57 thoughts on “A esquerda dos oxímoros não esquece nem aprende”

  1. Diz o Semedo que “os governos de Sócrates eram a antecâmara do memorando e da troika”.
    A pergunta que se pôe é: Um governo do BE não seria a câmara de velório por Portugal?

    Segundo os semedos do BE e PC, o PS que só por si tem duas vezes o eleitorado deles, e não de forma conjuntural mas confirmado ao longo dos anos e votações, deveria abandonar o seu eleitorado do racional meio-termo político e guardião das liberdades, para ser dirigido pelo (m-l) do PC ou (m-t) do BE.
    Desde Abril que tentam fazer do PS os mencheviques da sua estratégia. Há quarenta anos que odeiam M.Soares porque derrotou tal estratagema, como não hão-de odiar hoje quem continua igualmente firme na defesa do progresso civilizacional com todos e em liberdade.
    Foi nesse fito de vingança e estratégia que se aliaram à direita na AR para derrubarem o governo do PS. E hoje, cantam pela boca bravatas contra a direita e para dentro de si cantam loas à proletarização da classe média, para que esta, um dia, lhes caia no regaço prontos para a manipulação política.
    A proletarização do povo pela plutocracia financeirista, pensam eles, não deixa de ser proletarização em si mesmo, pelo que, havendo organizado o dito partido do proletariado a ditadura do, já pronto, proletariado fica mais próxima de acontecer.

    Todos sabemos como o problema se resolveria em ditadura Pinochet ou Stalin, e como seria muito maior a miséria e sofrimento, reservado ao povo nesse caso. Difícil mesmo é manter o equilíbrio social, político e económico sem recorrer à ditadura, mesmo que seja por seis meses como queria a Manela.
    Se os actuais governantes nos contaram e levaram com um verdadeiro conto-do-vigário, o que o BE e PC propõem é outro tanto mas em dose exponencial.

  2. Val, podes insultar o semedo á vontadex, mas não é ele que está a rejeitar o ps, mas sim o ps é que rejeita os seus partidos á esquerda, preferindo a direita conservadora e retrogada.O ps é que rejeitou sempre entender-se com a esquerda.Tal como tu és uma direita com rosto humano, ou envergonhada

  3. rr,
    onde é que estava o insulto ao Semedo, que não percebi? São palavaras do próprios. um link, uma citação integral. Achas que ler as palavras do semedo – o próprio – são insltos o próprio? Então, manda- o calro Por mim, estava de carrinho.mas tem para aí 2% dos votos, o que lhes deu um desvario do caraças – com tão pouco, derrubar um governo. Ganda curte. Mas quem se fode? Pois.

  4. ouvi ontem na quadratura do circulo,antonio costa afirmar que com o pec 4 portugal tinha a garantia de que não era necessario recorrer a ajuda externa.Como o deputado semedo tem poderes de advinhaçao identicos ao do Prof. Karamba peço-lhe que fundamente a sua afirmaçao,e qual foi a” carta da Maia que saiu!

  5. porque “carga de agua” o deputado semedo havia de se rever em algum executivo pos 25 de abril? onde militou mais de 20 anos? para onde foi? está tudo explicado. tenho que dizer que o considero mais credivel do que F.louçâ que fugiu por que pensa que se pode livrar da canalhice que fez ao povo portugues,e ao seu proprio partido. razão tinha jeronimo de sousa,quando antes das eleiçoes lhe respondeu:cada um vai na sua bicicleta às urnas!
    .

  6. este gajo é mesmo tótó, ainda não viu que o semedo em matéria de pulhice e sacanagem é pau mandado do louceiro nos grandes fretes à direita, coisa em que o chefe jamais arriscaria dar a cara, vidé comissões de inquérito ao bpn, tvi e sucedâneos.

  7. tótós, são aqueles que pensam que em politica, temos que dizer sempre aquilo que pensamos.todo o burro come a palha,o que é preciso é saber dá-la!

  8. Isso das motivações subjectivas de João Semedo não sei (nem pretendo saber); importa mais, para mim, as escolhas objectivas que João Semedo fará, quando confrontado com situações em concreto.

