Relatório sobre as PPP – quem escreve com os pés, argumenta com o quê?

Para além de, em matéria de conteúdo, pouco trazer de novo ao que já ouvimos da boca do PSD/CDS nos seus ataques ao Governo anterior, de repetir as insinuações contra Paulo Campos e outros governantes socialistas (já repudiadas e respondidas, mas os esclarecimentos foram ignorados), de concluir invariavelmente que o grave disto tudo foram os erros de previsão do tráfego (o que em anos mais distantes da crise era compreensível) e de desconsiderar o facto de os encargos se distribuírem ao longo de 30 anos e de haver milhões de beneficiários futuros, o relatório da Comissão Parlamentar de Inquérito às PPP, que o Valupi tão gentilmente aqui nos facultou, está cheio de erros de português.

Aqui ficam apenas algumas pérolas.

– As opções políticas que serviram de base ao lançamento de Parcerias Público Privadas são o maior factor de influência do seu sucesso/insucesso (ponto 4) (?)

– indeminização (várias ocorrências)

– não lhe trás (ponto 26)

– as previsões foram avaliados (ponto 31)

– défice de tráfego regulares (ponto 32),

– só se revela eficaz se alterações nas formas de validação dos títulos de transporte implicando um investimento não previsto (ponto 37)

– que concluiu vantagem no seu lançamento (ponto 53)

– A Comissão sabe que nesse mesmo dia que estava agendada (ponto 57)

– a Comissão entende que se aparentam indícios de gestão danosa (ponto 64)

– maior eficiência na necessidade pública (67)

– apuramento do Value for Money do modelo SCUT (112)

– garantia assinada pelo governo anterior que previa que se determinados eventos ocorressem; (a frase termina aqui) (ponto 167).

– (acordo ortográfico à escolha do freguês) acionista, mas objectivos; projetados, mas projectos

O ponto 183 encerra o relatório, mas termina com um ponto e vírgula.

21 thoughts on “Relatório sobre as PPP – quem escreve com os pés, argumenta com o quê?”

  1. para esta gente, o português está sobrevalorizado; aliás o ensino do mesmo também está sobrevalorizado e ainda por cima custa caro e dá chatices (aliás, coisa que se aplica a todo o ensino público); a bem dizer, para que é que interessa saber articular um raciocínio inteligível, se basta ser bom a montar esquemas manhosos para enganar tolos analfabetos? Que pintas …

    Parece que passaram anos-luz desde que Churchill respondeu a quem o pressionava, em pleno esforço de guerra (2ª) com a Alemanha, para “que cortasse nas verbas da cultura. O homem que conduziu a Inglaterra à vitória sobre a Alemanha respondeu perentoriamente. “Se cortamos na cultura, estamos a fazer esta guerra para quê?”
    (refiro/cito artigo do Nicolau Santos no Expresso de 8/6/2013)

  2. esta direita,mete-me nojo!assisti a grande parte das sessoes parlamentres de inquerito as ppp. o que tenho a dizer, é que o que lá foi dito,em nada justifica em esta manobra escabrosa manobra de diversaõ com a cumplicidade dos “suspeitos do costume” .que os pariu!

  3. Este Pedro (não é coelho) mas deve ser um grande filho da puta ou melhor para além disso deve ser cegueta pois não sabe que de 22 ppp só 8 são do governo anterior. E a pior de todas é do Ferreira do Amaral que fazendo um arranjinho com a Lusoponte enquanto ministro logo foi ocupar o lugar de administrador da Lusoponte.
    Mas quem quer enganar este pedro de merda? Então ele não se lembra que quem deu cabo deste país foram os Cavacos ao acabarem com a agricultura e pescas, a fazerem scuts sem custos para o utilizador como a via do Infante, os Oliveiras e Costas dos governos de Cavaco e do BPN, os Dias Loureiros, os Duartes Limas, os majores, os Isaltinos e outros da mesma laia. Se este cabrão do pedro tivesse juízo estava caladinho que nem um rato.

  4. o sr tobias o seu comentario foi fraquinho por isso vai levar no cu, puta é a tua mae, que nao tem culpa do cabrao que pariu, ja agora nao estava a defender a direita ho ignorante, desde 1974 que nos tem roubado, todos a eito, mas por fanaticos por partidos como tu que andam com os olhos fechados é que isto esta assim dorme bem e que nasça um barrote no cu

  5. Aos principais comentadores escrevo que parece que temos a casa a arder e os senhores preocupam-se se a louça está suja do jantar de ontem…por falar em jantar, muito comeram esses xuxas com as obras feitas, até daria para viver na rua mais cara de Paris.

