristas é da fominha e da pobreza do isis, coitadinhos, haja quem acuda tanta miséria. a culpa é também da 2a emenda, pois é consabido que o isis mesmo sem cheta (coitadinhos, tanta fome, tanta pobreza) consegue grandes fiados nas lojas de armas no midwest americano. vendo bem à luz da boa moral iganância e viegana, as ações do ISIS não só se justificam, como não devem causar temor algum, posto que, desde logo, bem pior tem feito a metrelhadora imperialista americana – donde afinal não brotam flores, que pena, quem diria. o ISIS peca também por defeito, por as suas ações, norteadas pela fominha e pela pobreza e, portanto, plenamente justificadas, não serem suficientemente castigadoras desse mesmo desvario imperialista. haverá, pois, que cortar mais cabeças e derramar muito sangue para que o ardente desejo de justiça punitiva que merecem as civilizações ocidentais em geral e o complexo de culpa vieguinha e ignarôncia possam diminuir e, em seu lugar, brote uma flor ou qualquer outra coisinha da qual se venham a orgulhar. ou seja, o ISIS só peca por defeito, coitadinhos tão pobres, tão famintos. os alemãos em 20 e 30 também eram uns coitadinhos tão famintos, tão pobrezinhos, tão desgraçados. churchill, na lógica ignatziana, só não é um “grunho destrambelhado” porque houve iluminados que o impediram de agir quando ele achava que era necessário agir, ou seja, a tempo de evitar a morte de milhões. haja gente como o ferra, viegas e ignatz, gente de grande e prudente visão, amiguinhos dos pobres e famintos, como o ISIS, coitadinhos.

  14. Ignarôncio, há muito que pintas como tu são topados à légua:

    “A nation can survive its fools and even the ambitious. But it cannot survive treason from within. An enemy at the gates is less formidable, for he is known and carries his banner openly. But the traitor moves amongst those within the gate freely, his sly whispers rustling through all the alleys, heard in the very halls of government itself. For the traitor appears not a traitor; he speaks in accents familiar to his victims, and he wears their face and their arguments, he appeals to the baseness that lies deep in the hearts of all men. He rots the soul of a nation, he works secretly and unknown in the night to undermine the pillars of the city, he infects the body politic so that it can no longer resist. A murderer is less to fear.”
    – Marcus Tullius Cicero

  15. HATE WILL NEVER WIN. TOGETHER, WE HAVE TO MAKE SURE OF THAT.

    Valupi, essa frase é do James Corden na abertura do 70th Annual Tonys Awards.

  16. António Costa ganhou o prémio para o tweet mais infeliz desta jornada. Puxou a brasa para a vitimização LGBT quando, agora, se descobre que o assassino era ele próprio gay, em curto-circuito com mente islâmica fundamentalista.

  17. Lucas, a tese do lobo solitário homofóbico que, batendo todos os recordes, conseguiu matar 50 pessoas num único ataque sem ajuda de explosivos era já completamente irrealista. o FBI interrogou pelo menos duas vezes o fulano por ter prometido matar muita gente, mas como a declaração de guerra do ISIS é nas cabeças ignarôncias e vieganas uma coisa de gente pobre e coitadinha, deixaram o fulano ir para a paz do seu lar, comer porque estava cheio de fome o coitadinho, e para a companhia do amor do seu pai, (o amor tudo vence até a fome) um confesso apoiante taliban (por causa da fominha tem que apoiar os talibãs coitadinho). o ISIS reclamou o ataque logo após ter sido cometido, o que também só demonstra que estão com muita fome e a precisar do nosso apoio, coitadinhos, tão pobrezinhos, tão discriminados.

  18. Alias, crise economica, ou desemprego, ou pobreza, ou fome no mundo. Isto por acaso existia antes destes malandros nos declararem formalmente guerra ? – joao viegas

    ehehehehehehhe

  19. “A Muslim radical who was being investigated for terror ties stabbed a French police chief to death outside his home, then tortured and killed the man’s wife in front of their toddler son – all while livestreaming his rampage on Facebook.” – Isto foi ontem, e é claro que a loucura e o ódio não nos vão impedir de curar a fome deste pobrezinho radical, coitadinho, tão esfomeado que mete dó.