    Quanto ao poder (objectivo) de o PEC 4 puder evitar o resgate, a resposta é: por si só, não podia. Eu já o provei, aqui. A trajectória de ajustamento do défice, inscrita no PEC 4, é inconsistente com as medidas de austeridade aí previstas. O PEC 4 obrigaria a novos PECs; sem novos PECs, com austeridade similar ao memorando, teria que haver resgate. O motivo que leva a UE a impingir o pauperismo é reprimir a inflação. O sector financeiro quer evitar a inflação, porque a inflação desvaloriza os seus activos (dívidas). Enquanto as taxas de juro reais do BCE estiverem a negativos, é preciso não deixar que parte dessa liquidez em excesso acabe nas mãos do consumidor, sob pena de a inflação ir para os dois dígitos, como já aconteceu em 1973-85.

  9. joão,o pec 4. não chegava estamos de acordo, vinha o 5. 6. e todos os outros, só que não estavamos debaixo de resgate o que faz toda a diferença.Agora temos uns gajos a mandar no pais,e a dar alibis ao governo liderado por miguel relvas.

  10. edie, o semedo diz que o ps vira as costas aos partidos da esquerda, o que é um inteiro facto, e o val diaboliza-o por ter dito tal verdade.
    Nuno Cm: sendo as medidas dos pecs tão recessivas e anti-sociais do que o memorando, o resultado seria mais cedo ou mais tarde estarmos em resgate

  11. o PS não é um partido de esquerda, rrrrr?
    Pronto, sei que pensas que o PS é um dos partidos que construiu o “pacto de agressão”. E portanto, é de direita. Muito bem, mas se bem me lembro, da última vez que alguém virou costas a alguém foi o esquerdíssimo BE ao direitíssimo PS, porra foram convidados pelo Sócrates para fazer parte da solução, até do governo. Quem tem estado de costas viradas para qualquer tipo de solução rrrrrr?. Custa um bocadinho de honestidade? (Custa, pois)

    E depois, este papel de vítimas diabolizadas, já cansa. Assumam as merdas que fazem, ou querem chegar à santidade? De mãos limpas, porque nunca tiveram que arcar com as consequênias das decisões? (sim, o pEC IV, sempre. A fé de que era pior do que temos não me convence . Para que serve o BE? Explica lá, que sou toda ouvidos)

  12. “porra foram convidados pelo Sócrates para fazer parte da solução, até do governo.”

    Este comentadores são umas pitonisas de última fila. Primeiro, acreditam ainda na falácia do PEC IV. Agora vêm com especulações. Ao amigo que afirmou que “eles” foram convidados para fazer parte da solução(?), só um pormenor: em que condições e onde está isso? Peço desculpa, mas com “comentadeiros” e apologistas do PEC IV como a tábua de salvação (os outros 3 foram só experiências) temos de ter cuidado.

  13. O Ps so´é um partido de esquerda,para os temas fraturantes,e na noite eleitoral, ao ouvirmos o pcp e o bloco juntarem os votos do Ps para com grande lata dizerem que a esquerda ganhou.Pergunto como é que 8+9% dá vitoria para a “esquerda”

  14. “Pronto, sei que pensas que o PS é um dos partidos que construiu o “pacto de agressão”. E portanto, é de direita. Muito bem, mas se bem me lembro, da última vez que alguém virou costas a alguém foi o esquerdíssimo BE ao direitíssimo PS, porra foram convidados pelo Sócrates para fazer parte da solução, até do governo. Quem tem estado de costas viradas para qualquer tipo de solução rrrrrr?. Custa um bocadinho de honestidade? (Custa, pois”
    Edie,em primero não penso que o ps é direita nem eu sou do be.Sou socialista e já votei ps em muitas eleições.Mas sou duma esquerda que opta por uma solução radicalmente difente á que a direita propõe, e não é segredo nenhum que houve em algumas matérias desvios para o centro.E posso estar enganado, mas só me lembro de sócrates apenas ter chamado a direita(psd e cds) para apoiar o seu governo minoritário e o pec IV,e não os partidos da esquerda.Aliás o be e pcp podem ter a fama, mas como foi o ps a votar dezenas de vezes ao lado da direita, é o ps que tem o proveito.

