para TTi

O nosso amigo Z enviou-me imagens produzidas por desejo e matemática. Segundo a explicação a acompanhar as imagens, trata-se de uma sucessão de frames de curvas parametrizadas em 3D, em convolução, afinadas para fazer lembrar vôos de pássaros. O processo foi numa parte dirigido, noutra corrigido pelas surpresas do resultado.
Cada pássaro é um segmento de uma curva parametrizada em 3D da forma {x=at, y=bt^3, z=ct^2}, sendo este o núcleo gráfico do tema.
 


(Recomenda-se o fecho da janela que corresponde ao som, ou não se vê a imagem por inteiro.)

17 thoughts on “para TTi”

  1. Valupi, rapaz, que pergunta embarassante…

    Devo dizer-te que em relação ao py_trólio acho muito bem que haja uma reserva brutal em Aljubarrota, afinal o condestável tinha razão, a táctica do quadrado também, até já se percebe melhor o tratado de Windsor e ainda acredito que fosse o 4º segredo, sovinamente guardado pela Lúcia.

    ——

    Quanto ao slideshow, eu fiz isto como animação, ou seja o que foi programado ao micron foi o vôo, ou a convolução se preferires, que se perde agora na sucessão compassada dos slides. Não dá para pôr mais corridinho, não? E também se perde muita resolução nos pontinhos das curvas, mas a nabice é minha, que não consegui mandar jpeg.

    Eu mandei isto como presente aos Aspirínicos, mas sobrou para a Susana a trabalheira. Consequências karmicas de me terem posto um avental preto em tempos…

    (os pios estão bem giros, podes ver pela minha cara above)

    beijocas susana

  2. foi de facto a propósito de um slide show que o z me sugeriu o envio das imagens. não tenho meios de fazer uma animação que, é evidente, serviria melhor o propósito do z. no entanto, ocorreu-me depois uma solução porventura mais engraçada, embora se perca a sequência (que já se perde, de qualquer modo). a ver se tenho tempo para essa alteração.
    quanto às imagens, noto é que nos slides se perdeu uma boa parte da diversidade cromática daqueles pontinhos.

  3. e pronto, já está. aumentei o contraste, também, penso que as cores se vêem melhor agora.
    nesta modalidade, embora a começar daquela forma vaporosa, também se percebe melhor o “movimento”, ao não haver interrupção, por ser o fundo estável.

    pena ficar ali o rectãngulo da passarada e também não ter arranjado passarada que dure até ao fim… ;)

  4. … olha assim a 4, fica engraçado, Susana, eu agora não dá porque estou mergulhado em livros, mas depois vou ter aos trópicos com um amigo meu que percebe disto e quando voltar já te devo consigo mandar uma coisa de jeito, noutro tema

    Seja como fôr ficou a nossa joint-venture.

    Uma vez mandei ao Valupi a foto de um celacanto. A foto não está grande coisa, mas o bicho é tão giro, e dizem que viemos todos de lá em luta contra a gravidade, tem umas patas a sair das guelras

    Valupi, existe uma figura em ‘direito sucessório’, chamada ‘substituição vulgar tácita’, tu pode usá-la…

    Sininho, espero bem que Deus não queira fazer marosca e vá lá dar um jeitinho no MO. Como vão as arqueologias aí no teu sítio? Imagina que agora parece que o aparelhamento da ribeira aqui é romano, de facto é lindo em certos sítios, como é que se faz? Dá-se conhecimento ao IPPAR? A câmara não me responde,

    (espero que tenha lá um tesouro dentro de uma passagem secreta :-))

  5. (agora está bonito bem susana, voltaram as cores e já dá para voar, estive a ver com calma, é uma incursão lexothanica por dentro do acetil-salicílico :-))

  6. z, ainda bem que gostaste, eu também gosto muito mais agora.
    e não beneficiava por ter a sequência completa. assim ficaram 11 imagens seguidas por slide-show.

    claudia, anteontem à noite também entrei aqui e parecia um espaço de recolhimento ou retiro, hehehe.

  7. Está bonito, sim. Já fizémos um filhote virtual… , em vez de células é pixels :-)

    Se quiseres, ou quando quiseres, diz-me que mando outro doutro tema, mas também matemática

  8. mas xatoo, então eu tive uma trabalheira do caraças para me convencer que ‘vida real’ está mergulhada num campo complexo, e que é igualmente lícito seguir a dimensão real ou imaginária do tempo, e vens tu puxar-me para só para o real!

    Claro que fiz isso para andar o mais possível no laréu que o resto chateia-me. já agora, se é para andar no real, ontem estive com um pantufa riscado de 7 meses a ronronar em cima do meu coração, parecia uma locomotiva e lá adormecemos.

    Essa coisa da Hillary o Chavez ainda a cume. Mas como isso é do lado de lá de Tordesilhas o Felipe que trate disso.

    Ando a cheirar em Aljubarrota…

  9. pois é py pá (se leres depressa parece chinês)
    é por isso, por se poder decompor o tempo em particulas e podermos agora reconstitui-las de novo recriando a realidade que temos que agarrar uma cambada de gajos – e julgá-los rectroactivamente

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.