Quando a forretice moralista alemã colide com o dinheiro do G-20

“Os países ricos deram este fim-de-semana novos passos para criar um “muro de protecção” mundial, mas deixaram claro que aquela que é maior ameaça à economia global – a crise da dívida europeia – tem de ser resolvida primeiro dentro de portas, o que implica cedências da parte da Alemanha. Os líderes mundiais vão esperar para ver o que sai da cimeira europeia desta semana […].

[…] Ou seja, não há acordo do G20 para reforçar em 500 a 600 mil milhões os meios do FMI (que ficaria assim com um “poder de fogo” de quase um milhão de milhão) enquanto a zona euro não reforçar os seus meios de combate.”

(Fonte: Público (sem link))

Parece-me uma reação totalmente lógica que muitos países do G-20 se recusem a contribuir com mais dinheiro para a resolução da crise financeira europeia até que os próprios europeus (leia-se «os alemães») abram os cordões à bolsa. Compreendo que países como os Estados Unidos, a China, o Brasil ou a Austrália não considerem admissível que a Alemanha, que se fartou, e farta, de ganhar dinheiro à custa dos seus parceiros continentais, incluindo os da mesma aliança monetária, ora incentivando-os a consumir, ora impondo-lhes uma dieta que lhes suga as economias só porque os seus bancos (os primeiros incentivadores ao consumo) se viram de súbito em grandes dificuldades graças ao jogo financeiro internacional, prossiga uma política sovina de poupança interna e de austeridade falsamente monástica ao mesmo tempo que impõe às populações circundantes o desemprego e a pobreza, ainda lucrando pelo caminho com a contratação dos quadros mais qualificados desses países. Alguém de fora que imponha ordem e justiça cá no burgo, mesmo recorrendo ao mesmo argumento por aqui usado: o da força do dinheiro.

One thought on “Quando a forretice moralista alemã colide com o dinheiro do G-20”

  1. isso é capaz de ser uma leitura enviezada da coisa. os amaricanos fizeram a despesa, iraque & champagne com bolhas, endossaram as contas à mercla e a mercla mais o françiú resolveram safar o deles e ainda ganhar algum, baralhando e dando de novo. os emergentes aparecem porque são emergentes. vê lá se assim não fica melhor.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.