    “E depois, este papel de vítimas diabolizadas, já cansa. Assumam as merdas que fazem, ou querem chegar à santidade? De mãos limpas, porque nunca tiveram que arcar com as consequênias das decisões? (sim, o pEC IV, sempre. A fé de que era pior do que temos não me convence . Para que serve o BE? Explica lá, que sou toda ouvidos”
    Mas sócrates alguma vez chamou o be ou o pcp para negociarem o pecIV?? Que eu me lembre não.Se chamou, naturalmente que a culpa é deles.Mas se não os chamou, acho que ai nesse caso quem tem de “assumir merdas” és tu.
    As medidas do pec não eram piores, mas também não eram melhores qu o memorando, sendo da mesma natureza recessiva e austeritária que este,sendo a meu ver ineficazes.Para o pec IV não ser chumbado, teriam que ter negociado as medidas, e ter alterado substancialmente o seu conteudo, tornando-o um instrumento realmente eficaz no combate á crise
    Para que é que o be serve? É um partido de esquerda socialista, como o syriza é,mas que não deve servir de muleta do ps.Devem os dois negociar sim senhor, mas tem que haver autonomia.Aonde tu vês não querer governar, eu vejo, meras diferenças de politica económica.Da mesma forma que se o be ou pcp fossem governo, tu não concordarias com eles
    Mas se tens essa visão, também devo concluir que tu sejas da opinião que o ps sei lá, devia participar no governo da direita, que devia alinhar com a direita nesse masaacre ao estado social chamado refundação.Não é isso utilidade?

  15. Zé,

    estava aqui a curtir o concerto, vens tu e interrompes…espera um pouco.
    Onde está a especulação? Na parte que diz que não valia a pena experimentarmos sem troika e sem juros e condições assassinas, antes de nos lançarmos no suicídio colectivo. Na parte que diz que as condições de pagamento do PEC IV eram piores que as do memorando versão não sei quantos.
    Onde esteve o convite? Divulgado em todos os órgãos de comunicação social. Consulta. Foi ao BE, ao PC, ao PSD , ao CDS e a todos os que se diziam interessados em salvar o país da solução na qual acabaram por apostar.

    Também acho que há que ter cuidado com os que defendem que estas 5 revisões do memorando para a qual contribuiram e não querem dar a cara, são melhores que a assistência de que beneficiaram países que foram pelos PECs e não pelas troikas – e em consequência, estão agora melhor que nós. E há que ter muito cuidado com gente como tu: sacerdotes guardiões (auto-designados) da verdadeira esquerda que nos cavaram este buraco com os “inimigos” da direita. Desta não se livram, nem que esperneiem pela eternidade. Está na História, palhaço. E nos registos. youtube ajuda, não foi assim há tanto tempo.

    E quanto a crenças, explica lá porque é que crês que as condições do PEC IV eram piores do que uma intervenção do FMI, que nunca foi benéfica para ninguém em tempo algum da história, pelo menos dos tempos em que se podia gerir o valor da moeda?. Vá lá, trabalhinho de casa, que isto não é so chegar aqui e largar postas de pescada auto-desculpantes em jeito de insulto (sim, porque pitonisa deve ser a tua maezinha, a avaliar pelos genes legados).

  16. “Onde esteve o convite? Divulgado em todos os órgãos de comunicação social. Consulta. Foi ao BE, ao PC, ao PSD , ao CDS e a todos os que se diziam interessados em salvar o país da solução na qual acabaram por apostar”
    Foi ao cds e ao psd, disso há provas sim, mas ao pcp e be? Não brinques !