  20. Pronto, o enapa esta revoltado porque o idiota dos tiros foi morto com precipitação, em vez de ser capturado vivo (morria mais um ou outro panilas, e depois?) para poder ser torturado e obrigado a confessar quais foram os cumplices do isis que lhe entregaram as armas e as bombas que ele carregava com ele e que, com certeza absoluta, ele não comprou num armazém perto de casa, contrariamente ao que afirmam os tibios.

    Esta também preocupado com o isis. Preocupado é dizer pouco. Não compreende como é que é possivel haver quem, no mundo civilizado, pode ainda dedicar um segundo que seja a respirar, em vez de dar tudo para o triumfo da luta final, prioridade das prioridades, a não ser para degenerados como eu.

    Mas, vamos la ver uma coisa, a melhor forma de erradicar definitivamente o isis da face da terra, não é dar a bomba atomica ao Assad e ao Irão ? Embora la então começar por ai…

    Quanto à manifestação das 15h, sejam pontuais, senão não sobra tempo para o benfica logo à noite.

    Boas

  21. mas qual radical ? bebia , fazia a barba e até piscava o olho a gajos. chamenm o psicanalista para analisar o homem . deixem lá o pentágono e o isis em paz.

  22. os vídeos e as notícias do ignarôncio são qualquer coisa.
    acabei de ouvir uma entrevista de um padreco/imã/bruxo nova-iorquino que vive, aparentemente com sucesso, da venda de cursos on-line sobre o corão. suspeito de ser o palhaço que formou espiritualmente o militar assassino, disse como seria de esperar, que não o conhecia Omar Mateen de parte alguma. a entrevista começou , porém, a ficar interessante quando o imã disse, a propósito da decapitação de james fowley – depois de reconhecer que o apedrejamento até à morte era de facto punição demasiado violenta para mulheres adúlteras (fiquei com a impressão que umas chicotadas satisfariam a sua santa e muito pacífica interpretação do corão) – que não só esse como muitos outros jornalistas mereciam ser decapitados. ipsis verbis, foi isto que o pacífico imã disse. viva, pois, a liberdade de expressão e que continue o imã a doutrinar e a espalhar o santo corão on-line para gáudio dos ignarôncios, valupis e viegas desta vida.

  23. “uma das mais disseminadas e sanguinárias organizações militares da história”

    Este enapalerma é mesmo um ignorante. O isis são cerca de 30 mil macacos dos quais 2/3 são putos suburbanos europeus, concentrados num território que parece um deserto. É menos gente que uma manif da chularia do ensino privado .

  24. É, Alcoólico Anónimo, mais milhão menos milhão de mortos, a esta distância, pouca diferença faz. Só quando chegarem à tua porta voltarás a pensar nisso.

  25. este alcoólico anónimo é um perfeito idiota. os “30 mil macacos” ocupam várias cidades no iraque e na síria, estao fortemente implamtados pelo menos no egito e líbia, resistem e atacam o exército sírio apoiado fortemente pelas topas russas, diz-se que também a frança e os eua os atacam, matam centenas em ataques terroristas em cidades europeias e dezenas de milhar em ataques terroristas no médio oriente, são financiados sumptuosamente pela arábia saudita e pela turquia, têm uma rede logística invejável para qualquer exército moderno, têm armamento pesado, nomeadamente mísseis TOW em barda, têm uma rede de venda de petroleo, e outra de exploração e de tráfico humano digna do 3o reich, enfim… deixa cá ver, têm uma publicaçao eletrónica chamada Dabiq traduzida em prai 6 línguas e com alta qualidade gráfica, e fazem ainda dezenas dr filmes dos seus massacres com produção profissinal. é este o rosto da maldade e violência puras que os palhacitos tipo ignarôncio, viegas, hussein obama, preferem ignorar.

  26. só um perfeito cretino ou um traidor pode querer passar a ideia de que o isis é uma espécie de claque de futebol desordeira. menosprezar ou desconhecer o inimigo é 3/4 do caminho para a.derrota percorrido.

  27. alcoolico se quiseres entender o quanto os “putos suburbanos” estão preparados e combatem como sanguinários guerreiros acompanha o desenrolar da guerra – sim existe uma guerra, não sabias? – em southfront.org. abre a pestana

  28. Lá está o enapa a dizer que é contra o terrorismo… ao mesmo tempo que defende o sistema de venda livre de armas de assalto que permitiu a este terrorista efectuar o ataque.

