Verdades como punhos

Hoje, no «Actual» do Expresso, escreve José Manuel dos Santos, a pretexto dum prémio da crónica (o prestigiante Prémio João Carreira Bom) que lhe foi atribuído, isto:

A escrita é grande amiga dos tímidos.

Como é que ele descobriu?

3 thoughts on “Verdades como punhos”

  1. Basta ler o seu livro de poemas publicado pela Bertrand para se perceber que é um tímido. Escrever é também isso, ultrapassar a timidez social cantando em surdina o amor que é escasso e a morte que é inevitável.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.