  17. rr,
    tenho que ser curta na resposta. Pego numa frase mais ou menos ao calhas: “teriam que ter negociado as medidas, e ter alterado substancialmente o seu conteudo, tornando-o um instrumento realmente eficaz no combate á crise.”. Nenhuma das medidas do governo Sócrates foi considerada positiva pelo BE, com crise ou sem crise. Houve até uma moção de censura, tout court. Porque sim. Estou à espera da mesma iniciativa apalhaçada a este governo, por parte do BE.
    Tinham que ter alterado substancialmente que conteúdo? Sabes do que estás a falar? Era aquilo ou isto. Preferiram isto. Isto é uma merda de agiotagem que não tem comparação com as condições mutissimo bem negociadas por Sócrates perante os gigantes. Agora não temos negociadores. Temos gente da “esquerda” à direita que, para ficarem bem com a sua consciência, perante o desastre que ajudaram a criar, continuam a defender que um PEC é pior que uma troika.
    Toda a gente erra, mas não tenho o menor respeito por quem não assume as consequências do erro, mesmo que isso custe a sobrevivência de um país. Porque o seu ódio e ressabiamento vale mais.
    Finalmente, “Mas se tens essa visão, também devo concluir que tu sejas da opinião que o ps sei lá, devia participar no governo da direita, que devia alinhar com a direita nesse masaacre ao estado social chamado refundação.Não é isso utilidade?”
    Não. E não percebeste nada do que se passou na história recente deste país. Se achas que o BE, ao impedir a solução que temos agora, alinhando com o PS, estaria a colaborar num massacre ao país, tendo os dados que tens hoje, ainda por cima, não posso fazer nada por ti.
    Pena que já tenhas feito mais do que devias por mim – no mau sentido, claro. Não te agradeço. Custa-me muito pagar no pelo e no bolso pela mesquinhez alheia. Acho mesmo que devias pagar o triplo de impostos do que eu pago – e já pago 60% do ordenado, o que não estava, nem de longe, previsto no pEC IV – e ainda por cima para pagar juros sobre juros sobre juros de dívida aumentada cada mês por esta opção – e também os subsídios de desemprego – a despesa do estado em crescimento constante. Afinal a escolha foi tua. Não, rr, isto não é mesmo que o pec IV. (a propósito, os pECS sempre tiveram várias actualizações, em todo o lado. Apresentar isso como argumento de chumbo é das maiores parvoices que já ouvi).

  18. “da verdadeira esquerda que nos cavaram este buraco com os “inimigos” da direita. Desta não se livram, nem que esperneiem pela eternidade. Está na História, palhaço. E nos registos. youtube ajuda, não foi assim há tanto tempo.”
    Êntão, o seguinte argumento deve estar certo: o pcp e o be votaram com psd: Votar com o psd é cavar o buraco.Logo o pcp e o be cavaram o buraco com o os inimigos da direita.
    Mas como o ps ehehehe o ps também votou com a direita os outros pecs, logo o ps também ajudou a cavar o buraco.É lá coisas han! xD

  19. staples,
    beleza no máximo. Para mim, prova que a questão é mais “hard times will always come again; the point is, are you ready to face them with dignity?” (versão alongada do que aqui é dito.
    Obrigada.

  20. oh aldRRabão! quem é que queres enganar?

    hoje de manhã, no basófias, onde tens assinatura
    rr
    Posted 9 Novembro, 2012 at 14:04 | Permalink
    Francisco, não sou de esquerda como sabe, mas as declarações dessa senhora são ultrajantes.

    ali em cima, aqui no aspirina, há momentos
    rr
    Nov 10th, 2012 at 0:03
    Edie,em primero não penso que o ps é direita nem eu sou do be.Sou socialista e já votei ps em muitas eleições.Mas sou duma esquerda que opta por uma solução radicalmente difente á que a direita propõe,

  21. Edie,não tenho tanta a certea de que os paises que alinharam com os pecs estão a te resultado.A espanha ainda não tem o fmi, mas relembro-te que tem um governo profudamente conservador, de politica económica tão severa ou pior que o memorando,e ainda há dias a comissão europeia chumbou todos os indicadores economico.Vão ter mais défice, mais desemprego(já de si altissimo), tudo pior.A itália também não tem safa.Se fosse uma qestão de pecs, a grécia e a ilanda nao tinham chamado o fmi.

    “Nenhuma das medidas do governo Sócrates foi considerada positiva pelo BE, com crise ou sem crise. Houve até uma moção de censura, tout court. Porque sim. Estou à espera da mesma iniciativa apalhaçada a este governo, por parte do BE”
    O BE aprovou-vos o casamento homsexual.Convenhamos que é dificil concordar com encerramentos de hospitais, escolas e aumentos de impostos ás pessoas.Houve erros da parte do be sobretudo na moção, mas também houve posicoes acertadas.