  29. marques, acabar com o sistema de venda “livre” (é menos livre do que pensas, mesmo em estados mais liberais quanto a isso) será apenas atamancar e evitar resolver o problema de integrar pessoas com ideologias completamente radicais. se um grupo de extrema-direita apelar à punição física ou morte de homossexuais tem os dias contados num estado de direito democrático que se preze. o mesmo deveria acontecer com outras ideologias que façam o mesmo apelo sob o manto do islamismo. a propósito, o 2.º maior apoio com que conta a campanha da clinton provém do governo saudita, um bando de carniceiros no que toca aos direitos das mulheres, dos homossexuais e das minorias em geral. isto deveria preocupar-te muito mais, já que deves andar a mamar na teta politicamente correta daquela escroque.

  30. Caro enapa.

    Uma coisa não tira a outra.

    – Sim, é preciso lidar com o terrorismo.

    – Sim, a venda livre de armas de guerra potencia massacres deste género.

    Os dois problemas têm de ser lidados.

  31. Um gajo matou a deputada do Labour Joe Cox a tiro e a facada enquanto gritava “England first” a imprensa diz que se trata de um “incidente” quer dizer o idiota não é muçulmano, porque se fosse seria um atentado terrorista. A imprensa mantém o ovo da serpente bem quentinho.

  32. marques, vivemos rodeados de coisas e hábitos perfeitamente lícitos que, perversamente usadas ou praticados, podem potenciar crimes ou acidentes horrendos. a questão de os civis terem ou não o direito de ter armas para se defenderem em situações extremas (crime ou até mesmo invasão externa) é, concorde-se ou não, uma questão válida para ser analisada do ponto de vista político e filosófico. o terrorismo e a barbárie não são questões, não são dilemas políticos, são doenças que têm de ser eliminadas. no primeiro caso estamos a discutir os prós e os contras da transferência de um poder público para a esfera privada, no segundo estamos a falar de um crime. é por isto que considero repugnantemente perverso colocar a discussão da posse de armas por civis ao mesmo nível do repúdio do terrorismo. isto digo eu que nem defendo a 2a emenda, mas respeito-a, desde logo, pelo seu significado histórico. considerar um preceito constitucional de um estado de direito democrático como um ato ou um potenciador de terrorismo, confundido a natureza de coisas completamente distintas e eticamente opostas quanto aos fins que, ainda que idealmente, visam prosseguir, é uma desonestidade e uma ignorância sem tamanho. concorde ou não com a 2a emenda, quem entra nesta confusão conceptual, quem não tem respeito pelo seu país e pela história, não deveria sequer ter a nacionalidade americana, quanto mais presidirem ao destino desse país, v.g. o hussein obama.

  33. Ja percebi.

    O enapa vive num pais onde o terrorismo é ensinado nas universidades publicas, onde é perfeitamente corrente haver associações politicas que se proponham exterminar os homosexuais a pretexto que assim manda o alcorão, sem que ninguém veja mal algum nisso, e onde qualquer pessoa que se pretenda cidadã do isis goza de imunidade diplomatica.

    E pelos vistos, nunca saiu de la…

    Boas

  34. viegas eu acho normal querer num país onde é possível discutir se é lícito ou não haver leis mais ou menos permissivas quanto à posse de armas por civis sem que alguns anormais achem que essa maior ou menor permissividade pode de algum modo justificar, incentivar, servir de desculpa, para chacinar pessoas. se um louco utilizar um veículo para atropelar uma multidão que se manifesta pacificamente, a culpa é dos automóveis?

  35. viegas, se achas que estou a exagerar quanto ao perigo monstruoso que representa o isis, vai ao tube e atenta no que disse hoje o john brennan, diretor da CIA, escolhido por obama, e um tipo incrivelmente respeitado pela esquerda e pela direita americanas. ouve com atenção e depois pensa.

  36. Bolas enapa, isto esta dificil,

    1/ A questão não é saber se exageras ou não quanto ao perigo que representa o isis. O que eu digo é que ninguém ignora este perigo (nem sequer a cia, como vês), mas que isto não impede de notar que, se não fosse tão facil encontrar armas nos eua, o atrasado mental de Orlando não tinha morto 49 com a mesma desconcertante facilidade. Mas ja sei que vais dizer que se as 49 vitimas andassem armadas, teriam podido defender-se. Isto lembra-me a boca do barman ao principio de “O pezinho mole” :

    “- O coitado do Bob nunca devia ter bebido antes de ir afrontar aquele touro…
    – Não digam isso. Afinal, se o touro também tivesse bebido, o Bob ainda estaria vivo !”