  6. Eis a merda que flutua à tona deste Povo.

    Ponham todos os olhos nestes pobres de espírito – pedro, jose, JM. Vale a pena: está tudo dito nos seus “comentários”…

    É gente desta, bruta, rasteira e ignorante, que pôs o cavaco em Belém e o relvas&c.ia em S. Bento. E voltará a pôr todas as vezes que forem precisas, mesmo que continuem a rir-se deles assim que sobem ao poleiro e mergulham de cabeça no melaço!

    Desta canalha analfabruta, lamento, mas não tenho pena nenhuma. Nem que fiquem atolados em trampa até ao pescoço: merecem isso e muito mais!

    Mas vão existir sempre e vão ser sempre assim, paciência. Tapemos o nariz, quando nos cruzarmos com eles.

  7. É isso mesmo JM, isso é brilhante, não façamos obras que é para os xuxas não comerem (os outros governantes fazem todos jejum!). Não façamos mesmo nada, que assim ninguém come, literalmente!
    Este “relatório” não é mais que chicana política por isso a sua versão preliminar foi enviada para os media antes de ser enviado para os deputados. Nem sei para que é
    Convém relembrar que estamos a falar de encargos anuais brutos (sem contar com as receitas) máximos de €1600M. Nem chega a 1% do PIB. Já política recessiva do gaspar custa-nos bem mais do que isso todos os anos e sem construir nada, é mesmo só destruir!

  8. É isso mesmo JM, isso é brilhante, não façamos obras que é para os xuxas não comerem (os outros governantes fazem todos jejum!). Não façamos mesmo nada, que assim ninguém come, literalmente!
    Este “relatório” não é mais que chicana política por isso a sua versão preliminar foi enviada para os media antes de ser enviado para os deputados. N
    Convém relembrar que estamos a falar de encargos anuais brutos (sem contar com as receitas) máximos de €1600M. Nem chega a 1% do PIB. Já política recessiva do gaspar custa-nos bem mais do que isso todos os anos e sem construir nada, é mesmo só destruir!

  9. Relatório de cariz meramente político, deviam era estimular o crescimento e fazer mais auto-estradas e o TGV para nos dar emprego. Quem diz mal destas PPPs tb gosta de ir para o Porto e ter de escolher entre 2 auto-estradas e ir quase sem carros.

    O PR, para os amigos o palhaço, é que é culpado disto tudo. Devia chutar fora com o governo e colocar lá a esquerda para que poçamos de vez crescer e enriquecer todos, dizer que não pagamos e mostrar o cú à Troika. O dinheiro, é só ir buscá-lo onde o Passos o tem escondido, pelo menos o Bernardino Soares diz que existe e sabe onde está.

  10. MiJo,

    e tu gostas é de ir ao Porto de avião e, para isso, precisas de que haja pobres. Ainda não perdeste a esperança de ir um dia no teu próprio jacto, certo?

    E o dinheiro de que o Bernardino Soares fala está é bem guardado no teu Banco. No mesmo Banco onde já estava no 25 de Abril, quando o PR era outro palhaço, a Esquerda votava toda em Caxias ou em Peniche e nós mostrávamos o cu cagado na Graça, no dia da Inspecção, para irmos para África matar pretos.

    Para facínoras como tu terem cavalos e criadagem, recrutada no pessoal das barracas que atabafavam Lisboa.

    Vive mais algum tempo e verás. Metes nojo, mas a História continua. E também continuará depois de morreres.

  11. Penelope, isso de fazer uma lista de erros de português num relatório onde com certeza existe tanto por onde pegar, é um bocado infantil, não?

  12. Pedro: Faço umas considerações prévias resumidas sobre o conteúdo. Não achei que merecesse mais. Já era de prever que o relatório fosse aproveitado, tal como a Comissão Parlamentar, para acusar o governo anterior. O facto de o distribuírem aos jornais antes de o discutirem com os outros partidos e redigirem a versão final já diz demasiado sobre quem o elaborou e sobre as intenções do inquérito para perder tempo a analisá-lo discriminadamente. Aliás, a frase citada mais abaixo pelo Valupi resume quaisquer outras conclusões.
    Os erros de português são reveladores da incompetência e leviandade de quem escreve e, por extensão, discute tais assuntos. Por muitos deles serem vergonhosos, entendi não os deixar passar em claro.