    “Tinham que ter alterado substancialmente que conteúdo? Sabes do que estás a falar? Era aquilo ou isto. Preferiram isto. Isto é uma merda de agiotagem que não tem comparação com as condições mutissimo bem negociadas por Sócrates perante os gigantes”
    Não, não é isto ou aquilo.Em primeiro lugar, sócrates servia os portugueses e não os gigantes.Não é o durão barroso ou a merkel que mandavam em portugal, era ele que mandava.E como te disse antes, isto não é uma questão de condições.É uma questão de politica económica.É escolher entre uma politica que aposte na produtividade , aumento de salários, e em não penalizar a classe média, ou a politica austeritaria de cortes salariais e sociais, e aumentos brutais de impostos.A ideologia económica é que é decisiva.Mas isso dos gigantes é inaceitável.Nós não elegemos a merkel, ou o durão barroso., para mandarem ordens sobre como governar o pais.O que é preciso sim é cumprir as metas, certo.Mas há formulas economicas certas e há as erradas para atingir essas metas.

    “Pena que já tenhas feito mais do que devias por mim – no mau sentido, claro. Não te agradeço. Custa-me muito pagar no pelo e no bolso pela mesquinhez alheia. Acho mesmo que devias pagar o triplo de impostos do que eu pago – e já pago 60% do ordenado, o que não estava, nem de longe, previsto no pEC IV – e ainda por cima para pagar juros sobre juros sobre juros de dívida aumentada cada mês por esta opção – e também os subsídios de desemprego – a despesa do estado em crescimento constante. Afinal a escolha foi tua. Não, rr, isto não é mesmo que o pec IV. (a propósito, os pECS sempre tiveram várias actualizações, em todo o lado. Apresentar isso como argumento de chumbo é das maiores parvoices que já ouvi)”
    O pcp e o be deviam ter aprovado sim, mas isso não chega para fazer do pec IV um programa aceitável, em que os impostos, mesmo sendo um pouco menos do que o governo faz, recaiam na classe média e na baixa, e não nas camadas mis privilegiadas da sociedade.Não é o msmo, mas também não era uma coisa muito diferente.Aumentos de impostos e cortes sociais, em maior ou menor grau, são sempre a mesma porcaria

  22. “Francisco, não sou de esquerda como sabe, mas as declarações dessa senhora são ultrajantes”
    Ahahahha.E quem t garante que sou e e não outra pessoa queb se tenha feito passar por mim han??

  23. oh cRRomo multipartidário!
    ainda não procurei no arrastão, mas se calhar é capaz de haver qualquer coisa do estilo por-acaso-até-sou-comuna-e-até-já-votei-no-tijolo-à-esquerda-de-quem-entra.

  24. rr,
    “.É escolher entre uma politica que aposte na produtividade , aumento de salários, e em não penalizar a classe média, ou a politica austeritaria de cortes salariais e sociais, e aumentos brutais de impostos.”
    Pois. Então devias ter apostado na política anterior. Que conseguiu isso tudo – produtividade, competitividade, crescimento, investimento nos factores de desenvolvimento, educação, qualificação, desburocratização, exportação, tecnologias de ponta, diferenciação, inovação, etc, enfim, tudo o que favorece a produtividade, mas sobretudoo desenvolvimento – e isto tudo mesmo com uma crise mundial e uma oposição sem visão às costas (fora todos os poderes institucionais e corporações, em ataque grosseiro e umbiguiista, diraiamente e durante seis anos). E dizes tu que és socialista? Não brinques.
    E não negociar com os gigantes era solução?E eu é que brico? Isso é o que estes fazem- não negociar – e olha a bela bosta em que nos estão a meter.

    Deves ser uma pessoa muito importante, já hápessoas que se querem fazer passar por ti. Pena que sejam tão parecidos na incoerência. Enfim, coincidências. (dá-lhe, ignatz. No pasaran)

  25. oh paleRRmita, queres que trancreva tudo para comparares o português de emigrante que usas para te exprimires, aliás o que mais deve haver por aí são gajos & gajas a quererem fazer passar por ti. vai bardamerckle que tenho mais que fazer que aturar aldrabilhas de contrafacção caseira.

  26. Edie, conseguiu algumas coisas disso, mas também aumentou em 2005 e em 2010 impostos á classe média(sem falar nas privatizacoes já programadas dos ctt, e da ana).
    E quanto aos grandes, uma coisa é negociar, outra coisa é praticar a politica economica que eles gostam.
    Por utltimo, ou se fizeram passar, ou alguém coincidiu no nick, porque defendo o contrário do que se defende naquele blog
    Boas Noites

  27. Boas.
    (só um pequeno desafio, experimenta lá fazer de conta que és o ignatz, mesmo aqui na farmácia, só para ver se a malta topa a marosca.)

