Fernando (pois, este tinha que começar com maiúscula), seguramente inspiras-me, mas eu vou pelo menos ter a decência de colocar este texto no devido lugar, ou seja, a reboque do teu, e ai meu deus que isto está a ficar muito parecido com a soca, até já há encadeamento de posts

Cá em casa, quando éramos dois, reinava o Sporting. Como quase todas as escolhas jovens de clube desportivo ou de partido político, a minha provinha de factores aleatórios que nada tinham a ver com a apreciação das virtudes de uma equipa. Na família era-se da Académica de Coimbra, razões de geografia. Mas precisava de um clube perto de mim e, já agora, de um clube relevante, para os saudáveis antagonismos clubísticos. Houve, então, uma escolha mista. Primeiro, a escolha da cor, o verde mais apreciado do que o vermelho; por discrição, ausência de grito e de espalhafato, mas também esperança, futuro. Depois a simpatia; era possível uma estatística entre os meus conhecidos em que havia um índice maior de apreço (meu) entre os adeptos do Sporting do que entre os do Benfica. Finalmente, e mais importante, a defesa dos fracos; seria fácil e interesseiro fazer-me simpatizante do clube que ganhava por sistema. Já a equipa de Coimbra, ao chegar-me por parentesco, sempre assumiu a forma de um clube tio.
Quando se passou à prole (a minha), com um pai também sportinguista (este por motivos de peso e de força maior), todos vibravam com o Sporting e os jogos, vistos na televisão, imitavam uma espécie de harmonia familiar. Foi então que um Édipo em calções* deixou o Sporting pelo benfica, num acto de súbita confrontação e espelho de uma cisão familiar. Já o mais novo tem ido pela cor. O mano mostrou-lhe os cromos da bola e ele dividiu os afectos, de início, entre o Beira-mar e o Santa-Clara. Como todo o gosto se educa, o amarelo perdeu a preferência e foi substituído pelo vermelho. E eu acho muito bem, pois adoro quando se veste dessa cor desde as cuecas ao blusão. Como não tem cornichos, é um doce diabrete.

*O Édipo em calções do Fernando foi a causa do texto.

22 thoughts on “Fernando (pois, este tinha que começar com maiúscula), seguramente inspiras-me, mas eu vou pelo menos ter a decência de colocar este texto no devido lugar, ou seja, a reboque do teu, e ai meu deus que isto está a ficar muito parecido com a soca, até já há encadeamento de posts”

  1. Retenho, com os olhos rasos de água, a magia, a força, o singelo e o clarividente que há na frase “era possível uma estatística entre os meus conhecidos em que havia um índice maior de apreço (meu) entre os adeptos do Sporting do que entre os do Benfica”. É arrasador.

  2. Susana,

    Acredita que andei, vai-não-vai, para chamar Édipo em calções ao meu texto. Venceu, como pudeste ver, o dramatismo.

    Obrigado, mas não precisavas nada, nadinha, de subordinar cronologicamente o teu. O Valupi tem também feito isso. Eu nem saberia como fazer.

  3. Susana eu também sou do Sporting mas isso já sabes embora a Académica seja a segunda equipa de muitos dos Portugueses. Com já sabes dos textos de «Os guarda-redes morrem ao domingo»

  4. Olá!
    Hoje, dia de «derby», imagino o que vai lá por casa!
    (ainda por cima eu auguro um final infeliz a este dia, mas já há uma justificação “é só porque faltam o Liedson e o Romagnoli” está-se já a ver!)
    É giro porque originalmente o meu sportinguismo teve a mesma origem ‘edipiana’ que o benfiquismo do Venâncio – pai de outra cor e desejo de ser do contra. Antipática eu!
    Para compensar, o meu descendente, saiu tão furioso sportinguista que me deixa apalermada. Tem a mesma reação quanto às cores, e só condescende quando se lembra que o vermelho é uma cor de esquerda… Vá lá!
    Hoje lá vai para Alvalade mas já anda a sofrer desde manhã e nem quero pensar no estado em que vai chegar logo à noite…!

  5. emiele! bons olhos te vejam, amiga, que saudades de te encontrar fora da tua “casa”. por acaso, ao escrever o post, lembrei-me da nossa maioria sportinguista no afixe. nem sei se havia alguém de outro clube (mas creio que a isabel é do benfica).

  6. A Isabel é completamente neutra!! Agora já foi uma vez ao futebol com um amigo que é doente do Benfica, mas ela recusa-se a aderir seja ao que fôr. Quem era do Benfica era o Sharkinho, mas com muito fair-play (também ali estava em minoria…)

    Eu venho muito aqui. Até já tenho linkado alguns posts numa secção que tenho só para isso (sou muito arrumada) mas comento pouco… E como sempre gosto imenso de te ler.

  7. sim, é verdade, o shark é um ferrenho benfiquista, que burrice a minha…

    (e qual é essa secção? é que fui lá espreitar e não consegui adivinhar. está nas categorias?)

  8. Ná!
    Chama-se «Muito bem dito!» (posts de outros blogs) e está por baixo dos «Últimos comentários».
    Mas é discreto. Tenho de lhe por um boneco para ver se anima mais… :D

  9. incrível: pois, estava lá, como é que eu não vi? bem diz quem me conhece que não encontro aquilo que está mesmo debaixo do meu nariz. as vezes que eu ouvi «se tivesse dentes, mordia-te»…!

  10. Susana: hoje o árbitro até tentou marcar um golo, meteu-se entre eles de modo a fazer a bola ficar ali a jeito, quase ia conseguindo. Mas conseguiu inventar um canto de onde nasceu o golo do empate e fez vista grossa a uma grande penalidade. O costume, foi uma arbitragem para ti, Benfica.

  11. josé, descobri quase em cima do jogo que não poderia vê-lo, pois não tenho sporttv1. acabei por ouvir pelo rádio, o que é sempre escasso, já se sabe. espero daqui a pouco apanhar alguma coisa nas notícias…

  12. Venceu a estatística: 1-1 é o resultado mais vezes repetido entre os dois. Não agradou nem a gregos nem a troianos. E eu sou grego. Ficámos mais ou menos naufragados nas ilhas do Mar Egeu.

  13. Calimero não: andei lá dez anos sei do que falo. Nem compro jornais desportivos, vou ler ao barbeiro. Tenho carteira profissional e pedia sempre para fazer os jogos dos escalões juvenis porqeu nesses a podridão só aparece lá para Maio, quando são as fases finais para apuramento do campeão. É um nojo, a verdade desportiva não existe.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.