  13. Na verdade vos digo: estou cansada!!! de os ouvir. quer queira quer não. Da propaganda!! Vai para 8 anos que todos os dias em doses maciças,temos propaganda e mais propaganda enfiada pelos ouvidos dentro de mamhã a tarde e a noite. Pois eles são comentarios, noticiarios, debates, re-debates, todo o cão e gato a quem interessa distribuir opiniões que não tem, mas que ouviu alguém dizer…. (é que sempre se ganham uns tostões e se passa na TV para toda a gente ver como somos importantes) Estou farta dos Mendes dos Marcelos, dos Medinas, dos Tavares dos Pachecos dos Xavieres e dos outros todos que aparecem, desaparecem e reaparecem quando necessário.
    Agora vocês que são todos pessoas espertas (alguns pelo menos, porque a ver por alguns comentários…. valha-os Deus, é caso para perguntar se existirá algo dentros dos seus cranios), digam-me cá: Estamos em vespera de eleições, desta gente, esperavam o quê?? Debate??? Ideias?? Os partidos do governo não tem uma ideia original há mais de 39 anos. Seriedade?? Como é que eles vão desistir destas campanhas que tão bons resultados tem dado??? e a ver (ler) alguns dos comentários, acho que continua a dar um resultadão. É que a difamação, o insinuação, a mentira descarada é muito mais interessante, tem um picante mais agradavel ao palato. Permite-nos ficar descansados em casa a rosnar impropérios contra aquele(s) “gajo(s)” , ficamos mais aliviados e enfim podemos dormir descansados. Temos agora quem velará por nós….

  14. há que começar a fazer a cabeça e formatar consciências para o próximo acto eleitoral. exemplifica-se com actos de gestão danosa do psd, atribuem-se as culpas a erros de previsão do ps e esquecem-se que o gaspar não acerta uma.

  15. hoje, temos mais divida e sem obra!os meus pais que vivem no interior profundo,têm tanto direito como aqueles que no litoral tem hospitais, medicos privados à sua escolha e”ao lado da porta” .na minha aldeia os mortos iam de padiola para a capela mortuaria por falta de caminhos e estradas. chegar aos hospits centrais o mais rapido possivel, na sua luta contra a morte.tambem têm o direito de escoar os seus produtos tirados da terra,com muito suor,com vias de comunicaçao decentes.esta gente andou a pagar durante muitos anos com os seus impostos, as auto- estradas do litoral .eu tenho o direito de visitar os meus pais,sem os tormentos de antigamente.termino ,dizendo, aos cretinos deste pais, que as estradas têm pouco movimento,porque a direita até o direito de comer todos os dias nos retirou!as ppp têm as costas largas,para cobrir a incompetencia do governo de direita. neste pais há pobres e ricos,mas o estado tem o dever de tratar todos por igual. é pedir muito.?

  16. Em absoluta concordancia consigo Penelope. Do famigerado relatorio, o que mais importancia tem na verdade, é o retrato que emerge de quem o redigiu. A ignorancia, a tacanhez, a raiva ( ai que ainda me vão ao tacho!) a mesquinhez, a pobreza de espirito, e sobretudo o não saberem de que terra são…. pois portugues não falam, e para se lembrarem onde estão, e para se identificarem uns aos outros andam com a bandeirinha na lapela!! Isso sim é patriotismo ao peito.
    Mas também vejamos, temos um presidente que tem um país de cidadões (calhando também tem mões) e que peremptoriamente diz “… não fiz nem façarei”! O que é que voces queriam??? o exemplo vem de cima. E o maralhal come tudo o que lhe dão .
    Desculpem lá mas esta cafila não é grande exemplo do ensino publico. Será que andamos estes anos todos a pagar-lhes as propinas??? Ou é tudo fruto das universidades privadas?? Se foi no ensino publico que aprenderam, então eu digo que desperdicio de dinheiro, e isto é na verdade lesivo do interesse do país. Deviam mesmo ser processados

  17. Pedro ou José são uma e a mesma besta que por aqui passou. Com cavalgaduras destas o país vai longe. Quem teve a culpaz foi a puta da tua mãe mas coitada o aborto ainda não era legal por isso ela vos pariu. Em tão má hora que saíram 2 burros de 4 patas.
    Como sou médico proponho-vos a compra das vossas cabeças quando morrerem para poder estudar e concluir o que está dentro delas. Tenho um pressentimento que estão cheias de merda. Vendem ou não vendem essas cabeçorras? Compro-as com os cornos e tudo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.