  28. afinal sabes do que se trata, nem para mentir prestas. és cliente habitual da casa e com via verde para comentar, alguns de nós estão interditos de lá comentar entre outras ordinarices pidescas da historiadora e do badocha.

  29. “afinal sabes do que se trata, nem para mentir prestas. és cliente habitual da casa e com via verde para comentar, alguns de nós estão interditos de lá comentar entre outras ordinarices pidescas da historiadora e do badocha”
    Ignatz,não sabia que estavam interditos, partindo dum principio que qualquer um pode comentsar lá, ou em todos os blogs

  30. Aliás ignatz, se foste lá ao blog , viste que haviam também comentários também vindos da esquerda(vê o portela nº3 ou o piscoiso).Há lá fascistas sim, mas alguém temde lhes fazer o contraponto

  31. “Ignatz,não sabia que estavam interditos, partindo dum principio que qualquer um pode comentsar lá, ou em todos os blogs”

    a tua inocência é confrangedora, claro que todos podem, mas não podem discordar muito da linha editorial e só que nunca por lá passou é que não notou que a amplitude opinativa não faz grandes ondas. não tenhas pena porque até tenho orgulho em ter sido corrido e de terem introduzido a aprovação prévia dos comentários para se verem livres de mim. tu não tens problemas desses com os direitolos porque a tua conversa sintoniza com o paleio deles e dá ideia de pluralismo. mas já gastei paleio de mais contigo, se gostas da velha tamém deves gostar da nova ou das duas, enquanto ouves não escreves asneiras.

    http://www.youtube.com/watch?v=qZidLDMER9g&feature=related

  32. Ignatz, ás vezes vou espreitar as merdas que ele escrevem(odeio especialmente a helena), mas nunca comentei lá, dai não saber que o tratamento é esse, no entanto se tu vers bem, há lá vozes bem contrária á aquilo que os gajos escrevem.Já agora, aonde eles defendem menos estado e apoio para este governo, eu defendo mais estado e protecção social, e redistribuicao dos sacrificios.Salva-se ai o video isso sim

  33. Onde estão os convites ao BE e ao PCP e em que condições (quero links)? Provem que o PEC IV iria funcionar (o que implicaria que os seus pressupostos e previsões macroeconómicas estariam correctos)?

    Continuem a “bater” no foguetório argumentativo do que o PEC IV era o fim do pesadelo. Sim, que o BE e o PCP foram os culpados por serem coerentes com a política que defendem e que o PS, qual adapativo ser, sempre em defesa do bem comum tentou vender a banha da cobra ponto quatro. Não resultou com 3, iria resultar com o quarto. Provem seus retardados, provem o impossível. Quero ver.

  34. Zé,prova que o pec 4 não ia resultar.esta discussao só continua porque a malta da juventude socialista(bloco) não tem coragem para assumir que inviabilizaram uma proposta moderada de austeridade, para não vir o xarope do fraco n.13. Quanto ao não sermos de esquerda pergunto: quantos coligaçoes o pcp fez com a direita nas autarquias? e o Ps? tenham um pouco de pudor.Alvaro Cunhal faz anos um dia destes.O pcp vai recorda-lo como homem que defendeu o socialismo! grande latosa,para dizer isto.Quem defendeu o socialismo foi mario soares ao mete-lo na gaveta.Tenham memoria,para poderem ser crediveis e no minimo democratas.Que a terra seja leve ao alvaro cunhal!

  35. estes tipos do bloco são uns parasitas como não há igual. nem um arraial popular em condições conseguem organizar. tiveram o direito a tempo de antena à vontade na tv direitola apenas para rebentar com a esquerda e dar o poder total a esta direita. e conseguiram-no, estão de parabéns.

  36. oh contRRafeito! sabes quem escreveu isto a propósito da jónotas.

    “Concordo em que houve erros do passado, e não sou de esquerda, mas há algo que nao concordo com alguma da nossa direita: na verdade, isso de viver acima das possibilidade é impossivel de saber,porque é impossivel saber os hábitos de toda uma população, no limite sabemos os dos nossos amigos e familiares, mas de toda a população na verdade, não é possivel aferir.”

    deve ter sido o gajo que te anda a imitar, só pode.