    2/ Quero acreditar que não é necessario explicar-te a diferença entre defender que o livre acesso às armas é um problema, e desculpar os crimes cometidos por pessoas que compram armas em venda livre. Ou sera ?

    Boas

  37. viegas, tivesse o obama ouvido a cia 2 dias antes e nao teria dito que o isis estava a ser combatido eficazmente e autocongratulado-se pelos sucessos nessa luta. ou nao tem tempo ou interesse para ouvir a cia ou tem um problema com a verdade.
    segundo, a discussao de um direito constitucional fundador nao se faz no rescaldo de um ataque e sob ameaça ou extorsao terrorista. é precisamente essa claudicacao que o terrorismo visa, abolir direitos constitucionalmente consagrados em estados de direito democrático. se isso te parece bem..
    terceiro, do mesmo modo que no teu exemplo a soluçao de todos terem armas poder ter um efeito completamente perverso e n ser desejavel, a aboliçao desse direito pode também tornar muito mais imaginativos e letais ataques de quem realmente está determinado a mandar civis pelos ares.
    como sempre disse, este não é o momento para condenar outra coisa que nao seja o terrorismo e a mais espantosa organizaçao terrorista da historia- isis.

  38. mais uma coisa viegas, seja como for, se realmente se respeita o poder soberano dos cidadãos, não se poderia acabar com a 2a emenda sem um referendo legitimador dessa opção. acrescento que mesmo achando que a pena de morte é mil vezes mais aberrante do que a 2a emenda, nunca aceitaria que fosse discutida a sua abolição direta ou remotamente por influencia de extorsao terrorista. o terrorismo e em especial o isis são o nazismo do sec xxi. é fundamental que isto se entenda.

  39. Portanto, muito mais simples, e mais em conformidade com a constituição americana e com os direitos fundamentais (de que ninguém vai abdicar em razão da ameaça terrorista), a solução consiste em :

    – decretar ja o estado de sitio permanente
    – proibir a circulação dos muçulmanos assim como de qualquer pessoa que tenha estado em contacto com muçulmanos nos passados 5 anos, ou que tenha muçulmanos entre os seus familiares
    – distribuir metralhadoras aos cidadãos que passem o teste da limpeza de sangue, com licença para atirar para matar contra qualquer ser vivo que mexa e tenha uma tez menos palida
    – levantar imediatamente um imposto de 75 % do rendimento anual e organizar uma força militar para neutralizar rapidamente a totalidade dos agents potenciais do isis

    E’ isso, não é ?

    Boas

  40. Caro enapa.

    Fingir que não se vê os efeitos da venda livre de armas de guerra é de facto um acto criminoso em si mesmo.

    Nos EUA os anos vemos um puto, um maluco ou um religioso fazer um massacre com armas de guerra compradas na mercearia da esquina.

    Diz que não se pode discutir a venda livre de material de guerra a civis sob os efeitos mediáticos de um ataque recente ?

    Como nos EUA todos os anos há massacres com armas de guerra vendidas livremente, é o mesmo que dizer que NUNCA se poderá discutir o assunto. É a chamada argumentação de xico esperto.

    E desde quando um direito não pode ser revogado se for considerado errado ?

    A posse de escravos também era considerado um direito dos cidadãos americanos até à guerra civil, mas foi revogado.

    Também quer restabelecer o direito de possuir escravos ?

  41. viegas e maruqes, não sei qual é a solução, mas para já e por ordem de prioridades, é muito urgente reunir consenso internacional quanto ao combate sem tréguas ao isis, alianças nesse sentido e colocar tropas e armamento no terreno. acabando com o isis, acaba a chacina de milhões de pessoas que pessoas que estão na mira dessa organização, bem como deixa de inspirar e influenciar radicais que vivam no ocidente, sejam estes refugiados, emigrantes ou naturais desses países, sendo que em relação aos dois primeiros, medida alguma de restrição a direitos fundamentais deveria ser implementada. posteriormente e depois desses genocidas terem a certeza que perderam a guerra sem que precisássemos de alterar fosse o que fosse quanto aos nossos direito, a 2a emenda poderia então ser tratada. e não precisamos de guerras civis para abolir uma emenda, existem, para isso, referendos num estado civilizado, na certeza de que a posse de uma arma, ao contrário da posse de um ser humano, não infringe direta ou indiretamente qualquer direito fundamental de quem quer que seja.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.