  37. ignatz, simplesmente as posições que defendo aqui sao incompativeis com “não ser de esquerda” pelo que não tinha sentido nenhum eu fingir uma coisa num blog e outra noutro blog,e portanto, foi a fingir.Sugiro que descubras qual é o endereço dessa pessoa que escreveu esse comentário.Porque se for outro que não o meu, é porquefoi outra pessoa.Mas olha lá oh ignatzio gonzalez(gajo de direita de madroid ehehe), não são voces aqui neste blog que defendem o principio da presunção da inocencia? Então até obteres uma prova válida do que dizes sou inocente,Até lá, o que dizes sobre mim não passa de mera teoria da conspiração.És um autentico mario crespo aqui do blog

  38. se fizeres a revisão da matéria dada vais descobrir que foste induzido à confirmação dos factos que eu insinuei. o benefício da dúvida acabou e perante as evidências resta-te ires lá para a esquina da matos, de bacia de esmalte, toalha de linho e halazon sray, ajudar aos broches da direita. caso sejam bem sucedidos, podem refundar o “basófias” e rebaptizá-lo “bico de ouro”, alargam a actividade ao show lésbico com esfrega de argumentos na defesa do regime e pode ser que cheguem a arrastadeiras*.

    * um clássico da citrohein que é uma espécie de avó do ds

  39. Ignatz, eles querem menos estado e eu quero mais estado, mais prestações sociais,e sou contra a austeridade que eles gostam.Costumo ir lá ver o que escrevem, como tu aliás já foste,portanto trata de provar primeiro que o gajo que comentou sou eu.Posso te garantir que estás mais perto da posição deles do que aquilo que eu estou.Portanto, primeiro prova que aquele rr sou mesmo eu, e depois falamos.Assunto Encerrado.
    Ahm, e para quem falava de perseguição e métodos pidescos, pareces um autêntico aprendiz de barbieri cardoso ou do rosa casaco.Se calhar és filho de um deles

  40. Para os mais desmemoriados ou branqueadores de História: houve ronda de convite para a solução, sim, a todos os partidos, sim. só no primeiro clic de busca, sai.
    http://www.jn.pt/paginainicial/interior.aspx?content_id=1388643
    Agora, em que termos é que decorreram as conversas lá dentro, não foi divulgado. A única coisa que sei é que ninguém se mostrou disponível. A ideia era outra: acabar com a 2ª legislatura o mais rapidamente possível. Com PEC, I, II, N…; qualquer coisa servia. E serviu. Mas não ao país.

  41. Pode ser verdade isso, como pode ser também fachada.Mas, creio que o Zé se referia ao pec IV.E não preciso de dizer como é que o pec I,III, e III foram passados na assembleia pois não?O pec I se bem me recordo, até foi votado pelo PCP, portanto…

  42. Não há pachorra para o debate ” a minha esquerda é mais á esquerda que a tua”.
    Tinhamos dois caminhos a seguir em Março de 2011 : PECIV ( e seguintes, que fosse) ou intervenção estrangeira.
    Para mim não foi dificil escolher. Para quem escolheu mal , está arrependido porque f**** o pais inteiro ( e a si próprio) mas cujas convicções não deixam reconhecer a culpa, só tenho um comentário : temos pena, mas vocês foram parte activa do que nos trouxe a onde estamos.
    E esta culpa vão te-la para o resto de todas as nossas miseráveis vidas.
    Não é preciso pensarmos muito para perceber isto : estamos pior e estamos tal e qual como nos avisaram que estariamos se seguissemos o caminho que seguimos. Tentar desculpar-se com um hipotético ” ah e tal, a escolha do PEC ia dar no mesmo blablablabla” é um exercicio de futilidade porque essa escolha nunca mais voltará a cruzar o nosso caminho e os seus resultados para sempre serão uma incognita.

  43. Gato, há 2 caminhos : ou um programa que não aumente impostos e não reduza o estado, ou os programas de austeridade em forma de pec ou moU.Não é muito dificil chegar a conclusão que os pecs falhavam, a prova disso é o memorando.Não é uma questão de grau, é uma questão de tipo de politicas
    Mesmo que este governo estivesse a impor menos austeridade, o resultado seria mau na mesma

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.